“Como conheci a Magia”!

Hoje vamos conhecer a história da Joici, do Guilherme e da Madalena! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

conheci - chapéu de bruxa

“Meu nome é Joici. Conheci a magia quando pequena. Nasci em lar católico. Com simpatia ao espiritismo. eu via espiritos e divindades, não sabia o que fazer, não conseguia dormir. Aos 20 anos fui para igreja evangélica, fiquei 11 anos. Estudava a bíblia sempre na igreja. Na época eramos estudiosos, fomos descobrindo que o cristianismo tinha muitos erros assim como a bíblia. Continuamos, e fui perceber que na propria biblia continha magia, só era pregado contra. Hoje após seis anos estudando sobre tudo. como cabala, entendi que a alma está na magia e vice e versa. Cuidadosamente examinei e fui vendo tudo que fui e só encontrei respostas estudando, e hoje entendo as religiões, apesar de não ter nehuma. Assimilo o conhecimento com minha vida, me baseio no que aprendo e analiso cuidadosamente.
 ;
Com os estudos meus dons amadureceram mais além das fases que passei. Parece que com o tempo amadurecemos mais e os dons tambem. Vejo espiritos, ouço, sinto a energia das pessoas. Tenho visões, etc entre outros. Sempre  fui assim, e a cada dia aumenta, me indentifiquei com a arte da magia, por já vir estudando que ela não foi e nunca será maldição, nem condenada. Isso vai muito de como somos e lidamos com tudo, como a própria arte diz: magia branca e negra são na verdade os nossos dois lados. Nós é que precisamos controlar e escolher bem, e com coerência.
A arte é uma forma incrível de se assimilar melhor a vida e os mundos, que está cheio de segredos que quando queremos e nos dedicamos são revelados. Dizem por aí que estudar faz mal, a pessoa fica louca… no meu caso só me fez bem, me abriu a mente e os olhos para o mundo e para arte. Espero cada vez mais me interar, estou seguindo os estudos do blog para iniciantes,para fazer corretamente, não por fazer, mas por seriedade, e respeito.”
 l
– Joici
 k
Seja bem-vinda! 😀
lua
“Olá a todos meu nome é Guilherme. Desde pequeno nunca fui para a Igreja com a minha mãe, aos 10 parei de me sentir confortável indo com ela. Aos 11 comecei a perceber que a Religião de minha família não era para mim.
 m
Daí comecei a fazer uma busca muito detalhada sobre o assunto. Dentre esse tempo várias coisas me aplicavam uma idéia, mesmo de desenhos. Mas tirando isso sempre gostei muito de coisas relacionadas ao sobrenatural e a magia. Houve até uma parte dos meus 11 anos que eu achei que Magia era igual a mágica.
 l
Um dia estava pesquisando no YouTube certas coisas relacionadas a magia e eu achei um canal interessante. Eu já sabia o que era a definição de Wicca naquele meio termo. Comecei a assistir os vídeos do canal, e assim comecei a sentir que a Bruxaria era pra mim.
 l
Mas antes disso me senti um tanto desconfiado, e então fiquei ao menos 1 semana e meia sem pesquisar a magia. Daí eu voltei e assisti um vídeo sobre a opinião familiar sobre a Wicca, e me senti mais confiante em praticar  Bruxaria.
 ç
Enquanto pesquisava PDFs sobre Bruxaria encontrei a Oficina e a querida Rosea Belator. Fiz algumas perguntas, e após tirar minhas dúvidas comecei a estudar.  Ainda estou estudando, como eu não tenho muito espaço, apesar de que eu sempre fico muito sozinho, só consigo fazer poucas coisas.
 l
Sou meio que um garoto muito anti-social, não converso com ninguém e pra falar a verdade nem tenho amigos, todos os que alegavam ser eram apenas interesseiros que precisavam de ajuda na escola…
 l
Mesmo que minha mãe me obrigue a ir a Igreja. minha opinião e paixão não vão mudar! Serei sempre bruxo! 
 l
– Guilherme
 l
<3 Que assim se faça e assim seja! Mas não fique tão bravo… com o tempo você vai notar que tudo tem seu tempo e que as pessoas… bem, temos apenas que viver nossa vida sem querer satisfazer as expectativas delas, sejam parentes ou não…
witchs_cauldron

“Como entrei no mundo da magia!

Bem, desde pequena e que eu me lembre sempre tive muito medo do escuro! Para mim era terrível estar sozinha de noite e dormir sozinha então nem se fala! Mas não me lembro exatamente porque, sei que tinha muito medo e sentia presenças, que alguém me perseguia para todo o lado, mas vibrações… mas nada concreto.

Sempre me esforcei muito para esquecer e fingir que isto não acontecia.

Já adulta e com 40 anos,  num dia em que estava a dormir no sofá, como costumo… e quando acordei tinha um vulto preto debruçado para mim.  Fechei os olhos e quando abri já nada ali estava.

Outra ocasião foi ver alguém que caminhava na rua à luz do dia desaparecer.

Ou sentir uma presença má que vem atras de mim. Se bem que quanto a esta eu já sei que vou passar por uma situação onde corro risco de vida e depois ela vai embora, ou seja, já não assusta muito.

Contei à minha irmã,  que preocupada falou com um bruxo, que me fez um patuá e eu nada mais vi, ele disse-lhe que foi trabalho feito e que a intenção era que ficasse meio doida.

Eu penso é que quem fez  não contou com o facto de desde nova isto não ser novidade para mim mas assusta muito.

 Ora como não gosto de ser/estar vulnerável, comecei a ler sobre o assunto e numa dessas pesquisas achei um blog maravilhoso – oficina das bruxas – que me ensinou muita coisa e continua a ensinar, bem como compreender outras.  

E foi ai que descobri que fazia coisas que se podia considerar bruxaria e que sozinha eu na realidade e sem saber fazia bruxaria.

Por exemplo, como desde pequena tinha este medo, imaginava um circulo à minha volta e esse circulo impedia que o que quer que fosse de chegar ao pé de mim, fazendo-me sentir segura.

Falar com a lua, respeitar a natureza…

Hoje, continuo a ver vultos, mas é tão rápido que as vezes nem sei se vi. Também sinto presenças mas não sei se são boas ou mas.

As vezes acho que é tudo imaginação/invenção da minha cabeça, mas a verdade é que pequenos feitiços funcionam e agrados à deusa dá-me paz, confiança, segurança e bem estar.

Acender um incenso de protecção e uma vela à deusa pedindo protecção faz desaparecer as presenças e fico sem medo. Só o facto de saber que a deusa esta comigo eu fico corajosa.

Já agora, eu na minha ignorância acho que foi a deusa que me chamou e foi ela que veio até mim, através de varias “coincidências”. Mas já me estou a alongar…

Para finalizar, quero ainda acrescentar que fui criada na religião católica e por vezes isso cria conflitos dentro de mim, mas ando a aprender e a tentar conciliar.   

E minha mãe, apesar de ser católica, não me recrimina e até demonstra curiosidade e querer saber o que vou descobrindo neste mundo novo. E é isto! Bjinhos grandes!”

– Madalena 

É normal, Madalena… a gente passa por uma transformação interior. Descubra-se, estude, busque sempre proteções para livrar-se dos maus espíritos… e assim ter espaço para a arte que vem lhe conquistando o coração! Seja bem-vinda!

owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas! O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo têm medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Quer ver outras histórias? Tem aqui: Histórias dos Leitores.

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.