Quando me sinto perdida, volto para minhas primeiras leituras. Estar isolada me deixou tão… esquisita. Eu sei que não sou a única, porém, preciso me reencontrar.

A pandemia não passou completamente ainda, mas ao menos já tivemos as vacinas. Com tantas coisas e pessoas “voltando” ao dia a dia comum, eu estou tentando também. Um pouco, nada de me enfiar num show de rock ou num barzinho entupido de gente. Mas, é difícil! Fico perdida!

As coisas mudaram. Eu também mudei. Tive um tempo de total falta de paciência, só que não dá para continuar assim, não é mesmo?

Então… Olá, novamente, vida!
Comecei a reler meu livrinho velho, cheio de marcações, de páginas amareladas, junto de meus caderninhos de anotações e as canetas coloridas. Sei que vai ser uma aventura, hehe!

Ah, mas olha, esse sentimento de perdida pode acontecer por outros motivos também. Teve uma vez que trabalhei tanto, atendi tantas pessoas com tantos problemas tão complicados, que quando passou a onda… nossa! Eu estava perdida… Aconteceu quando eu precisei focar em um projeto de casa. O projeto foi ótimo, mas fiquei perdida com minhas bruxarias. Hahaha!

Estar perdida não é exatamente algo ruim… Pode ser ótimo se você não se apegar a quem você era no passado, não se apegar em manter as coisas do mesmo jeito para sempre. Toda vez que eu me sinto perdida, eu volto para meus livros. Eu faço feiticinhos simples, sem grandes expectativas, apenas com meu desejo de algo bom. A gente se recupera, melhora, muda e descobre novas fontes, novas ideias, experimenta coisas novas, se percebe com um novo olhar.

É hora de se levantar, retomar as forças. Bora aproveitar o Sol do Verão!

Ah, deixa eu aproveitar e deixar aqui umas dicas:

  • Leia livros de outras culturas, abra seus horizontes. Perceba como a “magia e a bruxaria” acontece pelo mundo todo, com nomes diferentes, com métodos diferentes.
  • Está com suas leituras paradas? Assim que sobrar uns 15 minutos, abre o livro e lê algumas páginas. Se permita ter seu tempo delicioso de leitura sem culpa!
  • Tenha marca páginas contigo! Uma simples folhinha, já evita de você se perder.
  • Não se compare com os outros. Se você não consegue ler rápido, e daí? Desde quando isso é uma regra?
  • Está relendo? Não leia de uma vez. Pare, saboreie melhor o que acabou de ler. Tinha um feitiço no meio? Já tentou fazer?
  • Permita-se sentir o impacto do que acabou de ler. Reflita. Comente com alguém. Anote no seu diário.

E vocês, que dicas deixariam aqui para melhor aproveitar as leituras e/ou retomar o caminho mágico?

 

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações?

Vem conhecer o CATARSE << só clicar!

 

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

 

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.