serena poesia rosea bellator

Eu só queria ser mais serena
Ter mais paciência
Sentir um coração mais leve
Gostaria de pegar um livro e ler por toda a tarde
Tomar um chá e levar a vida com calma
Gostaria de sair com meu leque nos dias quentes
Observando a natureza
Conversando com as flores

Mas eu trabalho, trabalho e trabalho
Eu preciso estudar para ser alguém na vida
Preciso atender expectativas
Tenho que ajudar minha família
Tenho que…
Então fico com raiva,
Alta irritabilidade
Invejo quem faz o que eu gostaria de fazer
E choro, invejo, minto…
Um sentimento negro me domina
Gargalho de quem tenta ser mais zen

De noite, na brisa fria
Paro para pensar
As emoções ficam mais relaxadas
Percebo o mundo mais claramente
Percebo como vivo controvérsias
Após inúmeros dias
Incontáveis anos, talvez
Como fui idiota
Mas como é difícil mudar meus hábitos!
Prometo, prometo
E nunca mudo
Até o dia que eu realmente me levar a sério
Esse dia chegará?

Outra noite chega em minha vida
Choro, choro muito
Há um vazio dentro de mim
Nenhuma alegria dura
Não adianta ter grandes emoções
Amores não duram
Vem e vão
O trabalho parece uma tortura
A família parece viver em intriga
Mas que merda é minha vida?!
Sim, eu gritei por socorro
Pensei: “Dessa vez eu morro”
Desgosto, tristeza ou por suicídio
Mas aí eu fechei os olhos e de coração pedi

“Minha Deusa, tua luz eu quero sentir
Meu Deus, tua coragem eu quero, se me permitir”

Naquele momento eu me entreguei de verdade
Naquele momento eu decidi que não poderia mais viver daquele jeito!

Não houve música angelical
Nem aparições
Mas eu senti dentro de mim
Eu renascia
Mudei, me transformei
Cada dia, um novo dia
Cada dia, um novo saber
Remexi minhas visões
Revi meus conceitos
Vigiei, principalmente, o que falava
Prestei mais atenção ao que escutava
Sou serena sim
Vi que para minha vida ser boa tudo dependerá de mim
Se está difícil, peço orientação
Se está dando certo, agradeço a bênção
Hoje sei que os deuses não agem por mim
Que se eu ficar esperando os dias bons…
Será meu fim!
Tive que ao fundo do poço chegar
Para a vida real começar a enxergar
Serena, muito serena agora estou
Já posso dormir e acordar
Que nenhum vazio irá me incomodar

Beijokas iluminadas!

Escrito por Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagem é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here