Hera, por Joseph Paelinck, 1831, Museu de Belas Artes de Gante. Deusas do Olimpo, Deusas Athena Hera Afrodite Hestia Deusas Grandiosas Deusas Gregas
Hera, por Joseph Paelinck, 1831, Museu de Belas Artes de Gante.

I

Hera

Mãe feroz
Rainha sensata
O inimigo treme à tua voz
Hera, Deusa dos Deuses
Hera! Grande Hera!
Acendam as tochas
Rufem os tambores
Que cantes as ninfas
A Senhora vem aí!
Não pode ser ignorada
Muito menos confrontada
Seus soldados estão de joelhos
Prontos, sem medo!
Tua vitória é nosso desejo
Hera, Rainha dos Deuses!
Curvam-se Imortais
Curvam-se mortais
Amamos e revereciamos
Eternamente protegidos em teu seio
Ave, Hera!

Deusa do Olimpo, Rainha Celestial, Protetora do Casamento, Guia das Mães, Senhora de Mil Artifícios, Aquela que Exulta os Exércitos… Hera.

II 

Héstia

Ela senta
Aguarda
Aquece com abraços
Héstia! Héstia!
Te acordamos para esta nova vida!
Héstia! Héstia!
A lembrança do lar é para ser vivida!
Com carinho,
Com ternura
Óh doce Senhora!
Sempre com o lar aquecido nos aguardando
Como agradecer em palavras?
Deusa paciente e bondosa
Teu culto nunca terá fim
O Lar é onde todos recuperam-se
Onde está o porto seguro
Héstia! … Héstia! Oh, Héstia!
Serena é tua Força
Amistoso é teu sorriso
Glórias à amada Deusa!
A reverenciamos com cantos
Em ti vivemos exultantes!

Deusa do Lar, das Chamas, Protetora do Ambiente Familiar, Sacerdotisa do Fogo que Mantém a Vida…Héstia.

III

Athena

Ela observa
Sabe esperar
Mostra o caminho com o olhar
Athena… Athena…
Tua Lança dissipa ilusões
Teu Escudo afasta os grilhões
Athena… Athena…
Guerreira singular
Tens a Sabedoria num Pomar
Athena… Athena…
A Ti eu clamo
Reverencio com encanto!

Deusa das Civilizações, da Sabedoria, da Guerra, Estrategista e Justa… Athena.

IV

Artemis 

Seca as lágrimas das temerosas
Finda a hesitação
Em toda mulher habita a guerreira
Mas precisa de tua ajuda para acordar
Artemis! Donzela Guerreira!
Corre pelos bosques nua
Confiante da tua mira
Ajuda as pedidas a erguer o arco
Que a vontade sobreponha o medo
Somente tua resolução será suficiente!
Elas vão abraçar
Levantar
As lágrimas vão secar
E com teu arco em mãos
Vão atirar
E nos céus as flechas vão cantar
Independência
Libertação!
Que o Sagrado Viva Puro!
Viva, Donzela Lunar!
Corra livre, livre para cantar
Reverenciamos a Irmandade
Ouça-nos gritar
Artemis!

Deusa da Caça, da Livre Escolha, da Liberdade Feminina, da Lua, Protetora dos Animais… Artemis.

V

Afrodite

De seu trono sussurra
Ao mais tímido, ao mais valente
Torna o corpo quente
O coração em chamas
Ah… mas a mente!
A Senhora dita
“Está sentenciado a amar!”
Ah, Afrodite! Bela vinda das Brumas!
Vem e traz essa paixão
Ah, Afrodite! Feroz e Sensual!
Admira e ri
Sabe que no amor somos todos aprendizes
Nem mesmo a Guerra Te resiste
Nem mesmo o Inferno sem Ti existe
Mãe, Amiga
Exótica, Fatal
Reverenciamos, admirados
Afinal, nunca se viu força mais brilhante
Do que Teu Amor Universal

– Rosea Bellator, para a Deus do Amor, do Sexo, dos Prazeres, das Artes Sensuais, da Beleza, dos Caminhos da Paixão… Afrodite.

VI

Demeter

Caminhando entre os Campos Dourados
De trigos fartos
É possível ver entre as nuvens serenas
Aquela que Protege a Colheita
Demeter!
Teu nome ecoa pela mesa
Teu nome traz o que é próspero
Senhora, Tu és necessaria!
Essencial!
As mães sem Ti não vivem em paz
Então…
Demeter! Demeter!
Entre em nosso lar!
Demeter! Demeter!
À Ti vamos brindar!
Abram as Cervejas, Vinhos e Sidras
À Ti vamos ofertar!
A filha desaparecida retornou
Todo mistério acabou!
Demeter ensina a vencer o sofrimento
Pois é Mãe que nunca desiste
Deusa que estrutura raízes
E por isso reverenciamos
Em meio às lagrimas quentes
Seja feita a Tua Vontade
Heya!

Deusa da Terra, da Colheita, Senhora da Fartura, Aquela que Enche a Mesa, Aquela que Acolhe os Medos Maternos, Protetora e Vigilante… Demeter.

Que assim Seja, em nome das Deusas do Olimpo! Deusas grandiosas, lindas, guerreiras! Deusas maravilhosas, que nos escutam sempre… Deusas! Eu agradeço!

***

Obs: Héstia não possui trono no Olimpo, mas deixei minha sincera homenagem para a Deusa, já que ela representa a chama do lar do Olimpo também.

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

COMPARTILHE !
Artigo anteriorBanhos de Vênus
Próximo artigoEstudo do Tarot: A Carta d’O Mundo
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

15 COMENTÁRIOS

  1. Olá irmã, abençoada seja nos divinos nomes dos Deuses. Tenho muita admiração pelos Deuses gregos e é com eles que eu sinto mais afinidade. Gostaria de saber se posso copiar as poesias dos Deuses e Deusas para o meu livro das sombras. Abençoada seja!

  2. Olá Rosea, adorei suas poesias e admiro muito seu site. Eu gostaria de saber se você conhece algum deus que tenha uma personalidade vaidosa e extremamente egocêntrica.
    Obrigado

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.