E que comece a semana! O que as cartas têm para nos dizer?

A Morte, do Tarot de Marselha

Semana silenciosa, de reflexão, mas muito sensível!

Ciclos começam, ciclos acabam. Algo se inicia, algo deve acabar. Alguém nasce, alguém morre. Num dia, Vida! No outro, Morte! Assim, sem cerimônia, em silêncio, sem ninguém perceber, os dias passam. O Sol nasce, então se põe. Ninguém viu?  A semana passou, acabou? O que você fez é passado! De que adianta ficar olhando para trás se não for para aprender algo, e mover-se para frente? Vamos, adiante! Não adianta chorar pelo leite derramado. Há alguém que você ama? Vá abraçar. Comprem aquela passagem, vão viajar! Não fique esperando o dia perfeito, pois o dia passa. A vida passa, A Morte chega… e quer saber? Ela chega de mansinho, caladinha, sem avisar. Ela leva, não tem barganha, não tem retorno. Não tem com quem reclamar. Pode xingar “Deus”, mas ora… somos todos mortais. Agora ou amanhã, por “punição” ou “salvação”, vão-se todos com Ela. Parece um bilhete triste? Quer chorar? Não, não chore. Tome atitudes, pois cada momento é um momento e só! Tudo vira pó, levado pelo esquecimento, no Eterno Tempo. Não fique triste. Este só um lembrete do Arcano XIII.

Que essa semana seja de conscientização, de amor e atitudes! Lindo dia!

Gostou? Vem agendar sua Consulta pelo e-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Gosta do conteúdo do blog e quer contribuir de alguma forma, além de receber uns mimos mensais? Vem apoiar a Oficina das Bruxas no Padrim!

E não esquece de dar uma passadinha no Canal no Youtube!

Boa semana a todos!

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Quer ajudar o blog a seguir com mais e mais publicações? Vem conhecer o PADRIM!

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.