Hummm! Enfim, chegou a hora dos #ContosDaBruxa 👻 Experiência da Paloma H. 👻

“Anos atrás, quando eu era corretora de seguros, ouvi falar de uma casa assombrada. Eu não acreditava nessas coisas, e até hoje ainda tenho minhas dúvidas… Mas, naquele dia, não teve como. Nada explica o que aconteceu.

Falei com a pessoa que queria vender a casa, com móveis e tudo. Conversamos e percebi que a coitada estava muito desesperada. Ela queria vender num valor muito baixo, uma casa que valia muito! Não deixei! Falei que ia dormir lá por uma semana toda, e se nada acontecesse, era porque não tinha nada.

Ela concordou. Deixou as chaves comigo e foi para a casa da mãe dela. Eu estava determinada a convencê-la a vender pelo valor que eu queria. E aí, claro, eu ganharia muitooooo mais na comissão.

No primeiro dia eu já senti um baita desconforto de ser vigiada. Levantei e olhei a casa toda. Nada. Deitei. Senti alguém pegar na minha mão. Acordei. Nada.

No segundo dia, eu acordei sem a coberta, todas as portas da casa abertas. O pavor que eu fiquei. Certamente era alguém tirando onda!

No terceiro, escondi melhor a chave e fingi dormir. Eu senti puxar o cobertor e levantei na hora com uma faca. E o susto que tomei quando não vi ninguém?

Olhei debaixo da cama com a lanterna do celular. Nada. Falei alto que se eu achasse quem era, iria pra cadeia. Começou um choro irritante e eu não sabia de onde vinha. Corri a casa toda. Nada!!! Quase fiquei doida! Voltei para o quarto, exausta, e deitei. Assim que eu pisquei, uma sombra apareceu do meu lado, pedindo pra não ir presa.

Eu gritei tanto! Tão alto! Ela se assustou comigo, e eu me assustei com ela. A sombra implorava pra não sair dali, pois o marido, um dia, ia voltar. Eu olhei com calma e vi tipo dumas flores na cabeça da sombra, meio que parecia vestida pra casar. Dali em diante eu fiquei com uma dor de cabeça infernal. Saí da casa e dormi num hotel.

Porém, vendi a casa pelo preço que eu queria. Falei que não deu nada. A pessoa que comprou chegou a falar de uns vultos. Falei para benzer. Acho que deu certo. Nunca mais perguntei.”

E aí, gente, o que vocês fariam?

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações?

Vem conhecer o PADRIM << só clicar!

 

Autora: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

 

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.