Arrumo meu altar para meu conforto, para receber de forma tranquila e consciente a Força que invoco da Lua!

Faço o que amo, faço como gosto. Faço porque me inspira!

Nesta Jornada Espiritual, tão mágica, eu já chorei muito, mas também vi minha vida florescer com auxílio de gente e mãos invisíveis, tão sensíveis, que às vezes tudo parece sonho.

Não exagero ao dizer que não troco minha jornada com a de ninguém. Por aqui, tudo segue simples. Segue por intuição, sonhos, visões. Vozes que me dão bronca, e também me direcionam. Há quem não acredite, mas oras, tanto faz. O caminho é meu.

Se esta Bruxa e Eremita puder lhe deixar um conselho, eu diria: Saia. Vá ver a lua. Pare de procurar, sempre, por receitas prontas. Mas é claro que não há mal algum em buscar certo apoio nas palavras dos outros, ou mesmo em suas histórias de vida ou as fórmulas que usaram. Contudo, você precisa entender que cada um tem seu jeito de ser. Sua maneira de agir, reagir, de ver a vida.

Eu já passei por coisas que as pessoas duvidam, só porque tenho palavras doces a dizer, porque ensino o que sei, porque não minto para glamourizar meu trabalho. Acreditem! A magia está dentro de vocês. Cada um tem seus dons, talentos, facilidades. Não copiem os outros. Não achem que porque não é igual a Fulana ou Ciclana, que seu esforço não é útil. É um trabalho de formiga esse de ensinar sobre a Espiritualidade, sem cabrestos, às pessoas. Oh, mas vale a pena.

Tenho minhas crenças, meu caminho. E acredito que, quanto mais eu aprendo sobre ele, mais eu tenho controle sobre meu poder – mais posso fazer e acontecer. Não gosto de sair, desvairada, sem foco, buscando “todos os santos”. Foco. Disciplina. Às vezes é bem chato, confesso, porém não é obrigação. Esta é a minha decisão.

Portanto…

Nunca deixe de fazer sua magia por ser simples, ou por não ser igual a dos livros ou pessoas que você conhece.

Nunca deixe de fazer sua magia por dizerem que você tem “coisas demais no seu altar” ou que você é “cheio de frescura”. Quem pode dizer qualquer coisa sobre o que você faz além de você?

Nunca deixe de fazer sua magia por não entenderem seus meios, ou por não entenderem ou não acreditarem nas tuas crenças, pois estas são diversas e dizem respeito somente a ti. Ainda bem!

Aceite aprender, ouvir novos pontos de vista. Entenda que talvez você não tenha como fazer um feitiço de uma maneira tal, pode fazer um outro Feitiço, de um outro jeito, para o mesmo objetivo. Veja a Natureza! Assim como a Camomila pode te ajudar a ter um bom sono, na falta dela, você ainda pode usar a Valeriana, a Melissa, a Lavanda, além de outras tantas. São plantas diferentes, mas todas podem ajudar a resolver o mesmo problema do sono. Bem, talvez para uns a Camomila seja leve demais, ou a Valeriana seja forte demais. Intensidades diferentes, mas ainda assim, para o sono, todas podem ajudar de alguma forma. Como saber? Experimentando, tentando, observando, analisando.
Estude.

Essa é a única maneira de não ficar desesperado, indo na onda de qualquer um, se entregando a qualquer dúvida ou medo.

 

Desejo que, um dia, as pessoas entendam que existem muitos caminhos, mas sem fé, sem foco, não tem nada.

Por ora, só o que posso afirmar é que fazer magia é bom demais! Hohoho!

 

Heya!

 

Beijinhos!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.