Quem tomou vergonha na cara e aprendeu/voltou a escrever mais? Eu meixma! Felizinha da vida com caderno recheado de novas ideias, novos feiticinhos, pensamentos, poesias e contos!

Até dia 05/01 ainda tem bastante tempo pra eu por mais coisas nos eixos e, o mais importante, me permitir ser menos perfeccionista. Gente, larga mão disso! Perfeccionismo só serve pra gente se sabotar. Não importa o quanto algo está ÓTIMO, você sempre vai achar alguma coisinha para se criticar. E aí, adivinha? Nada sai do papel. Nada acontece. Sem novas experiências porque o perfeccionismo não deixa nada aparecer sem estar “perfeito”. Uma chatice.

Faz sim, faz mais, faz a hora que quiser! Sim, o seu eu do futuro, mais maduro, talvez não aprove. Mas e aí? A gente vai melhorando, não adiando. Um degrauzinho de cada vez, tá?

É difícil falar sobre certos assuntos, ainda mais nessa nova era que ser bruxa é ser um ser de luz, que tem que agradar todo mundo, que tem que falar fofuras pras pessoas não se chatearem, tem que fingir a própria bruxaria a ponto de ser só um coach iluminado, tem que se desdobrar até para não soltar um pum. Ops!

Férias delicinha! Por aqui, só a Torre derrubando velhos padrões, velhos medos, barreiras inúteis e ultrapassadas! Adoooorooo!

Quem aí gosta de escrever ou quer tentar escrever?

Gente, não tem segredo! Eu gosto do bom e velho PAPEL! Heheheeh! Papel, lápis ou caneta. Pronto, a bruxa tá feliz da vida. Tem quem goste de digitar no teclado do computador, ou no celular mesmo. Enfim, achou seu preferido? Agora larga mão de só escrever quando tiver inspiração. Sério, isso é um problema. É delicioso escrever quando tem inspiração! UAU! Mas não é todo dia que isso vai acontecer. Seja o que for: um pensamento, uma receita de bolo, uma poesia, um conto, uma longa novela, um feitiço no seu grimório, um acontecimento do seu dia no diário… Escreva. Sempre um pouco, mas escreva. Ultimamente, com a pandemia, fiquei escrevendo mais no celular, para o Instagram. Amo postar fotos e meus textinhos, mas o meu tesouro são os contos. Contos longos, curtos, malucos, poéticos ou de terror. Aos poucos, estou voltando ao blog. Tenho já algumas coisas guardadas, e vou trazer para cá.

Pra terminar, deixei (acima) uma foto do meu caderno. Duas poesias (podemos chamar assim?), sem revisão, sem pensar muito, só escrevi e pronto. No futuro, eu olho de novo pra isso e vejo se gosto, se quero mexer, se foi só uma expressão do momento, etc. E tá tudo certo. Larga mão da perfeição que as coisas acontecem! Quero ver vocês arrasando em 2022!

 

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações?

Vem conhecer o CATARSE << só clicar!

 

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

 

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.