Você gosta do elemento ar? É criativo, inovador? Gosta de criar, inventar, falar, trocar ideias? Se pega lendo um livro sem parar? Seu mapa astral tem muita arou esse elemento está muito em falta? Que tal trazer esse elemento para si de forma mais gostosa e prática com a magia?

o elemento ar - elemento ar texto

Se você tem muito ar no seu mapa astral (ou esse é o elemento do seu signo, que são gêmeos, libra e aquário) essa magia é para você:

Sempre que puder, coloque uma sodalita sozinha no seu altar e um incenso de frutas. Sente-se e medite. Ouça o vento falar, ele vai lhe mostrar aos poucos boas ideias. Cabe a você ter coragem!

Se você quase não tem ou não tem o elemento Ar no seu mapa astral ou sente necessidade de absorver um pouco das qualidades desse elemento, faça esse pequeno exercício:

Num dia de bastante vento, onde possa sentir bem o elemento ar, com força, ou num local aberto, como uma montanha ou praia, cave um buraco, o mais fundo que conseguir. Coloque sua mão direita no buraco e sinta a terra gelada sem tocar. Ouça o que diz os antigos, os ancestrais, que há muito já misturaram-se à terra. Ouça sua memória. Coloque canela em pau e acenda um incenso de mirra no buraco. Sente-se próximo e medite. Invoque as forças ancestrais, das pessoas sábias, e escute com atenção. Retire o incenso e coloque sua mão no buraco novamente, sem tocar a terra. Fique atento às respostas que virão. Deixe a canela lá e acenda outro incenso  saia. Esta será sua oferenda como gratidão.

Quer atrair um pouco desse elemento para sua casa? Faça o seguinte:

Fácil fácil, acenda incensos! Qualquer um, mas procure por aqueles que incentivam a intelectualidade, criatividade, raciocínio e harmonia.

Para você que sente que precisa equilibrar um pouco o elemento ar dentro de si:

Aguarde um dia de chuva. Fique num local onde receba o ar vindo dela, mas não se deixe molhar. Lembre-se que estamos trabalhando o elemento ar, portanto foco nele somente. Abra os braços e vire as palmas das mãos para cima. Feche os olhos e visualize dois orbes vazios, translúcidos sobre as palmas.  Inspire fundo, e solte. A partir da terceira vez que inspirar, você vai começar a ver e sentir a energia do ar sendo sugada pelos seus orbes. Não se preocupe se um crescer mais que o outro. Quando tomarem o tamanho de mais ou menos uma bola de futebol, pare de puxar energia. Mova esses dois orbes para dentro de si, sem mover-se.

Se sentir dificuldade, faça o exercício com um quartzo verde.

Após o exercício, acenda um incenso de mirra como agradecimento e proteção.

Existem pequenas práticas que nos fazem entrar em maior contato com esse elemento, vou citar aqui algumas bem fáceis, que qualquer um pode fazer:

  • Erga os braços e feche os olhos, deixe os ventos carregarem sua mente.
  • Leia, desenhe, questione, faça sua mente se exercitar.
  • A qualquer hora que precisar de inspiração ou criatividade, acenda um incenso e ande com ele;
  • Apareceu alguém te desafiando? Use toda sua criatividade, mesmo as ideias mais absurdas, e veja como pouco a pouco a mente expande;
  • Nunca perca a oportunidade de parar por uns minutos para apreciar, deitado, relaxado, um dia de sol, com leve brisa, pois essas costumam carregar embora a negatividade.

O que se ganha em ter mais do elemento ar? Esse é o elemento responsável pela criatividade e razão, expansão da mente, olfato, capacidade de compreensão, fala e ofícios como escrita e desenho. Pessoas do ar tem maior facilidade desenvolver ideias, em passar o que pensa, ensinar e aprender. São os principais responsáveis pela organização e tranquilidade num momento de tensão, pois raciocinam ao invés de entregarem-se ao desespero. Essas foram apenas algumas das qualidades entre inúmeras outras qualidades do ar.

Quer saber sobre o elemento e os elementares do Ar? Clique aqui: Silfos.

Até mais!

Rosea Bellator
Email: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

COMPARTILHE !
Artigo anteriorDisciplina e Foco
Próximo artigoRitual Musical de Dionísio
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

3 COMENTÁRIOS

  1. Bom dia Rosea!
    Estive refletindo um pouco nesses ultimos dias e gostaria de dar uma dica de tema para ser abordado aqui no seu site!
    Penso que tão importante quanto aprender a fazer feitiços e rituais, e também a se proteger de energias negativas, seria aprender a DESFAZER FEITIÇOS quando você acaba se tornando alvo de pessoas invejosas e que acabam usando a magia para o mau!
    Sempre que reflito sobre o assunto, só consigo lembrar das pessoas que recorrem ao candomblé, ao panteão africado, o qual eu não me familiarizo muito!
    Acho que esse seria um tema excelente a ser discutido em seu site! tenho a certeza que seria útil para muitos que admiram e seguem suas orientações!
    (caso o tema seja muito delicado para ser abordado aqui, poderia me indicar alguma leitura por favor?)
    Fico muito agradecido por todo o conhecimento compartilhado!
    Blessed be all those who follow the Old Religion! 🙂

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.