A nossa vida é uma caixinha de surpresas, né?

Em um dia, estamos trabalhando, estudando, falando com os amigos e aí… Alguma coisa acontece e você, sei lá, está doente, no hospital. Vai ficar afastado de tudo que sempre fez por meses. Vai ter que mudar toda a rotina, vai ter que mudar a alimentação, não vai conseguir manter seus estudos, não vai conseguir ver seus amigos como antes, nos rolês, porque você não pode sair de casa… Nossa! Uau!

Pode ser algo mais simples… De repente você está lá trabalhando de boa, mas a empresa muda tudo e exige que você faça uma pós-graduação. Puxa vida, essa pós fica longe de casa, e infelizmente tem que ser presencial. São horas de transporte, horas de aula, um cansaço danado… A vida mudou demais.

Talvez você tenha parado tudo por conta de uma mudança de cidade, ou porque teve depressão, ou porque só perdeu o ritmo de tudo durante o tempo de isolamento da pandemia… Tudo mudou, você não sente mais sua energia. Você perdeu o ânimo. Você não sente vontade de fazer magia. E agora…?

Primeiro, saiba que você não é o único. Todo mundo está passando por alguma coisa. Talvez você julgue mais ou menos pior que seus problemas, mas não cabe a ninguém julgar.

Segundo, não fique pensando que a espiritualidade, deuses, orixás, guias, ou como preferir chamar, enfim, não estão bravos contigo. Nem faz sentido. Não é só “querer”. Ah, seria ótimo se fosse assim! Já pensou que simples? Imagine uma pessoa com depressão… Aí vem alguém e diz “poxa, sai dessa, é só querer!”. Puff! Na mesma hora a pessoa com depressão toma um banho, se enche de energias e sai da depressão. Uhul! Tudo apenas no querer! UAU! Só que não. Não é assim. Não é só querer. Não se esconda de vergonha, não tema a espiritualidade porque você andou “sumido”, porque se afastou de suas práticas.

Terceiro… Lembre-se que tudo é uma jornada. Às vezes a gente precisa passar por umas coisas na nossa vida. Não somos imortais e, conforme vamos envelhecendo, a nossa energia já não é mais a mesma. A gente cansa mais rápido. Às vezes a gente passa por algo que nos abala com FORÇA… E aí, um tempo depois, quando estamos bem, ficamos nos questionando o motivo da inércia. Bom, olhe para trás. Reconheça sua jornada até aqui. E está tudo bem. Reconheça que este é seu novo ritmo. Conheça melhor seu novo eu, conheça melhor sua nova vida, sua nova rotina.

Quarto! Por favor, eu imploro, pare de se comparar com os outros! Pare! Agora! Talvez você pense “Ah, mas…”, mas nada! Eu sei, tem dias que não é nada fácil. Aí você vê o Instagram de alguém e poxa… Essa pessoa parece que não passa por isso. Por que eu? Acredite, todos passam. Alguns escondem bem, alguns estão cuidando do problema (que aliás, os motivos dos problemas são diversos, não é mesmo?), alguns estão até fazendo tratamento psicológico ou mesmo psiquiátrico. Aproveite e já marque sua consulta, uma terapia vai bem para todo mundo, pois humanos têm problemas, e para cada problema, existem diversas soluções e auxílios. Infinitas decisões, forma de ver a vida, cada um caminhando uma trilha diferente. Então, não se compare com os outros. Não seja injusto consigo mesmo.

Por fim, e não menos importante… Hey, olha você aí, preocupado, se importando em voltar, em aprender. Você ainda tem uma fagulha dentro de si! Reconheça essa força viva, que só precisa ser alimentada. Tudo é assim na vida. Questão de se acostumar, adaptar, tentar, praticar no dia a dia.

Aliás, é algo que precisamos falar sobre: menosprezamos o dia a dia, queremos saber apenas de grandes rituais! Resultados em 3 dias! Milagres! E, às vezes, até acontece mesmo…Ficamos felizes na hora, agradecemos a todos os guias, e depois deixamos cair no esquecimento. Fazemos isso, não fazemos? Opa, ficou doente? Rezou todo dia para passar a doença. Prometeu a si mesmo que se cuidaria mais. Aí se curou. Passou 3 semanas, os cuidados consigo mesmo foram caindo… caindo… caindo… Ah, depois eu vejo isso. Ah, depois eu cuido direitinho… Depois. E esquece de vez. É uma dieta, uma academia, um relacionamento, um trabalho, um tratamento, e também acontece com o caminho espiritual…

Quer recuperar sua energia?

Quer voltar a ter ânimo para fazer magia?

  • Pare de se cobrar tanto;
  • Não espere que um feiticinho ponha uma bagunça de meses no lugar;
  • Reconheça que você não é o mesmo do passado;
  • Observe sua nova rotina;
  • Aprenda mais sobre seus novos gostos;
  • Respeite seus limites;
  • Converse com pessoas queridas. Conversar ajuda a movimentar nossa energia;
  • Quer estudar um livro, mas se cansa depois de 10 minutos? Então vá de 10 em 10 minutos. Se conseguir fazer mais, que bom! Se não, reconheça sua vitória! Vá subindo um degrau por vez;
  • Não se compare, você não sabe a verdadeira vida dos outros;
  • Se alimente melhor. Não digo para comer muito, mas mais saudável;
  • Melhore seu sono;
  • Reconheça quando não souber se cuidar mesmo com coisas simples. Sempre tem a opção de buscar um médico;
  • Feiticinhos são ótimos para trazer a prática de volta ao dia a dia;
  • Se acostume a ter uma agenda (dá para ter uma agenda no celular, viva a tecnologia!), e ajuste seus horários;
  • Sem maluquice: eu sei que o voltar empolga muito no começo, mas se você exagerar, vai cansar logo e vai parar tudo de novo;
  • Melhor algo feito do que perfeito. Porque perfeito não existe. Melhor fazer o que dá do que não fazer nada. Aos poucos, colhendo os resultados, você vai se animar;
  • Cultive o hábito de ignorar as opiniões alheias. Sério. Grande parte das pessoas que opinam na nossa vida não estão nem aí de verdade;
  • Aceite que ninguém é feliz o tempo todo. Sempre tem aquele dia ou semana que fica tudo meio bagunçado mesmo… Seja na mente, nas emoções, seja acontecimentos ao nosso redor, etc;
  • Nos dias ruins, pense na espiritualidade como um remédio! Afinal, tem uns remédios que são danados de ruim, mas nos ajudam. A gente não quer tomar, mas é o que tem pra hoje;
  • Descanse. Tem dias que tudo que a gente precisa é de um descanso de tudo e de todos;
  • Entenda que a gente faz planos, mas o imprevisto existe! Não temos controle de tudo. #AceitaQueDóiMenos! Seja mais flexível e aproveite as oportunidades – principalmente as pequenas oportunidades!

 

Bom, fora essa listinha básica (juro que é básica, ainda dá para colocar um monte de coisa #SOS!) vamos a algumas práticas mágicas que eu não abro mão. Sempre me ajudam quando tenho meus momentos de ficar sem energia, sem vontade de nada…

 

  • Banho de boldo. Tira a energia dos outros de cima de mim, e aí eu reconheço melhor o que está rolando comigo. Umas 5 folhas da planta para 500ml de água quase fervendo. Tomo meu banho higiênico normal e depois despejo o banho de boldo por cima. Se vai ser de cabeça ou do pescoço pra baixo, depende do que eu sentir na hora;
  • Estou sempre trocando meus amuletos. No geral, na hora que vou trabalhar, uso algo de ametista (transformar energias) e/ou algo de turmalina negra ou obsidiana (proteção energética). Mas, depois eu troco para algo que me traga alguma vibe gostosa, como citrino, sodalita, quartzo rosa, malaquita, etc;
  • Pelo menos na virada de lua, estou fazendo algo por mim. Mesmo que, aparentemente, não esteja precisando de nada. Faço algo como se fosse uma “manutenção” da energia. Não preciso esperar ficar exausta para uma limpeza. Não preciso ficar sem dinheiro para trabalhar a energia das finanças. Não preciso que dê algo de errado em meu relacionamento para chamar pelo amor e pela harmonia. Sigo as fases lunares porque creio no poder da natureza e porque é uma forma fácil de manter uma rotina;
  • Como já disse infinitas vezes, cada um tem seu próprio caminho. Eu acredito em deuses. Então, estou sempre fazendo algo para nossa conexão. Se algo tiver que me ser mostrado, virá. Confesso que esse momento costuma ser tão bom! Como um abraço de um amigo sincero, que me puxa a orelha se for preciso. Que me elogia algo legal que eu fiz. Que me incentiva. Que me mostra quem está sendo falso, etc. Gosto de desligar as luzes, acender uma vela no altar. Faço uma oração e só peço que estejam comigo. Fecho meus olhos e medito.
  • Releio o que anotei sobre meus sonhos. Pois é, eu sempre falo para anotar, né? Não tem como reler se a gente não anota. E sempre me é uma surpresa que meus sonhos avisam tudo. É normal, na hora a gente não entende. Mas, se anotar e se permitir pesquisar um tico, a gente vai entendendo e se acostumando com os padrões de nossos sonhos;
  • Quando me atrapalho e não faço nada por mim, eu não me culpo e nem me cobro… Eu só me organizo para fazer no outro dia. E para tirar qualquer empecilho, já começo com algum tipo de limpeza. Aí o resto flui gostoso;
  • Confio nos meus sonhos! Se por exemplo, eu sonhei que alguém me mandava acender incensos e orar pela casa, eu farei quando acordar. Não demora para o motivo aparecer, hehehe;
  • Acredito que ninguém vive completamente sozinho, e que não é só negativamente que os outros podem nos influenciar… Não faço magias por minha famílias e amigos só quando algo dá errado. Faço harmonizações, pedidos de prosperidade e alegria sempre que tenho a oportunidade. Se todo mundo fica numa boa vibe, é bom. Se essa vibe boa me influenciar, melhor ainda! Círculo social feliz, um contagiando o outro com boas notícias. Apoio de todos para todos;
  • Quando reparo que eu estou anormalmente para baixo e sem vontade de fazer magia, primeiro eu descanso. Durmo o quanto meu corpo e minha mente, ou meu coração cansado pedir…Se eu acordar e tiver passado essa vibe ruim, era só cansaço. Mas, se eu acordar e não tiver passado a vibe ruim, penso nos últimos dias. E aí, dependendo do que rolou, vou fazer alguma magia relacionada. Se eu não tiver uma receitinha queridinha, eu crio! Afinal, é para isso que tanto estudo cristais, ervas, etc. Se eu não consigo identificar o motivo, aí rola feitiço de revelação, claro! Queimo artemísia no caldeirão e chamo Hécate. Peço que me revele o porquê de eu estar tão pra baixo. Acreditem ou não, não demora para aparecer o motivo;
  • Ah, passar um tempinho na Natureza ajuda demais! Ponho meus pés na terra, fico lá na grama do quintal, ou vou para a praia… Costuma me recarregar as energias belamente! Um aterro de energia, uma conexão com as plantinhas, com o Sol ou a Lua, ouvindo uma música… Hum! Tudo de bom!

.

Ai, ai… Quanta coisa, né? E, mais uma vez, isso que eu tentei resumir, hahahah! A lista pode aumentar facilmente! Porém, é esse o ponto. Não tem milagre para mudar a situação do nada. O que tem é passo a passo, um dia após o outro.

Com paciência e mais amor consigo mesmos, tentem!

Vocês vão gostar!

 

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações?

Vem conhecer o Catarse << só clicar!

 

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.