“Termina o Dia
Abraça a Noite
Venha para o Altar
Ah, o lar doce lar!

Respire fundo
Mergulhe no Silêncio
Passado é Passado
O Agora é seu Presente
Momento efêmero, eterno
Vê?
O tempo fica Ausente

Voa, Bruxa
Explora o Astral
Voa, voa… Bruxa!
O Espírito é Imortal
Ah, se desmancha!
Gira e flui
Seu Guia é Ancestral!

Ahhh, Bruxa!
Ouça a Melodia do Coração
Sonhos e Desejos
Está além do Material
Ouça, com calma
Do Outro Lado, a música não para!
O chamado vem
O corpo sente e quer seguir
Ai, ai, Bruxa!
Flutua, sonha
Teça o seu Caminho
Como Circe, seja sua própria Mestra
Venha, os Deuses te Esperam!

Ohhh, ohh, Bruxa…
Voa e se torne Atemporal!”

Essa foi a poesia (oração? prece?) que escrevi e ofereci para Hécate à algum tempo atrás. Eu lembro que fiz um ritual, depois um feitiço, e na hora de fazer a oferenda, eu fiquei meio… Sei lá! Nada estava certo. Eu parei, me concentrei. Me veio um impulso forte de pegar o papel e um lápis. Escrevi sem quase nem respirar e aí sim, eu recitei no altar dela. Senti uma paz tremenda. Senti minha mente voando de ideias, meu corpo ficou mais leve… Foi tão bom.

Vou recriar aqui o feitiço delicinha que tinha feito no dia. Acho que vocês vão gostar de tentar!

No altar de Hécate, coloque 2 velas pretas, mas deixe um espacinho de um palmo entre as duas. Enquanto invoca a deusa e diz que ela é bem-vinda em sua casa, acenda as velas sem pressa. No espaço entre as duas velas, coloque um cristal verde (eu usei crisocola, que é excelente para cura emocional e da criatividade), um dente de alho (limpeza e proteção da energia) e um ovo (energia de proteção e criação). Recite o seguinte encanto: “Hécate Trívia, Senhora de todos os Caminhos, esteja comigo e me ajude a fluir com a magia”. Repita como um mantra… Quando terminar, acenda uma vela rosa e ponha um cálice de água no altar. Vão servir como energizadores. Se você tiver um cristal (eu usei no formato de esfera, mas pode ser outros formatos) translúcido ou leitoso, coloque também no altar. Vai potencializar o feitiço. Pegue seu espelho mágico, segure-o atrás da vela rosa, de forma que você veja seu rosto e a chama da vela na sua frente. Recite o encanto novamente, como um mantra. Quando sentir de parar de recitar o encanto, se concentre e feche os olhos. A oferenda que você vai fazer virá em sua intuição. Saiba que esse será um momento de entrega de fé, um momento de receber energia, e também um momento de conexão. Apenas faça. Por fim, beba a água do cálice. Agradeça.

Está feito.

Observação: o ovo pode ser consumido depois do feitiço ou entregue na natureza, vai depender da sua intuição no dia.

Permita-se se entregar à magia da deusa e você vai fluir lindamente!

A bruxa, a artista, a escritora e a cartomante, todas as faces que vivem em mim, todas ficaram felizes demais nesse dia, hahahaha!

 

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações?

Vem conhecer o Catarse << só clicar!

 

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.