tormento - expresse-se foto de rosea bellator 600x

Tormento… 
Dias sem paz,
Dias inquietos esperando o futuro.
Não importa para onde olhasse,
um tormento me invadia,
não me deixava fechar os olhos,
não conseguia relaxar.

Nem mesmo meditar.

Falando com alguém,
Mal consigo continuar uma conversa.
Minha mente está bagunçada.
As palavras não saem coerentemente,
Uma impaciência me domina,
Mas eu adoro conversar…
Eu adoro… tantas coisas!
E agora mal me reconheço.
A pessoa logo se desinteressa,
compreendo, estou sendo horrível.
Por favor, não me deixe
Estou em dias ruins…
Não consigo me levantar..
Dê-me a mão?

Em seguida veio os pensamentos destrutivos.
Aqueles que nos fazem querer largar tudo,
Nos isolar..
Oh Tormento!

De repente largar a magia parecia a hora certa
Ou quem sabe abandonar meu amor
Ou seria este que estaria me abandonando?
Eu não sabia o que queria.
Nada parecia bom.
Era alguém depressivo,
Tentando desprender-se da vida.
O que houve comigo?
Nenhum feitiço funcionava
E eu cada vez menos acreditava.
Cada dia, cada hora, cada minuto…
Uma sensação de vazio…
De que eu nunca seria alguém…
De que nada daria certo…
De que ninguém estava ao meu lado!
Como isso aconteceu?
Como deixei isso crescer?

Chegou Setembro, 
com suas cores pastéis…
Loucas para fazerem as flores
desabrocharem… tão belas!
Então eu ainda estava ali
no passado atormentado.
Mas porque eu?
Porque eu fora contaminada com aquele desgosto repentino?
Eu continuaria me vitimizando, 
porém uma voz quente…
Uma mão solidária apareceu.
Acariciou-me o rosto e pediu que olhasse meu reflexo.
Medo, pavor, desespero, agonia.
De repente era como se fosse confortável reclamar…
Como se minha situação estivesse boa…
Senti um furacão por dentro
Uma luz tentava crescer, 
mas eu mesma não permitia.
Parecia demais! 
Parecia muito forte!
Uma grande responsabilidade!
Seria amor?
O que era aquele sentimento forte,
que estava dormindo dentro de mim
 e que acordara e então mostrava-se
tão
inabalável?

A luz me forçou a abrir-me
Era tão deliciosa que não pude resistir
Olhei-me no espelho
Oh, que estado!
Olheiras fundas,
pele sem cor…
Coração fraco.
A mesma mão que me chamou
agora me ajudava a levantar-me
com toda paciência.
Fez-me ver por dentro de mim
Quem sou eu.
Fez-me sentir a vida
Fez-me conseguir olhar no espelho
E então não havia mais aquela aparência doente
Mas ainda havia um detalhe perdido
O que estaria faltando?

Eu precisava de um tempo sozinha
O tormento de certa forma continuava
porém em sua forma mais leve,
ainda inquietante.
Temendo que voltasse a crescer,
Fechei os olhos e gritei internamente
 O que eu preciso para voltar a me amar como antes?
Foi aí que senti um estalo
Era isso mesmo!
eu só precisava me amar novamente[bb]
Me semear,
Me regar,
Me permitir crescer e sentir a luz voltar a tocar minha alma!

Rosea Bellator

(Sim, “Tormento” foi baseado numa fase ruim que passei agora em Agosto, espero que este texto sirva para outras pessoas saberem que não passam por isso sozinhas… este sentimento ruim vem de repente e nos ceifa devagar,  quando percebemos estamos mergulhamos num tormento infinito… Liberte-se, você é muito maior do que isso!)

10 COMENTÁRIOS

      • Espero que sim Rosea, pq estou desanimando e quase deixando meu Caldeirão de lado! Sábado fiz um banho q vc ensinou, q deveria ser feito aos sábados e estou realmente acreditando q dará certo e assim sigo em frente…torça por mim !!! Bjs

        • Olá!! Nádia, querida, acredito que largar o caldeirão realmente não ajudará em nada, ao contrário, você só largará um pedaço de si…
          Pense: se você tem um filho e ele está doente… você larga ele na mão de alguém e vai chorar num canto ou você cuida dele com todas as suas forças??
          Aposto que escolheu lutar! Então porque luta por alguém e não luta por si mesma??
          A guerra interior é terrível, porém você sempre vai ter, seja qual for o motivo – seja um relacionamento, seja com a magia, seja com seus estudos e por aí vai.
          Beijos!!!

          • Vc está certa, mas tenho a impressão de que fui abandonada !! Sabe sou muito ligada a Deusa Hecate, por ela ser a deusa a teansformação e dos caminhos, e acredite ou não, parece q até ela deixou de me ouvir, a minha profissional está um lixo, estagnada, não consigo mudar isso, me sinto completamente impotente ! Desculpa o desabafo, mas é q sempre meu caldeirão foi ótimo e minhas ervas, eles foram meu Porto seguro, estou realmente frustrada ! Bjs

          • Nádia, preste bastante atenção:
            Deuses não simplesmente abandonam! Tudo tem um motivo, e como bruxa você SABE disso.
            O que pode ter acontecido:
            1 – é algo que você precisa passar por algum motivo
            2 – esta fase você deve passar sozinha pois faz parte do seu aprendizado
            3 – nós colhemos o que plantamos! Não simplesmente coloque a culpa sobre os deuses, pode causar-lhe o dobro de sofrimento.
            4 – Hécate não é a única deusa da transformação e dos caminhos – e é uma deusa rígida sim, ao contrário do que dizem. Não, não é má, mas é aquela mãe rígida que ensina os filhos mesmo que tenha que dar-lhes uma surra.
            5 – Se sua vida profissional está estagnada CORRA ATRÁS DE OUTRO! Procure mudanças! A verdadeira mudança e força só pode vir de dentro de nós, não espere de ninguém mais… é assim que é e sempre foi, não por egoismo, mas por que a vida é assim.

            Não é fácil, se fosse pra ser fácil não chamariam essas fases de “provas”, e mais, não aprendemos nada com situações fáceis. Que tal olhar novamente para sua situação e procurar onde está errando? Admita seus próprios erros e corrija, saia dessa tempestade o quanto antes. Todas nós passamos por isso, é assim que ganhamos nossa sabedoria!

            Força mulher! Pensamento positivo!
            Bjks!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.