Pois é, pois é… quanto maior a pressa, menos veremos a magia.

Mas porquê? Eu amo a magia! Eu tenho sede de conhecimento! Como faço para entrar em harmonia com os elementais? Eu quero me iniciar logo! Eu quero tanto ver isso, e aquilo e mais um pouco disto e…“. Essas são só algumas coisas que escuto e leio no dia a dia.

Entendo perfeitamente as pessoas, – entendo que estão amando tudo isso e que querem saber cada vez mais – mas elas precisam aprender que não podemos apressar esse processo de aprendizagem da magia. Por acaso aprendemos de um dia para o outro como fazer equações matemáticas? E para aprender a ler? Foi da noite para o dia? Me conte o quão fácil é conviver com a própria família, com os vizinhos, com o próximo? Não, não é fácil e não acontece do dia para a noite… então porque essa pressa com a magia?

Não tenha pressa!

Não!!! Não tenha pressa! Foto: Rosea Bellator
Não!!! Não tenha pressa! Foto: Rosea Bellator

Saboreie cada aprendizado! Misture o que você aprendeu com seus sentimentos e parta para a prática! É tão gostoso quando cozinhamos aquela comidinha delícia e depois sentamos e comemos cada pedacinho… bem…de-va-gar… Depois a gente volta na panela e pega mais um pouquinho e parece que está ainda mais gostoso! É assim o conhecimento! Você aprende como se faz algo e depois passa a fazer. Uma vez. Duas vezes. Três vezes. Dez vezes ou até que nos saímos muito bem e percebemos que é hora de fazer outra coisa, agregar mais conhecimento ao que já sabemos!

Como assim agregar conhecimento? 

Adoro culinária, então vou usar o exemplo do bolo.

– Primeiro aprendemos a fazer aquele bolo simples, sem cobertura nem nada. Experimentamos um pedaço e ficamos desconfiados… será que ficou bom? Aí pedimos pra família inteira experimentar. Um a um, todos adoram o bolo! Satisfeito, você repete a receita mais umas vezes… até que vê uma receita deliciosa e resolve tentar, afinal, sabendo como se faz a base, não deve ser tão complicado tentar algo mais, certo?

– Decidido, você lê toda a receita e começa fazendo o bolo base. Agora você começa com todo cuidado a fazer a cobertura. Uma cobertura de brigadeiro! Assim que está pronta é só derramar sobre o bolo… e tcharam! Bolo com cobertura de chocolate! Ao adicionar a calda ao bolo você acabou  agregando algo mais ao que já sabia fazer.

– Depois desses dois passos, de tempos em tempos você adiciona algo mais ao seu bolo, mas sempre depois de ter certeza de que aprendeu o passo anterior – e se você aprendeu você pode repetir quantas vezes quiser sem medo de errar. Em um mês você aprende a cortar o bolo no meio e por um recheio, em outro mês você aprende a fazer decorações e por aí vai! Sempre tem algo mais para aprender[bb]!

Entendo que nossa passagem por este mundo é curta perante ao monte de coisas que queremos realizar, mas realizar tantas coisas pela metade ou mal feitas é apenas perca de tempo.

Tenha pressa para outras coisas como ligar para sua mãe que está no outro Estado e está morrendo de saudades de você, tenha pressa em ir ao médico quando estiver passando mal, tenha pressa em dizer para a pessoa que está ao seu lado que a ama, tenha pressa em cuidar de si mesmo, tenha pressa para iniciar algo de bom na sua vida! Quer aprender? Faça isso todo dia um pouco, não adianta se atropelar que daqui a uma semana vai ter esquecido tudo e vai ter que rever e rever toda hora! Não vale a pena!

Dicas de como estudar Bruxaria

Em primeiro lugar, estudar Bruxaria não é como ir pra sala de aula onde você dorme nessa aula porque é chata e acorda na outra porque é mais “legalzinha”. Você precisa aprender cada passo senão vai fazer tudo errado e não vai entender porque suas magias não funcionam! Teorias podem ser um tormento para quem não gosta de ler, porém, se você quer aprender mais que o “básico” da bruxaria será necessário fazer um belo esforço.

Praticar sempre e sempre que puder! Quando estiver dentro de um ritual não vai poder dar uma “paradinha” para olhar o Google e saber qual é o próximo passo. Precisamos praticar para que se torne algo natural (ou quase). Certamente você conhece alguém que faz algo como se tivesse nascido sabendo… mas ninguém nasce sabendo, certo? É verdade que uns tem mais habilidade com certas coisas do que outros, mas se você tentar também conseguirá um dia!

E por último e não menos importante: Acreditar. É aí que a coisa toda ganha vida. Se você não tem fé em você mesmo e no que está fazendo… então porque raios está perdendo tempo com isso?! Não adianta querer ver os resultados primeiro e acreditar depois… não é assim que funciona! Para se ter um fruto é preciso primeiro cuidar da semente, e depois colher – nunca ao contrário!

Portanto, vimos que: Estudar = Teoria (ler/ouvir/observar/anotar)  + Prática (botar a mãos na massa/ter fé) . Veja o esquema na imagem abaixo:

Esquema de estudo, clique na imagem para visualizar maior. Feito por Rosea Bellator.
Esquema de estudo, clique na imagem para visualizar maior.
Feito por Rosea Bellator.

Outra dica muito importante: estudem fortemente o básico/início das coisas, pois só assim terão uma base onde se sustentar; só assim terão onde sempre voltar e começar coisas novas – como o exemplo do bolo: só é possível ter mais e mais opções quando temos a base.

E é isso pessoal. Não vale a pena ter pressa, não vale a pena querer “magia via sedex” porque é simplesmente impossível. Cada um tem sua velocidade, aprenda a compreender a sua. Dar um passo maior que a perna pode causar um baita tropeção, quiçá um acidente. Sem dizer que a pressa vai acabar de vez com sua fé – pois você não verá resultados, logo vai desistir de tudo (e terá perdido tempo e dinheiro em tudo que investiu). E tem mais: a pressa vai tornar sua vida um terreno infértil. Você vai queimar os neurônios em vão, vai se revoltar “contra os deuses”, vai tomar decisões movidas “Ah, eu estava de cabeça quente!” e é capaz de fazer alguma magia errada e acabar voltando-se contra você… ou seja, você se tornar um reclamão insuportável.

Na vida, no trânsito, na magia… sem pressa galera, lembrem-se de como o jabuti ganhou da lebre 🙂

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

COMPARTILHE !
Artigo anteriorAo Som dos Ventos do Oeste
Próximo artigoMeditação da Primavera
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

15 COMENTÁRIOS

  1. Oi Rosea Bellator boa tarde, Me chamo Marinete estava procurando um livro de exercícios para desenvolver a intuição e cliquei onde você ensina estou muito feliz porque voce ensina de maneira clara estou adorando seus ensinamentos tem haver com tudo que tenho interesse de aprender gostaria de ler alguns livros passa uma relação de livros que podemos ler por favor. estou muito grata de poder participar dos seus ensinamentos .

  2. Rosea eu tenho escutado por muitas vezes que sou a o velha negra da familha . tudo oq eu queria e dar a Vouta nisso minha família não acredita q vou vencer na vida ..minha mulher confia demais noq a mãe dela fala q eu não vou vencer Q nunca serei homen q se ela continuar comigo ira sofrer pra sempre .tenho vontade de ir embora mas minha filha d 2 anos não DX porque eu não consigo abandona ela me ajuda oq devo faser ..pfavor não aguento nas viver asim calado..

    • Jeferson, que coisa chata… :c
      Moço, não sei porque as duas possuem esse pensamento de você, mas que tal pra começar, buscar saber os porquês e assim poder modificar essa situação?
      Se é por causa de emprego, consiga um.
      Se é por algo de errado que você fez no passado, tente organizar isso para que não aconteça mais.
      Agora… se você não sente mais vontade de estar com essas pessoas… querido, não precisa abandonar sua filha.
      Peça separação, continue a criar sua filha, você terá direito de ve-la, por justiça, e continue sua vida!

  3. Oi Rosea, sou totalmente nova na bruxaria e posso dizer q estou aprendendo muito com seus textos e não estou falando sobre rituais e sim sobre como começar. Confesso que fiquei ansiosa para ir logo para a parte da prática mas como fazer isso sem entender na teoria, não é?
    E esse texto então, só me motivou a seguir em frente, ir devagar, entender tudo primeiro pra só depois esperar resultados. E, acima de tudo, não perder a fé 😀

  4. Chiquérrimo este texto! Uma grande lição!

    Como se diz: “Devagar se vai ao longe”, “Devagar e sempre”, “A pressa é inimiga da perfeição” ou ainda, “Quem tem pressa come cru e quente” (o bolo por exemplo hahahahahhh) e por falar em bolo…..adoro banana! imprimí e vou fazer “devagar” 🙂

    Beijokas!

  5. Adoro tudo que vc escreve, e esse post abre muito a nossa mente com relação a magia e a pressa, por mais difícil que seja precisamos praticar a paciência, bjos!

  6. gente, esse texto se encaixou perfeitamente na minha vida agora, eu queria muito avançar, mas ta na hora de ir com mais calma,

    muito feliz de você ter tido a inspiração de fazer esse texto!

  7. Ótima leitura. Duvido se alguém não se enquadrou nesse texto. Às vezes acontece. Aprendi que para se trabalhar a Magia é preciso 3 coisas imprescindíveis: a necessidade, o conhecimento e a vontade (fé). Nada de pressa!!
    Maravilha Rósea. Seu texto é ótimo e adorei a parte ” Quando estiver dentro de um ritual não vai poder dar uma “paradinha” para olhar o Google e saber qual é o próximo passo”, rsrsrsrsrs. Legal é fazer um passo a passo (Planejamento) no Livro das Sombras e depois seguir durante o ritual.
    Beijos.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.