E vamos começar a semana com uma mensagem para animar, alertar, inspirar ou quem sabe ensinar alguma coisa para a bruxarada? E a carta que saiu foi…

Baiame, A Beleza

Na área rural de Singleton, na Austrália, vive o primeiro povo da região. Os aborígenas da área tribal de Wanaruah. O Grande Espírito destas partes é conhecido como Baiame.

Dizem que Baiame veio dos céus e criou tudo que há na região. Desde os belos rios, cada árvore e mesmo as plantas medicinais. Cada animal é único e criado com toda beleza e perfeição. Ele mesmo criou as leis para seu povo, para que vivessem de forma pacífica e equilibrada com a natureza.

Ora, Baiame cuidou de tudo com delicadeza.

E o que quer nos dizer?

Baiame surge neste momento e nos pede que apreciemos e vivamos com maior profundidade a beleza natural que nos cerca. Desde a chuva forte que derruba as rochas e cria novos caminhos para a água irrigar a terra, até a suave brisa a balançar as flores na primavera…

Precisamos nos reconectar com nossa terra – independente de onde moramos. Seja num apartamento, seja numa casa rural. Baiame pede que prestemos atenção à necessidade de cada clima, cada estação. Não, não deixamos de depender das estações! Não deixamos de ter que viver sob as leis da natureza. E ainda que para você não pareça fazer diferença, aprenda a entender que a natureza tem as próprias leis. Ela precisa de chuva, precisa de frio, precisa de calor, precisa de sol, de noite, precisa das minhocas no solo, precisa que o rio suba e desça, precisa das árvores para os pássaros, que os animais precisam dos rios limpos… e que tudo tem um tempo.

Volte a conectar-se com a terra. Volte a entender o ciclo das coisas. Da vida – sua e de todos a seu redor. E voltará a ver a beleza de tudo, da vida, de si mesmo.

E por fim, Baiame mostra que assim como há Deusas de amor e beleza, há Deuses de amor e beleza. Delicadeza. Compreensão e colaboração. Pois estas coisas não são obrigação de mulher ou de um homem, mas de todos. Podemos ter tudo belo e próspero, basta que cada um faça sua parte no equilíbrio, com cooperação. Se precisamos do exemplos de nossos deuses, pois bem, ouçamos o de Baiame.

Uma boa semana a todos!

Quer uma consulta? Me chama inbox lá na página do Facebook ou pelo meu email.

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor.

COMPARTILHE !
Artigo anteriorReutilizando Velas
Próximo artigoOração aos Mestres dos Portais
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

1 COMENTÁRIO

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here