Como já falamos, os gnomos são elementais da terra e são protetores da terra, das plantas, atuam no nosso estado físico, nos ajudam a compreender a viver em família e é claro, são pura fertilidade não só da terra, mas também do nosso corpo. Hoje veremos um ritual muito bom de proteção com os gnomos. Uma coisa interessante: depois de realizado o ritual, você será avisado que alguém tentou lhe fazer mal ao perceber que alguma de suas plantinhas está secando ou “se quebrando”.

Se, e somente SE, você puder, faça ao ar livre, descalço, com os pés na terra. Mas não der, faça em casa mesmo.

O ritual não é difícil, mas é necessário que se siga o que é pedido:

  • 4 vasinhos de plantas iguais ou diferentes, qualquer uma dessas: pimenta, guiné, quebra-demanda, arruda, manjericão ou rosa branca.
  • 4 incensos de 7 ervas
  • 4 cristais translúcidos
  • 1 vela marrom ou branca
  • uma refeição feita por você, pode ser um bolo, um prato especial para o jantar, um pão caseiro, etc.

Comece abrindo o círculo mágico.

Invoque apenas os gnomos e diga a que você veio.

Coloque 1 incenso em cada vasinho.  Perto desses incensos, coloque as pedras. Coloque a vela no centro de tudo. Deixe a refeição feita por você no meio desse círculo, dum jeito que você fique de frente quando sentar, também dentro desse círculo de incensos.

Depois que estiver tudo arrumado, com as mãos no chão, pertinho da vela, diga:

“Gnomos, elementais da terra

Pequenos e numerosos agricultores dedicados

Invoco seu poder para fazer uma barreira

Desejo uma grande proteção!”

Repita com carinho, visualizando a natureza.

Enfim, feito, fique de pé no centro desse círculo e abra os braços:

Feche os olhos e veja uma energia terrosa subir através das plantas. Sinta fertilidade, sinta o carinho da natureza confortar sua pele. Assim que sentir o local harmonioso e ver a barreira de proteção formada, abra os olhos.

Coloque as mãos sobre a refeição que trouxe e diga:

Assim está feito! Celebrado está! A barreira foi formada e nossa magia foi executada! Assim será! Gratidão, Gnomos!

Após o agradecimento, desfaça o círculo mágico e deixe os incensos terminarem, bem como a vela. Quando finalmente der o tempo, então pegue a refeição e coma.

Assopre os restos das cinzas no ar. As pedras ou cristais podem ser reutilizados em outros feitiços e rituais. O resto de vela vai para o lixo. Se tiver quintal, plante as plantas que estão no vaso. Se não tiver quintal, cuide muito bem dessas plantinhas, sempre dando água e sol.

Fique de olho nessas plantas. Se alguém te atacar ou te fizer mal, te desejar mal intensamente, essas plantas vão se quebrar ou murchar, secar. Se isso acontecer, faça rituais de banimento.

A barreira deve durar uma lunação completa, mas precisa acender um incenso e uma vela do mesmo tipo usados no ritual na entrada de cada lua, até terminar o período. Quando acabar, se quiser, pode fazer novamente.

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

6 COMENTÁRIOS

  1. Olá Rosea. Tenho gatos futiquentos em casa. Posso, após o ritual, levantar as velas e o bolo que farei em cima da mesa??? Grata. Muitos beijos.

  2. Olá Rosea,
    Qual é o tipo de cristal translucido posso usar, pois tem vários tipos né? como cristal laser, geradores, mestres etc, não entendo muito bem só não queria cometer o erro de usar um que não é.
    Obg.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.