Continuando o Estudo do Tarot, vamos seguindo com a carta d’O Julgamento.

Vamos ver seus símbolos, cores, personagens, o que significa e mais. Esse estudo servirá para todos que seguem o estilo do Tarot de Marselha, ou seja, para todos que possuem  a mesma simbologia.

O JULGAMENTO

20

A carta do Julgamento, que também pode aparecer como “O Juízo Final”, ” A Ressurreição” ou ainda como “O Aeon”, mostra a consciência, o teste, as duras provas.

Quem são essas pessoas? Alguém está ressuscitando? E o anjo com a trombeta? E esses raios saindo das nuvens? E essa paisagem dourada?

Todas essas questões e reflexões são válidas para essa carta!

Abaixo temos algumas imagens, de outros tarots, da carta do Julgamento. Observe atentamente os símbolos que se repetem.

o julgamento arcano xx 20

Pontos em comum da Carta do Julgamento

  1. O anjo na nuvem;
  2. Trombeta
  3. Uma pessoa saindo de uma tumba;
  4. Pessoas ao redor da tumba, saudando a reencarnada;
  5. Bandeira ou colunas de duas cores;
  6. O número 20;
  7. Céu limpo atrás do anjo.

Mas então, o que esses pontos querem dizer?

Esses pontos mostram o que essa carta quer dizer quando sai no seu jogo, ou seja, os aspectos da carta, porque ela é o que é, porque ela tem os significados que conhecemos atribuídos a ela.

Vamos ver um por um.

1. O anjo nas nuvens

O Sol é o brilho, é a luz, é a vida necessária para nossa sobrevivência. O Sol traz o alimento da natureza, traz energia. Sem o Sol estaríamos condenados, então sim, o Sol é extremamente vital e importante para nós, portanto esta carta mostra a positividade e toda energia contida na vida, que flui em abundância.

2. A Trombeta

A trombeta é o alerta! Impossível não se ouvir! É a hora da verdade. Sabem quando chegou a hora de uma coisa muito importante e alguém grita “Soem os tambores!”? É bem isso. Também podemos lembrar da passagem da Bíblia e outras mitologias onde aparece algum tipo de anjo ou mensageiro que toca uma trombeta para ressucitar, chamar ou avisar algo/alguém.

3. Uma pessoa saindo da Tumba

É o emergir das sombras. Quando somos acordados. É nossa consciência tentando falar, tentando voltar à luz! No Tarot Mitológico temos Hermes visitando o Hades, já no Tarot Egípcio temos a alma (aquela pássaro com cabeça humana) saindo ou voltando para o corpo mumificado. Todos nós queremos a luz, a lembrança, queremos viver. E viver com a consciência dura, pesada, cruel… é difícil. O Julgamento vem para mostrar que é possível, após um período de reflexão e testes da alma, que voltemos à vida.

4. Pessoas ao redor da tumba

As pessoas ao redor das tumbas, visto no Tarot de Marselha representam a ansiedade, as pessoas que nos amam, que esperam que nós voltemos para elas. Por mais que nos amem, sempre tem uma situação que temos que confrontar sozinhos, e as pessoas ficam apenas esperando nossa melhora. São o apoio, divino ou não. Você não está sozinho, ainda que no fundo do poço.

5. Bandeira ou colunas de duas cores

A Bandeira que o anjo do Tarot de Rider Waite segura e as colunas atrás de Hermes, no Tarot Mitológico possuem o mesmo objetivo: falam de luz e trevas, consciente e inconsciente tentando se alinhar. É importante, pois nos lembra que o astral deve caminhar com o físico. O que acontece no espírito é refletido no corpo e vice-versa.

6. O número 20

Aqui temos o 2, ou seja, o número da família, do companheirismo, do equilíbrio. Ao lado temos o 0, o número das infinitas possibilidades! Aquele que é tudo e também pode ser nada. Se vermos o 20 teremos uma força divina, intensa, grandiosa em busca do equilíbrio e podemos ver isso como carma. Afinal, o carma tem a função de ensinar, de trazer equilíbrio, não é?

7. O céu limpo

O céu limpo mostra que no céu há paz, há discernimento, há luz. Atrás de Hermes, lá atrás, podemos ver uma paisagem bela. Ou seja, a vida! A carta do Julgamento não é uma carta ruim, ela fala muito sobre testes e aprendizados dados pelos deuses. E esses testes possuem apenas o intuito de nos fazer aprender e evoluir.

Mas nem tudo são flores…

Há Aspectos “Negativos”

Terrível, mas é… tudo tem seu lado negativo, ou que pelo menos nos alerta do que será negativo. Mas o que isso quer dizer?

Como vimos, O Julgamento é uma carta que fala sobre as provas da vida, mas só saberemos mesmo o que ela significa, dentro de um jogo, ao vermos o contexto que vem acompanhando-a. O Julgamento pode representar também:

  1. Momento de sérias dificuldades;
  2. Você está sem fé;
  3. Atitude no momento errado;
  4. Tolices;
  5. Rebeldia contra o que você mesmo causou;
  6. Momento de revelações de coisas que você fez de errado;
  7. Pensamentos excessivos;
  8. Depressão;
  9. Hora de começar tudo novamente.

Os aspectos negativos não aparecem sem motivos, são parte de toda a simbologia que vimos, faz parte da figura do Julgamento, da sua situação, só que de forma “ruim”. Quem nunca passou por aqueles chamados “testes de fé”, que é quando inúmeras coisas acontecem, fazendo que nosso coração fique dolorido e os pensamentos voando.. achando que o mundo é cruel, que os deuses nos abandonaram… E aí você se toca que esse é o momento certo para provar sua fé aos deuses que tanto presta orações ou cultos. Então você se levanta do fundo do poço e passa a entender todo aquele sofrimento.

Os aspectos negativos e positivos, etc,  vão além do que mostro aqui, espero que estudem e através da prática, percebam isso com maior facilidade. Recomendo meditação e análise da carta, somente você e ela, numa conversa, ou numa poesia, numa redação. Explore o arcano, seu arquétipo, em possíveis situações. Faça uma pergunta e, dentro de seus significados, tente ver como ela pode te responder e assim vai aumentando seu conhecimento com esse oráculo tão antigo!

Se quiserem ver de forma mais geral todos os arcanos e algumas formas de jogar, cliquem aqui:  Tarot.

Quer ver outros arcanos? Clique aqui: Estudo do Tarot – Carta por Carta.

E vamos que vamos com nosso estudo!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links: