Porque fazer rituais? Porque fazer cultos? São necessários?

Quando se entra nessa fase, é bom ter bastante responsabilidade e determinação, pois exige dedicação, respeito e amor verdadeiro pelo que se faz e por sua divindade. Vamos ver o porquê?

cultos cultos Cultos - As pirâmides, em sua totalidade, são um mistério, porém sabemos que também são uma forma de culto aos deuses egípcios e aos próprios faraós, uma vez que eram considerados filhos dos deuses. Imagem: Wikimedia Commons de Ricardo Liberato - Cultos cultos cultos
As pirâmides, em sua totalidade, são um mistério, porém sabemos que também são uma forma de culto aos deuses egípcios e aos próprios faraós, uma vez que eram considerados filhos dos deuses.
Imagem: Wikimedia Commons de Ricardo Liberato

Levante a mão quem já ouviu um amiguinho reclamando que fez um ritual pra um deus ou deusa e não deu em nada.

Pois é. Vamos analisar o caso, que acontece cerca de 95% das vezes (os outros 5% a pessoa é leiga e apressada, pois não foi caçar mais informações antes).

O amiguinho não fazia ideia, não conhecia o tal deus ou deusa que era mencionado no ritual. Nunca prestou um culto. Nada. Simplesmente leu por aí, em qualquer lugar, e pensou: uau, vou fazer!

O ritual pode ter sido LINDO, perfeito, estilo Hollywood, mas foi só da boca pra fora mesmo. O amiguinho não fez oferenda depois em agradecimento. No mínimo, o pensamento foi: “Pra que fazer oferenda? Meu desejo ainda não se realizou! Só agradeço depois!” Sempre assim, bem ingratos. Tem deuses que, digamos assim, ficam muito irados com esse tipo de comportamento e são capazes de fazer tudo ao contrário. Pediu prosperidade e não agradeceu? Então toma uma perda de emprego. Pediu um amor e não agradeceu, não fez cultos nem nada? Nem uma oferenda? Então toma antipatia, ninguém vai te querer de vez!

Achou tenso? Mas é assim mesmo.

Veja você.

Imagine que veio um fulano que nunca te viu e te pede um prato de comida. Aí você vai fazer ainda, porque você não tem comida feita. A pessoa, super apressada e ingrata, vai embora, não espera você terminar e nem agradece.

Tem gente que vai dizer que “eu tenho dó de gente assim” e vai ter gente que vai dizer “filho duma puta, tomara que passe fome!”. Agora imagine essas reações na proporção de deuses. Não, os deuses não são todos “fofinhos, bonzinhos, que morrem de dó de você”. Alguns terão piedade, alguns ignoram, alguns vão te dar um toque e tem aqueles  que vão jogar alguma praga em você (justamente esses que o povo adora chamar para dar fim em alguém).

E antes que alguém diga que um deus que jogar praga é demônio, recomendo que leia pelo menos a mitologia grega.

O que seria uma praga? Perder o emprego, perder o namorado/a, se sair mal numa situação, acontecer alguma coisa que te desagrade.

cultos cultos cultos
Jovens Bruxas, um filme assistido por quase todos os bruxos. Há quem odeiem há quem ame. Uma coisa interessante que o filme mostra e que quero atentar aqui: uma das personagens abusou do poder e não teve respeito nenhum por nada, e em troca, o que houve com ela? Sim, foi castigada. Pessoal, a forma mostrada pode ter sido exagerada (ou não!), mas de fato isso pode acontecer. Abusos e falta de respeito eu vejo acontecer aos montes e também aos montes vejo o povo sofrendo “sem saber o porque”. Cena do filme: Jovens Bruxas.

Então, Rosea, como faço?

Antes de falar como fazer rituais e cultos, gostaria que tivessem em mente que existem diversas tradições, linhas e filosofias diferentes de magia, portanto, veremos diferenças, mas, no geral, é dessa forma, pois a base de tudo é o respeito.

Digamos que eu ainda não me identifiquei com deus ou deusa nenhuma. Posso fazer um ritual? Pode. Digamos agora, que eu escolhi a deusa Deméter e fiz um ritual pedindo fertilidade e prosperidade.

  1. Em qualquer ritual, de qualquer deus, especifique o que deseja (pelamordedeus!). Apenas dizer que quer fertilidade e não dizer se é fertilidade pra ter filho ou fertilidade de ideias ou de projetos e na vida financeira pode te trazer a tal fertilidade vir da forma que o deus quiser.
  2. Qualquer ritual deve ser feito de corpo e alma. Não repita palavras em vão, elas não tem qualquer valor.
  3. Sem mesquinhez. O ritual pede um vela grande, então leve vela grande. Ah, mas tá cara. Problema seu. Não gostou, não faça. Se é pra fazer porqueira, não faça, sério. Isso é um baita desrespeito.
  4. Decidiu que vai fazer um ritual? PESQUISE sobre esse deus/deusa. Quando digo pesquisar não é jogar o nome no Google, ir na Wikipedia e fazer aquela leitura “dinâmica” (para não dizer que só passou os olhos e nem leu nada). Ah, mas que chato, pra que isso? Para não fazer cagada – essa é a palavra. Você vai pesquisar para ter noção de quem é esse deus que vai fazer um ritual: se é um deus que gosta de festas e vinho (então tem que rolar música e vinho no ritual), se é um deus que pede autosacrifícios, como jejum, como voto de silêncio, ou qualquer coisa que você imaginar. Tem coisas bem leves, tem coisas bem duras, só depende de quem você vai cultuar e o que você vai pedir no ritual.
  5. “Legal, vou fazer um ritual, mas estou com medo”. Nem faça. Vejamos um exemplo: Sekhmet. É uma deusa leoa (pesquise sobre o animal e vai ver como ele é) e deusa da guerra (o que temos na guerra? Pense nisso). Fazer um ritual para essa deusa com medo é pedir para ser ignorado ou para que ela te faça passar por algo terrível para que aprenda a ter coragem. Não gostou? Não faça rituais pra ela. Fique longe.

Muito bem. Coisa básica, que quem não sabia agora sabe – afinal, ninguém nasce sabendo.

Agora, voltando ao exemplo, digamos que eu tenha feito o ritual de Deméter que eu tanto queria. Fiz tudo direitinho, com todo repeito (como vimos acima). E agora?

  1. Como foi o ritual? Sentiu a energia da divindade? Gostou? Identificou-se? Ótimo. Agora passe a fazer cultos e oferendas, agradecendo sempre, compartilhando pensamentos, e seguindo os conselhos que virão. Se as coisas andarem de forma que sinta que isso te faz bem, ora, prossiga adiante com essa divindade! Pronto, achou o que precisava!
  2. Como foi o ritual? Não sentiu a energia da divindade? Mesmo fazendo tudo direitinho isso pode sim acontecer. Basicamente sua energia nada tem a ver com a divindade escolhida. Pode até ser que resulte em algo, mas não terá o mesmo poder de quando se há afinidade.
  3. Como foi o ritual? Sentiu uma boa energia, mas não se sentiu que isso é para você? Não faz mal. Mesmo fazendo tudo direitinho isso acontece. Mais uma vez, pode até resultar em algo, mas não é o que você quer ainda. Essa energia não bateu com a sua, então sim, mude de divindade.
  4. Em qualquer dos casos acima, FAÇA SIM OFERENDA, AGRADEÇA SIM. Mesmo quando não foi bem  o que você esperava, deve-se sim agradecer, apenas não haverá continuidade nos cultos. Agradeça, despeça-se. Fim. Já pode partir pra outra.

Ok, fiz o ritual, gostei (ou não) de como as coisas se encaminharam. Fiz as oferendas, agradeci. Quanto tempo demora pra ter efeito?

Fazer a magia acontecer não é como fazer compras. Fazer compras tem um prazo de entrega do produto, e se não for entregue você pode processar ou pedir a grana de volta. Na magia isso não acontece. Não vai sair uma notinha fiscal depois do ritual dizendo “Aguarde 15 dias e terá seu resultado ou peça seu dinheiro de volta”. Nem vai aparecer uma luz com uma voz angelical dizendo “Tá tudo beleza, deu certinho, viu? Agora só esperar uns 5 dias e terá seu pedido”. Não, não e não.

Podemos dizer, no geral, que temos uma lunação inteira até acontecer nosso pedido. Falarei de mim: já teve fez que fui atendida no dia seguinte, inesperadamente. Teve vez de eu ser atendida quase 2 meses depois. Teve vez de meu pedido acontecer durante um sabbath ou no finalzinho da lunação.

Poxa, então o que eu faço? Sento e espero?

Claro que não! Você vai tocando sua vida, da melhor forma, coerentemente com o que pediu. O que isso quer dizer? Se você pediu emprego, por exemplo, não vai ficar em casa chorando as pitangas. Você vai entregar currículos. A magia acontece no plano astral, será a tal “nossa, que sorte, eu fui chamado, nem esperava”. Ou então você queria uma promoção, mas seu chefe é um mão de vaca. Eis que um belo dia – qualquer dia depois do ritual/feitiço – o chefe acorda decidido que você vai ter um aumento! É povo, é assim que as coisas acontecem.

Diwali_Diya
Lâmpadas diya, acesas em honra do retorno de Rama de Ayodhya, que deram seu nome ao Diwali . O Diwali, festival da Luz, na Índia, celebra o assassinato de Narakasura, o que converte o Diwali num evento religioso que simboliza a destruição das forças do mal, ou seja, um culto indiano! Imagem de Rohit Saxena, licença para partilha sem fins lucrativos.

Agora falando de deuses e seus cultos

Cultos devem acontecer quando você finalmente descobriu a divindade que ilumina sua vida.

Antes que me venham com: Ai meu deus, como descubro minha divindade?… Gente, não tem fórmula mágica. Não tem um botãozinho onde se clica e sai o resultado. Sua divindade tem a ver com você. Ela possuirá energia com a mesma frequência que a sua. Ou seja, uma pessoa fofinha e boazinha, que não curte ver sangue, raramente vai ter como divindade um deus da matança. Ah, mas porque? Porque não faz sentido nenhum. A pessoa NÃO GOSTA, ela ABOMINA aquilo. Lembre-se que na magia as coisas só funcionam se houver VONTADE, FÉ.

Também temos outros casos.

Fernando é roqueiro e queria muito ser seguidor de Odin pra mostrar pra galera como ele é macho, fortão e tudo mais. Só que, na verdade, o Fernando é um cara superrrrrrrrr carinhoso, que resolve tudo na boa, não curte brigas, acha horrível sair na porrada e …. ih, Fernando, esquece. Odin não é pra você. Mas ele sabe disso, porém insiste no deus que nada tem a ver, que nunca sentiu a energia. Na verdade o Fernando sente mesmo a energia de Freya, só que ele não admite, porque né, como fica a imagem de fortão, guerreiro e tudo mais? Pessoal, não pensem desse jeito. É uma baita bobagem. Acha que o exemplo é bobo? É o que mais acontece. (Só uma observação aos menos atentos: isso é UM EXEMPLO. Odin é um deus poderoso, que valoriza a batalha, cada cicatriz de um guerreiro. As pessoas que o seguem pensam mais ou menos dessa forma, não tem como fugir disso, por isso usei para exemplificar).

Outra coisa que acontece bastante é conhecer um deus dentro de um filme, quadrinhos, séries e achar que aquela é a realidade do deus/deusa representado. Gente, mais uma vez, repito: Hollywood é Hollywood. Realidade é outra coisa! Filmes, séries, quadrinhos, qualquer forma de entretenimento não tem OBRIGAÇÃO NENHUMA de mostrar como as coisas são de verdade, senão não seria um entretenimento, mas sim um documentário. Muito dificilmente você vai ver uma forma de entretenimento, por exemplo, mostrando um deus tal como ele realmente é representado na cultura dele. Raramente! E como sabemos disso? Estudando! Pesquisando! Exemplo disso é essa é série nova “Salém”, a qual ouvi de um monte de amigos que é um absurdo retratarem certas bruxas como malignas. Gente, ISSO É UMA SÉRIE. Vai ter retardado usando a série para dizer que bruxa é do capeta? Vai. Sempre vai ter gente pra tudo. Vai ter filme dizendo que deuses não existem, vai ter livro dizendo que existe um acampamento de humanos filhos de deuses, etc.

Continuemos…

Então, como descubro minha divindade? Meditações, prestando atenção nas energias que você emana, em estudos (porque ninguém nasce sabendo!), prestando atenção no tipo de energia que lhe atrai de verdade (e não pra fazer pose pros outros!).

Você vai cultuar, admirar, receber energias e enviar energias para uma divindade que tem a ver com você. Para um ser que você sente que é como uma extensão sua. Há quem afirme que cultua um deus/deusa porque sente sua energia desde vidas passadas. Há quem cultue um deus/deusa porque um belo dia o descobriu e sentiu na hora que aquilo era bom pra ela. O segredo é: não pode ter dúvidas.

“Ah, acho Afrodite uma deusa interessante, mas não sei…”

Se isso for sinceramente, então não é pra você. Simples assim.

Num mundo onde a informação está tão disponível, como o nosso, como que a pessoa diz que não achou NADA sobre um deus tal? Impossível! Pode achar pouca coisa no Google, mas vai achar títulos de livros, etc. Estudar magia não é mole mesmo, então vai ter sim vezes que será necessário pagar mais caro em um livro. Lide com isso.

Cultos Cultos Cultos Quem nunca viu as Brumas de Avalon? Sim, tem toda uma parte fantasia, mas veja: elas fazem magia chamando a natureza, agradecendo, sempre cientes do poder. Elas têm fé no que fazem. Cena do filme As Brumas de Avalon.
Quem nunca viu as Brumas de Avalon? Sim, tem toda uma parte fantasia, mas veja: elas fazem magia chamando a natureza, agradecendo, sempre cientes do poder em seus cultos e rituais. Elas têm fé no que fazem, não há dúvidas. Cena do filme As Brumas de Avalon.

Cultos são coisa séria.

Tenha uma frequência. Exemplo: toda lua cheia farei cultos pra minha deusa.

Cultuar é honrar, agradecer, admirar. É estar sempre em contato com sua divindade.

O que fazer num culto? Gente, usem a criatividade! “Ah, mas eu não sei nada”, então volte pros livros! Leia mais mitos da sua divindade. Leia livros específicos deles, feitos por outras pessoas que dedicaram-se para isso. Não se limite a um autor, leia vários – isso é, se você realmente quer isso.

Deixarei algumas dicas: Os cultos variam de acordo com a divindade a ser cultuada. Tem cultos que acontecem em forma de festival, como Diwali, o Festival da Luz na Índia, como o Natal, que é um culto pra Jesus, ou como um sabbath, que é um culto à natureza, aos deuses, à roda da vida. Tem cultos que se faz com danças, cantorias. Tem cultos que se fazem com meditações. Tem cultos que se fazem com poesias. Tem aqueles que há comes e bebes. Tem aqueles com sacrifício. Tem aqueles com… uma infinidade de coisas.

Poxa… mas eu não quero cultuar deuses!

Então não os chame nos rituais!

É como uma visita: não quer aquela irmã chata na sua casa? Não chame. E se ela inventar de querer vir, corte o barato na hora. Mas também não vai procurar por ela.

Existem rituais onde chamamos somente as forças da natureza. E será ela quem receberá sua dedicação, seus cultos.

Se algum dia você mudar de ideia, e resolver que sim, agora você quer cultuar deuses, então chame-os, apenas lembre-se da sua responsabilidade.

Difícil? Fácil?

Depende do empenho de cada um, pois todos somos capazes. Quando o coração é verdadeiro, os deuses dão um jeito de fazer as coisas darem certo. Falo por experiência própria e por diversos casos que já vi.

Até a próxima pessoal!

Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

81 COMENTÁRIOS

  1. Queria fazer uma oferenda e escolhi a Deusa afrodite já li bastante sobre ela e já li na Wikipédia porem fico bem triste pois eu quero muito poder agradar essa Deusa mas na minha casa não posso ter altar não moro sozinho e meu irmão é preconceituoso com tudo, e eu não quero deixar de agradar a ela eu escolhi ela e preciso agradar parece que eu sinto que necessito

  2. Ola rosea! Eu adoro seu trabalho, poderia me responder essa pergunta?
    Como o ditado diz “O feitico foi contra o feiticeiro” isso pode acontecer?
    E tem musicas especificas para cada deus?
    Bem, obrigado linda^^!
    Ps: eu ainda moro com meus pais e estou mexendo com magia nas escondidas, eu posso ser casticada por deuses ou coisa do tipo? (Sou novata ainda hihi)

    PFVRR ME RESPONDE!

    Pss: tem algum lugar que voce faz rituais ou coisa do tipo que eu possa te encontrar?

    • Katiana, o ditado é basicamente o: A GENTE PLANTA O QUE COLHE.
      E não, rs não tem música pra cada deus rsrs.

      não, não vai ser castigada rs… isso é coisa de cristianismo rs. Atualmente estou apenas fazendo meus rituais individualmente, em casa <3

  3. Eii , sou Catolico mais nn sou desses fanaticos que acredita em tudo da Biblia . Se eu fizer um ritual com POSEIDON (Deus da Mitologia que mais me indentifico) , eu iria ser negado no ritual por que acredito no catolicismo tbem ou então ser considerado um pecador?

  4. Olá, Rosea
    Eu gostaria de saber se eu posso cultuar meus orixás de cabeça, Oxum e Oxóssi, pois me identifico mais com a cultura africana Seu site é muito bom, obrigada pelas informações preciosas!
    Beijos

  5. Posso fazer rituais ou presta cultos a deuses que são adorados em religiões que consideram a bruxaria pecado? Como o Deus das religiões judaica/cristãs? E sendo que segundo a religião ele não tem uma área de atuação, ele atua em todas as áreas da vida. Já fui evangélico e o sentia em minhas orações. mas ainda hoje o sinto

  6. Olá Rosea! Creio que me identifico bastante com Freya pelo meu estilo de vida e de sentir as coisas. Brincando uma vez, de forma inexperiente, fiz um culto a ela e acabei nao dando muita importancia, porem senti alguns sinais. Gostaria muito de ler mais sobre ela e como agrada-la. Tu tens algum livro, pra que eu leia mais sobre ela, para me indicar?

  7. Olá Rosea, certa vez pesquisei sobre deusas específicas quais eu queria selecionar e ver qual eu me identificaria melhor para ver se daria certo cultua-la. Isso faz um tempo porque eu tava numa correria que só por ser época de vestibular. E esses dias sonhei com oxum, acha que vale a pena pesquisar a fundo e começar a cultuar?
    Blessed be

  8. Muito bom o texto Rosea!!!

    No meu caso, o contato com Odin não fui eu quem busquei kkkkkkk ele se mostrou, até eu começar a pesquisar ^^ faz parte da natureza dele surgir do nada na vida de alguns kkkkkk

    O mais engraçado é que muitas das características dele eu não possuía muito… fui aprendendo com o tempo… eram defasagens minhas, defeitos meus que deviam ser trabalhados, e que ele me apontou ^^ Mas cada caso um caso neh! ^^

    Grato pelos textos!!!

  9. E quanto aos 4 elementos?? Posso me dedicar aquele que mais tem a ver comigo? E sobre o Deus e a Deusa na wicca ? Posso cultuar MAIS ou SÓ a Deusa Grande Mãe por me identificar mais com o feminino??

    • Dany, não sou wiccana ok?
      Bem, lembre-se: bruxos em geral são politeístas, então cultue o deus ou deusa que quiser. Quantos quiser.

      Quanto ao elemento, bem… a gente usa todos os elementos na magia, seria bom aprender com todos, assim a magia flui melhor. Mas se quiser se dedicar a um só, faça. Mas quando precisar dos outros, estará “enferrujada”.

  10. Rósea, na questão de me identificar com os deuses eu sou um meio termo pois sou muito ligado a família e sinto como minha obrigação de proteger as pessoas que são próximas a mim, com isso me identifico com Frigg, mas ao mesmo tempo eu sou meio bárbaro, sinto que tudo deve ser pago na mesma moeda, olho por olho e dente por dente, e as vezes sinto forças malignas em mim, vontade de ver o caos, ver morte e sangue. Tem como uma pessoa fazer rituais e cultos a deuses diferentes? Tem que ser só um deus? Se puder mais de um deus podem ser digamos opostos as energias desses deuses? Eu me sinto como um ser estranho me sinto como o ying e yang pois ao mesmo tempo que quero o bem eu quero o mal. Você pode me ajudar?

    • Fabricio, lembre-se somos bruxos, que também podem ser politeístas <3
      Ame e cultue quantos deuses sentir, só te recomendo fazer cada um deles em um dia diferente! 😀
      É assim mesmo, super te entendo. Lembre-se: somos trevas e luz, pessoas buscando a evolução!

  11. Oi rosea, bem eu estou entrando nesse mundo agora pelos seus post e estou adorando mas tenho uma duvida, toda bruxa(o) precisa usar o Tarot? Para ser uma bruxa precisa ter um Tarot e usar ou eu poderia ser uma bruxa sem ele?

  12. Oiii Rosea,

    Feliz em ver suas respostas 🙂
    Desculpa ter perguntado se já tinha visto .. A gente fica na ansiedade, num desespero e você sempre aparece para nos salvar explicando tudo sempre da forma mais clara possível. Obrigada por tudo ! Obrigada mesmo !

    Te contaria mais uma história agora, mas ela é muuuuuito longa. Só posso dizer que você respondeu na hora certa 😉

    Grande abraço !!

  13. Olá Rosea,

    Fiz um comentário sobre Freya neste Post. Você recebeu?

    É que fiz pelo celular e estou com duvidas referente ao recebimento.

    Fico no aguardo.

    Abraços.

  14. Ah, detalhe .. No livro de Runas o dia de Freya é Segunda, enquanto Frigga é sexta. Acho estranho porque Freya é amor e Frigga tambem, mas ela é voltada pra familia. Como Venus é amor falei com Freya nesse horario. Fiz o certo?

    • Horários e dias sã importantes, porém são como… um… um tempero a mais. Uma energia a mais 😉
      Exceto em rituais específicos, que precisam daquele momento, não precisa ficar com medo.

      Como eu vejo: Acredito que Freya esteja pra segunda pois é ligada a MÃE, que é ligada a LUA. Frigga estaria mais ligada ao amor/sexual.
      Não tenho muito da mitologia nórdica, mas se for essa a associação acho que faz sentido.

  15. Rosea, eu aquii de novo rs

    Preciso de sua ajuda para interpretar algo. Vou contar ..

    Sempre tive amor pela mitologia nordica. Amo estudar os Vikings e preferiria viver aquela epoca do que em nossa atualidade. Qndo comecei a estudar Wicca nao foi diferente. Fui logo pesquisando sobre Freya, Thor, Odin. Ganhei um livro chamado Ragnarok: O crepusculo dos Deuses e estou apaixonada.

    Voce vai rir agora .. Recentemente assisti a temporada do seriado Vikings e fiquei maluca kk Acho os rituais meio exagerados, como voce disse Hollywood é Hollywood, mas isso me deixou mais proxima da epoca e todo aquele cenario me encantou.

    Bom, ate entao eu nao tinha falado com nenhum dos deuses, apenas lido sobre eles. A dois dias aconteceu um lance muito estranho entre meu marido e eu. Deitada, antes de dormir, pedi a Freya amor e paz. Que ela estivesse comigo nesse momento tenso que eu estava passando. Senti uma presenca e neste dia sonhei com ela. Sonhei que estava vendo as fotos dela. Nao ela, nao a vi. Vi apenas as fotos como se alguem estivesse me dizendo: Olha, essa é a Freya.

    Nao entendi muito bem e falei com meu marido a respeito. Pra ver se ele ajudava, mas .. Nao deu em nada.

    Entao, acendi uma vela de acordo com os horarios de Venus e pedi que se nao fosse coisa da minha cabeca, que ela pudesse se contatar comigo novamente. Nao que eu duvidasse de sua existencia, mas como eu estava muito ligada no seriado, acabei ficando confusa, pois sonho tudo com o que acontece no meu dia. Eu odeio isso!

    Fui para o jardim acender a vela, fechei um circulo e comecou a fazer um barulho estranho. Fiquei com medo. Parei tudo e fui logo buscar uma lanterna (Aparece uns ratos aqui de vez enquando kk) Qndo voltei ja tinha parado. Acendi a vela e qndo fui colocar no chao ela caiu e apagou. Acendi de novo.

    O que voce acha de tudo isso? Como é o contato dos deuses conosco?

    Antes de dormir falei com ela de novo, mas tive um sono tranquilo e nao sonhei. O que devo fazer? Se for essa a divindade que devo cultuar, devo esperar um contato dela ou continuo fazendo os rituais e chamando – a?

    Preciso da sua ajuda!

    • Boa noite!

      Que história! srsrrsr
      Bonita, vi as duas coisas acontecerem: medo e um contato frágil. Sexta ou segunda-feira vou postar sobre esses contatos “sem querer/coincidência/sem noção” rs.
      Medo não somente dos ratos, mas medo de estar fazendo bobagem. Entenda uma coisa: esse seu amor pela coisa toda não é só um mero gostar. Temos nossas preferencias sem explicação por um bom motivo… E você descobrirá em sua jornada!
      Aconselho que tente fazer mais uma vez, mas antes de fazer, esqueça os ratos e esqueça tudo. Esqueça o mundo. Se vier uma imagem do seriado, não precisa se culpar. Talvez seja uma forma de você visualizar. Sem vergonhas nessa hora, ok?

      ps: ÓTIMO livro <3
      Abração!
      Rosea

  16. rosea, onde acho rituais de culto à natureza somente ? não consigo acreditar em deuses, sinto apenas a natureza viva e queria me conectar mais com ela. obg

  17. Eu estou literalmente apaixonada por esse site, venho procurando algo assim por um bom tempo. Encontrei sem querer e estou ingolindo as informações a dois dias.
    Você tbm facilita mto as coisas, é engraçada, leitura rápida e dinâmica.
    Obrigada por existir.

  18. Rosea, faz um bom que estou me dedicando a bruxaria, e sinto necessidade de cultuar uma divindade em especial, como escreveu lá em cima, mas tenho uma certa dificuldade para encontra-la… Há um tempo atrás li sobre Morrigan, e me identifiquei muito! Porém tenho uma dúvida. Ela é conhecida como deusa das guerras (você deve saber rsrs), mas algumas fontes dizem que não era exatamente uma deusa…
    Enfim, a minha dúvida é que, mesmo se ela não for uma deusa de fato, eu poderei cultua-la?

    • Caroline, uma coisa sobre a magia e o mundo: ninguém, eu disse NINGUÉM, vai te dar uma resposta absoluta e incontestável.
      Alguns dizem que ela não é deusa, outros dizem que sim.
      Até onde li e até onde vi pessoas cultuando, ela é deusa sim.
      Deuses não são coisas fofas rs Alguns são do amor e da guerra ao mesmo tempo. Afinal, nós também não somos fofinhos e inocente, não é?
      Se você sente essa energia, estude-a. Compreenda. Sinta.
      Só você vai dizer se, de acordo com o que sentir, é para você ou não.
      Até!

  19. Olá Rosea, tenho uma duvida na minha divindade…eu estava pesquisando sobre os deuses e. Vi demeter, n sei pq mas qnd vi ela eu sorri, como se ela me desse felicidades….isso e que é a mimha divinidade ?…e se é, como faço o culto pra ela

    Obg adorei seu blog :3

  20. Ola rosea primeiramente quero agradecer pois seu site e otimo lindo, bom vamos la tenho 34 anos e desde pequeno eu via e conversava com um indio que me dava conselhos e algumas visoes mais com passar do tempo fui deixando e deixando a te naum ver mais, hoje estou querendo me envolver mais sobre magias e cultos mais queria saber de vc com que deus eu me indentifico mais pois sou alegre guerreiro naum sou a favor de guerra mais adoro confrontar meus inimigos, me da umas dicas por favor, obrigado Fernando limma

  21. Rosea,

    Pra eu prestar um culto às forças da natureza, posso oferecer dança (natureza humana) e frutas (provém da natureza)?
    Tenho dúvidas de como elaborar culto e oferenda para a Natureza.

    Beijo

  22. Rosea como descobrir minha divindade? Por exemplo não tem algum ritual que ajude nisso? Ou eu devo fazer varios rituais até descobrir? Qual é a sua?

    • Olá Brieth!
      Não tem isso de “descobrir sua divindade com ritual”. Você vai sentir, escolher, viver sua vida, fazer sua magia e estudar os deuses. Leia sobre vários deles, sem pressa, e então perceberá qual mais tem a ver com você. Qual energia você precisa.

  23. Ola rosea tenho 13 anos e me dou muito bem com essas coisas de energias nao tenho uma religiao certa gosto de tudo um pouco, minha familia nao me apoia em querer apreciar a arte da bruxaria pois sao muito catolicos minha mae me apoia mais, ja fomos em templos budistas pois amo meditar .Acredito em tudo pois nao ha como provar que nao existe nada bem queria saber como é esse sacrificio mencionado no texto e se você tem os nomes de alguns deuses e suas divindades? Pois estou começando a fazer meus rituais mas gosto de saber mais e tambem nao acho uma explicaçao do pentagrama !

  24. Oi Rosea, se uma pessoa começar a cultuar um deus, ela pode desistir em algum momento se decidir não querer mais?
    Excelente blog e textos! parabéns ^^

  25. Olá Rosea, eu venho estudando bruxaria wicca em geral e no último Yule foi meu aniversário então eu resolvi finalmente consagrar meu nome mágico pedindo vida nova, no dia seguinte eu briguei com meu pai e me mudei no outro dia (lembro de até perguntar à Deusa se ela tinha se ofendido com meu ritual, se eu tinha feito alguma coisa errada enfim, e me veio a resposta: se eu pedi “vida nova” Ela vai me tirar do conforto do útero e me dar uma palmada pra ver se eu reajo, soou meio radical, mas me confortou absurdamente) Enfim, deu super certo, mas eu gostaria de saber como devo agradecer, se você poderia recomendar algum tipo de oferenda ou algo do tipo. Agradeço desde já, beijos.

  26. quase ia me esquecendo, pesquisei sobre Gaia e me identifiquei com bastante coisa , mas n achei nada sobre cultuar ela. Ai vem a minha pergunta: Como posso fazer um culto para Gaia? do q ela gosta?

    • Yuri, Gaia é deusa da terra vc pode plantar, meditar e se vc se indentificou com ela é pq vcs tem coisa em comun. Ja tentou prsquisar em livros?

  27. Roseaaaaaaa, nossa vc me esclareceu tanta coisa nesse post *-* fico feliz por existirem pessoas como vc, OOOOOOTIMA, seu jeito de escrever, palavras, tuddo

  28. Olá Rosea, tudo bom?

    Tenho duas grandes perguntas a fazer:

    1. Posso cultuar divindades opostas?
    Explicando: Tenho um espírito de guerra muito latente (Se eu não tomar cuidado, já imagino uma batalha mesmo quando estou comendo), e ao mesmo tempo, até por isso mesmo, tenho uma necessidade real e grande de paz. Uma pessoa pode cultuar um ou mais deuses da guerra e um ou mais deuses da paz ao mesmo tempo? E qual seria mais importante cultuar? O deus da minha natureza ou o da natureza que estou buscando para mim?

    2. Eu era “energizadora” (não digo bruxa porque não era bem uma bruxaria. Era algo inato, sem estudo, simplesmente lidando com as energias do ambiente, criando minha própria liturgia) e naquela época tinha uma conexão muito forte com o plano astral. Excelente intuição, sensibilidade às energias dos ambientes e das pessoas, certa “força mágica” (conseguia certos prodígios, como uma vez que orei por um amigo da minha mãe que passava por muita necessidade e não tinha como pagar as contas naquele momento, e ainda assim não teve os serviço de luz cortado).
    Isso foi dos 12/13 anos até os 15 anos mais ou menos, quando entre namorado e escola nova fui me distanciando daquele mundo sem perceber. 3 anos se passaram desde aqueles tempos, e muita coisa mudou. E na maior parte desse tempo fiquei parada. Mas de uns tempos para cá tenho sentido uma necessidade real de voltar a esse mundo.
    Só que estou com um problema: Não tenho mais a capacidade de sentir as energias de coisa alguma (nem das forças da natureza, nem do universo, nem de coisa nenhuma). Queria saber como faço para reviver essa sensibilidade. Tenho procurado praticar o mais que eu posso, mas não consigo ter aquele sentimento de fé que eu tinha antes, aquela entrega às energias. Existe algo que eu possa fazer (sem ser algo que altere mecanicamente os sentidos, como álcool e privação de sono) para potencializar essas experiências e ao menos acalmar a mente crítica ? Eu comecei a estudar a magia faz pouco tempo (+/- 1 mês) e sinto falta de consegui sentir a realidade subjetiva. Claro que procuro ler, estudar (nisso seu blog me ajuda deveras), mas acho que a parte prática, como eu a praticava quando mais jovem, está me fazendo muita falta. Você pode me ajudar com essas dúvidas?
    Grata pela atenção, grande abraço!
    Mädchen Schatten, Jacqueline Guimarães.

    • Olá!
      Bem comum sua dúvida.
      Já ouviu falar em politeísmo? Ou seja, você cultua vários deuses, quantos você quiser – basta ter o bom senso de não invocar os dois ao mesmo templo. EXEMPLO: Vou cultuar uma deusa hoje e outra amanhã. Um de cada vez para não misturar nem desmerecer o poder de nenhum dos dois.
      E quanto ao “poder que perder” é extremamente comum também. As pessoas tendem a deixar isso acabar com o tempo, por qualquer que seja o motivo. Não é necessário alterar consciência para isso, ao contrário, você precisa dela no estado normal, senão qualquer reação pode ser apenas reação da droga/hábito forçado. Dá uma olhada aqui: http://oficinadasbruxas.com/intuicao-e-visualizacao/

      Até!

  29. Sempre me dediquei muito a natureza, desde criança me sinto muito ligada a sua força. Agradeço de coração pela ajudinha. Vou ficar esperando. 😀 Obrigada!!! *-*

  30. Esse post foi uma aula! Parabéns Rosea! Agradecer, saber, buscar o conhecimento a sério, recuar quando necessário. Amei, é isso mesmo! Ritual é coisa muito séria…Eu levei 52 anos, para fazer a minha iniciação! Pedi muito sabedoria, humildade e visão espiritual. E vejo pessoas indo buscar conhecimentos no google e em filmes! Fora outras preguiças internautas. Tem que estudar e muito…E mesmo assim ainda não saberemos tudo.
    Querida Gratidão!

  31. Olá Rosea, ótimo post. Vc poderia me ajudar por favor?
    É o seguinte, vc sabe de alguma magia para se comunicar com pessoas a distancia?
    Bem, vou lhe contar. Eu tenho uma prima chamada Joelma, ela se casou com um Alemão e foi morar com ele no pais dele, minha tia era muiiiiiito amiga dela, e quando conseguiu seu e-mail ficou bem feliz, só que essa minha prima a muito tempo atras era apaixonada pelo meu tio (irmao de minha tia) e acho que ela ainda gosta dele, bem, um dia minha tia estava conversando com ela e meu tio apareceu pedindo para conversar com a Joelma, minha tia saiu do quarto e deixou eles conversarem no msn, depois meu tio saiu do quarto e minha tia foi voltar a conversar com ela, mas ela ja tinha saido, minha tia foi olhar as conversasbe viu que ele estava dando em cima dela(Joelma), dai em diante minha tia mandou varios emails mas ela nunca respondeu e cancelou o email. Talvez o marido dela tenha visto as conversas e proibiu que ela se comunicasse com a gente, e ela tem um filho tambem.
    Minha tia ficou muito triste e eu quero muito me comunicar com essa minha prima, mas nao sei o email ou numero dela, tambem nunca a vi, mas aqui tem uma foto dela. Quero dar esse presente para a minha tia, sera que tem como eu me comunicar com ela atraves da magia? Ou pelo menos descobrir seu email ou algo do tipo?
    Desculpe pelo texto kk
    Desde já, grato!

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here