Oba! Hora de Celebrar!

Quem não adora celebrações? Festa? Comida? Magia?

Hoje vamos falar de festas! 

celebrações - texto celebrações

Vamos ver:

  • Bruxos comemoram as passagens do ano, que são os Sabbaths.
  • Bruxos comemoram as passagens da Lua, que são os Esbbaths.
  • Bruxos comemoram os Festivais de seus Deuses, variando as datas de acordo com cada Panteão.
  • Bruxos também podem sim comemorar quaisquer outras datas que consideram especiais.

Peraí, Rosea, não entendi! Explica isso direito!
Sim, sem problema!

O que é uma celebração, para começo de conversa…

É uma festa, uma comemoração. Quando fazemos aniversário, comemoramos, festejamos uma alegria que é nosso novo ciclo. É honrar aquilo que se foi, é honrar o que virá adiante. É honrar uma memória, o passado, o presente e o futuro. É uma união de pessoas, de energias e tempos.

Um sabbath é uma comemoração conforme cada passagem do ano, solstícios e equinócios. Ou seja, as mudanças da natureza. É a Roda do Ano.

Um esbbath, ao contrário do que muitos pensam, não se comemora só a lua cheia, mas todas as fases da lua. Hoje em dia comemoramos mais a lua cheia acredito que, por falta de informação e por falta de tempo. Não podemos varrer a vida espiritual para um cantinho escuro só porque temos um trabalho e estudamos, não! Mas é perfeitamente compreensível que não dê para comemorar todas as fases da lua sempre.

Um Festival de um Deus ou Deusa é uma comemoração que normalmente acontece já há séculos, variando de data conforme a divindade. Por exemplo: Diwali é o Festival da Luz, na Índia. Um festival religioso onde se comemora  a vitória de Sri Krishna sobre Narakasura, entre outras histórias. Um adepto dessa divindade – Sri Krishna – certamente comemora também esse festival, independente do país, cidade ou planeta que estiver. Outro exemplo: Dia 23 de Abril é dia de São Jorge, um Santo da religião Católica. Logo, todos os adeptos de São Jorge irão comemorar essa data. 

Datas especiais. E agora, que é isso? Pessoal, saiam da caixinha! Existe uma data especial para você? Comemore! Comemore com ritual, com magia, com banho mágico, com velas, com oração, com oferenda, com jantar diferente, sei lá como, mas comemore! Não precisa ter vergonha ou achar que está fazendo algo errado.

Vamos ver uns exemplos de possíveis datas especiais

– Um seguidor de Afrodite ou qualquer divindade do amor, pode muito bem aproveitar o dia dos namorados e fazer algo mais especial;

– Um seguidor de Hecate ou qualquer divindade negra, do submundo, dos mortos, pode muito bem aproveitar o dia de finados e fazer algum ritual diferente;

– Um seguidor de Hator ou qualquer divindade dos prazeres, alegria e festas, pode muito bem aproveitar a energia do carnaval;

– Dia das mães, um dia perfeito para celebrar as deusas mãe e a sua mãe!

– No seu dia de aniversário, qual o problema de fazer uma grande comemoração de agradecimento e pedidos?

– Anotar o dia da própria iniciação e celebrar todo ano mais um ciclo na sua vida;

– Celebrar uma graça que recebeu dos deuses;

– Anotar celebrações da antiguidade e trazê-las para sua vida. Como as celebrações de Perséfone, que fora raptada e casou-se com Hades. Há uma celebração antiga que se fazia por mais de uma semana, simulando a busca da jovem deusa.

Enfim, escolher uma data por um motivo especial para você e celebrar não é problema algum, ao contrário: é maravilhoso!

Celebrar a roda do ano é legal, mas não precisa se prender à isso. Não existem somente essas celebrações – A MENOS QUE você não queira mesmo fazer outras celebrações, por que você não é obrigado a nada 😉

Eu, como bruxa arteira, adoro celebrações. Aproveito sempre para agradecer, pois acredito que a gratidão nos enriquece com grande energia. Confesso que aproveito para tomar vinho e colocar um cálice bem farto no altar. Tem vezes que só faço orações. Quantas vezes, em um dia normal, eu parei tudo e tirei a noite para arrumar meu altar, celebrar a magia, meus deuses, agradecer tudo que recebo e queimei pedidos! Não vejo motivos para não celebrar. Eu sinto e acredito que quanto mais celebramos, quanto mais sorrisos e quanto mais  felicidade dentro de nós mesmos, maior a nossa energia, nossa capacidade de criar nossa própria realidade. Tenho certeza que os deuses amam as pessoas que celebram a vida sempre.

“Celebrar não é só “Uhul, vamos encher a cara!”. Celebrar é beber sim, é fazer seus rituais em honra aos deuses, ou ao que quiser, natureza, Universo, ancestrais, etc. Celebrar é dançar, cantar, comer, abrir o coração, se emocionar, consultar oráculos, fazer oferendas, algo especial. É soltar barquinhos no mar, é passar uma noite na floresta… Seja criativo, faça suas celebrações valerem a pena e terem algum sentido, não apenas uma festinha vazia.”

Então, voltando ao título do texto: Todos celebramos o mesmo? Não exatamente! Temos celebrações  em comum, mas cada um tem seus próprios motivos para festejar!

Então, esclarecidos? Vamos às celebrações!

Rosea Bellator
Email: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

1 COMENTÁRIO

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here