Como vimos no post A Arte da Bruxaria (Pt.6), o oráculo é uma forma de ver o futuro, de obter autoconhecimento seja através de deuses ou técnicas místicas. Portanto neste post falaremos sobre algumas dúvidas.

Fotos: Rosea Bellator - Exemplos de tarot e baralhos variados e os livros com instruções. Cada um é um oráculo e tem seus próprios critérios para serem interpretados.
Fotos: Rosea Bellator – Exemplos de tarot e baralhos variados e os livros com instruções. Cada um é um oráculo e tem seus próprios critérios para serem interpretados.

Reuni aqui as mais frequentes perguntas que considero úteis e produtivas:

 

1. Quem pode fazer?

2. Como fazer?

3. Onde fazer?

4. Por que fazer?

5. O que faz?

6. Quando “fazer” e quando “não fazer”?

7. Pra quem NÃO fazer?

8. Posso usar para mim mesmo?

9. Quando não posso usar para mim mesmo?

10. Tem alguma coisa em especial que posso fazer?

11. Posso aprender ou devo ter o “dom”?

 

1 – Quem pode fazer?

Qualquer pessoa que queira se aprofundar nos estudos das Artes Divinatórias.

2 – Como fazer?

Existem várias formas de fazer e depende de: como as pessoas se sentem mais confortáveis e qual o método usado para a adivinhação. Mas existe um ambiente que pode ajudar na sua concentração e inspiração, descreverei no capítulo Recomendações Importantes.

3 – Onde fazer?

Não existe um lugar específico. Pode ser na sua casa, ao ar livre, em local isolado. Apenas evite local onde há energia ruim como: estresse, raiva ou assombração.

4 – Por que fazer?

É comum as pessoas praticarem a adivinhação por vários motivos, mas o grande motivo que o verdadeiro adivinho carrega é boa-fé em ajudar os outros e principalmente o autoconhecimento.

4 – O que faz?

As Artes Divinatórias vão ajudar a prever as infinitas e mais prováveis realidades que podem acontecer com o consultante. Mas como é difícil de entrar na aura dos outros, é normal que o adivinho veja apenas uma probabilidade, dentre as mais prováveis. Lembrando que: tudo realmente depende da decisão da pessoa na hora “h”. E é por isso que não é recomendável que se consulte um adivinho por vezes seguido, com as mesmas intenções de perguntas – pois o adivinho vai acabar vendo outra projeção. Ou até a mesma, mas algum evento da vida do consultante pode tê-lo feito mudar de conceitos, ideias, vontades – logo serão alteradas suas projeções.

5 – Quando “fazer” e quando “não fazer”?

Você pode utilizar qualquer método de adivinhação, respeitando suas regras, quando você quiser. Mas cuidado, principalmente se for usar o oráculo para si mesmo: atenção às emoções. Estar muito ansioso, nervoso, fragilizado ou qualquer outra emoção muito forte pode simplesmente cegar sua intuição.

6 – Pra quem NÃO fazer?

Nunca use seu oráculo para uma pessoa que não acredita. Ou que faça piadas a respeito ao assunto. Além de você ser ridicularizado, o fato dessa pessoa acreditar, ou gostar, sua aura será retraída e você ficará impossibilitado de sentir e compreendê-la para então fazer a adivinhação. Isso acontece porque não há a colaboração do consultante.

7 – Posso usar para mim mesmo?

Não há problema algum em usar para si mesmo. Apenas lembre-se de “quando não fazer”. O bom de usar para si mesmo é que o oráculo servirá como autoconhecimento. Conforme vamos vendo o oráculo, vamos entrando em conflito – “O que eu acho que sou versus O que eu realmente sou.”. É nesse momento que você passa a tomar nota de suas faltas e o que tem realmente de bom.

8 – Quando não posso usar para mim mesmo?

Além do que já falamos em “quando não fazer” especificamente para si mesmo, não use quando quiser uma resposta imediata. O efeito disso é você manipular o oráculo e acabará ouvindo o que quer da própria boca. Para as mulheres, evite usar o oráculo quando estiver na TPM e em período de menstruação Este período é sagrado, porém deixa as emoções de muitas mulheres descontroladas, é desaconselhável.

Tem alguma coisa em especial que posso fazer?

Sim! Existem várias técnicas que podem ajudar em seu momento de concentração e inspiração, mas retrataremos esse assunto mais adiante, em outro post somente sobre isso.

Posso aprender ou devo ter o “dom”?

Não há problema algum em aprender. Apenas é necessário a Vontade. Treine bastante e procure sempre estar em sintonia com a natureza, estar de consciência tranquila e em dia com o Divino. Claro, existem as pessoas dotadas da vidência. Elas mal precisam treinar ou estudar. Seus métodos de adivinhação são bem despreocupados e elas sentem mais a energia do Cosmo, da Aura. Elas podem quase que ouvir o Divino falar com elas. O resultado pode não ser o mesmo, mas o estudante[bb]também terá bons resultados.

 

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

11 COMENTÁRIOS

  1. Oi sou iniciante e estou com uma duvida…:
    É possivel alguem sem nenhum contato com magia simplesmente sair fazendo tudo o q estou aprendendo devagarzinho……
    Minha colega sebe fazer tarot, advinhações por oráculo, chás…..
    E quando eu falei para ela que eu estava estudando magia foi a primeira vez q ele ficou sabendo que magia era ´´real´´.

  2. Oie Rosea, td bem? Vc poderia me dizer qual o Tarot que vc usa? Eu quero aprender, e estou completamente perdida em meio de tantos tipos de baralhos de tarot. Obg pela atenção e Obs: Amei seu blog, conheci outro dia e n parei mais de ler,vc escreve muito bem e explica muito bem. Bjs

  3. Rósea uma situação vem atormentando minha cabeça. Os grimórios com aquelas fechaduras de ferro e que tem um pentagrama de ferro na capa tem algum lugar onde eu possa comprar?

  4. Uma pessoa que não sabe nada de bruxaria poderia fazer um ritual comigo para ter mais energia em meu feitiço? Tipo para ser mais forte o feitiço eu invocasse sua energia junto a minha.
    Mesmo se ela não praticar nada?

  5. I am not certain the place you’re getting your info, but good topic. I needs to spend a while finding out much more or figuring out more. Thanks for wonderful information I was on the lookout for this info for my mission.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.