Calma, antes que você pense que uma oferenda é um presente para “o demônio” (como já ouvi por aí) preciso dizer que você está certo e errado.

Está certo quando dizemos que uma oferenda é um presente, porém está errado quando se acha que uma oferenda se faz “só” para o demônio.

Quem quiser cultuar demônios que cultue e faça suas oferendas, mas não generalizem: oferendas são dadas para todo tipo de entidade, divindade, anjos, deuses, natureza, elementares, espíritos, o que você imaginar.

Festivais são um exemplo de festas que geralmente tem algum tipo de oferendas a algum deus ou deusa. Imagem: As dafnefórias (1876), oléo sobre tela de Frederic Leighton: a dafnefória era um festival dedicado a Apolo celebrado pelos gregos a cada nove anos, em Tebas, Beócia.
Festivais são um exemplo de festas que geralmente tem algum tipo de oferendas a algum deus ou deusa. Imagem: As dafnefórias (1876), oléo sobre tela de Frederic Leighton: a dafnefória era um festival dedicado a Apolo celebrado pelos gregos a cada nove anos, em Tebas, Beócia.

“PERAÍ, não entendi nada!”

Não? Não faz mal. Vamos entender direitinho:

Digamos que você é cristão e pediu ao seu deus alguma coisa. Digamos que deu certo seu pedido. Aí você vai lá e participa de uma missa, ou acende uma vela e agradece. Ou, digamos que você católico, pediu algo aos santos Cosme e Damião. Logo após o pedido, você espera o dia deles e sai distribuindo doces, como agradecimento. Essas são formas de oferenda. Um agradecimento.

Digamos que Luíza, uma bruxa sem religião, fez um ritual pra uma deusa pedindo para ficar grávida. Deu certo. Feliz, Luíza quer agradecer. Ela procura saber e descobre que essa deusa adora doces. Luíza, ainda muito agradecida, faz doces, coloca um belo pedaço de frente à uma estátua dessa deusa e o restante ofereceu para a família, dividindo assim a energia da gratidão. Isso é uma oferenda.

E o Lucas? Ele é um bruxo wicca. Lucas não anda bem, e acredita que sua deusa e seu deus podem ajudá-lo. Sem pensar duas vezes, com sua fé inabalável, Lucas procura um local bem arborizado e coloca lá cristais, frutas, incensos e flores numa cesta, próximo a uma árvore. Lucas faz seus pedidos de melhoras para a vida que não anda bem e agradece seus deuses. Isso é uma oferenda.

Poderíamos falar também da Olga. Ela é da umbanda. Todo final de ano ela vai para a praia e leva flores para Iemanjá, como é costume também no candomblé. Isso é uma oferenda.

Podemos também lembrar do Natal, onde é sempre contada a história onde os Três Reis Magos levaram presentes para o menino Jesus. Isso também foi uma oferenda.

Oferenda é um presente. Pode ser uma cesta de frutas, um banquete, um presente embalado, músicas, poesias, velas no altar, flores para jogar no mar, objetos para deixar na natureza, e por aí vai! Tem oferenda que é feita com sacrifícios? Tem religiões e grupos de caminhos que não preciso descrever aqui que sim, fazem sim sacrifícios. Não tem hora para presentes, mas geralmente damos em datas comemorativas ou quando estamos felizes ou precisamos de ajuda. Servem também para apaziguar a ira de entidades também.

A oferenda possui energia própria,  e essa mesma será usada pela entidade a qual for ofertada. Portanto lembre-se quando for fazer uma oferenda:

– Ofereça algo que a entidade goste;

– Ofereça algo que tenha a ver com a entidade (exemplo: se sua entidade gosta de verde, não dê vermelho);

– Não dê a oferenda por dar, assim, na má vontade, como se fosse mera obrigação;

– Vai oferecer comida? Dê preferência para a comida que você mesmo fez, ou a alguém que vai entregar a oferenda com você.

– A oferenda possuirá também um pouco da sua energia, por isso ela é única e tão importante.

Vale lembrar também que: Em Celebrações Especiais, onde há grandes festas, é comum que o alto sacerdote, ou nível mais elevado dentro de um grupo ou religião específica, que conduza e escolha o que será feito como oferenda (claro, será algo que faz sentido).

Então pessoal, sem grilos e sem ingratidão. Faça o que fizer, mas nunca esqueça de agradecer, nunca se esqueça da oferenda 😉

Só lembrando: não precisa jogar a oferenda fora, principalmente se for comida e foi oferecida no seu altar. Depois de algumas horas, pode comer.

Pesquise, estude sobre seus deuses e assim descobrirá o que gostam como oferenda!

Até a próxima!

Rosea Bellator
E-mail:
 oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

72 COMENTÁRIOS

  1. Se eu cultuo a natureza ao invés de algum Deus oque eu poderia deixar como oferenda ? E ao guardião teria algo que eu pudesse deixar para ele ? Seu site que me cativa a estudar a bruxaria cada vez mais,obrigado por reservar esse tempo da sua vida a ajudar a nós,iniciantes nessa prática tão bela 😀

  2. Oi rosea, minha familia paterna prática o candomblé, e eu gosto muito, acho muito legal pq eles se dedicam muito e geralmente seus pedidos são atendidos, mas a parte que eu não gosto é que os animais são usados como sacrifícios, quando meu pai era vivo eu até tentava salvar alguns mas nem sempre eu conseguia, então um dia eu perguntei ao meu pai se eu podia praticar outra religião parecida, que não tenha sacrifios de seres vivos, ai ele me falou da wicca e a bruxaria, como eu não acreditava em bruxaria eu fiquei muito impressionada e quis saber mais, mas o meu pai morreu dias depois, então não quis mais saber de nenhuma religião, mas agora decidi que vou tentar praticar bruxaria, mas tem um problema, eu só tenho 13 anos, e queria saber se eu continuo só estudando sobre e lendo bastante ou se eu já posso fazer alguma coisa ( minha mãe me apoia bastante, mesmo que ela não pratique nenhuma religião )

    Faz uma semana que eu leio seus post e tô amando, mas queria ver seu canal também, poderia mandar o link? Beijos

  3. Oii, sou novo, queria fazer uma oferenda pra meu Orixá, mais nn entendo muito, so do que eu preciso, mais nn sei como fazer ela, alguem poderia me explicar ?

    • Amore, é melhor você conversar com pessoas que cultuam o mesmo orixá que você 😀
      Eu particularmente não cultuo, apenas digo que podem ser cultuados como qualquer outra divindade.

  4. Olá Rosea, sou nova no blog e tenho acompanhado os videos no youtube também, gosto muito da bruxaria e estou muito feliz por encontrar ensinamentos tão simplificados!!! <3
    Minha questão é sobre um sonho que tive há muito tempo, bastante estranho, nesse sonho eu estava no pátio da minha casa com um amigo (esse amigo é wiccano)e eu precisava fazer uma oferenda à lua, então ele me dizia " eleve o mais alto que puder", me lembro nitidamente deste sonho, era uma lua enormee e cheia, na época até achei engraçada a oferenda, pois era um bolo de chocolate, acordei e ri bastante da "loucura", onde já se viu oferecer um bolo à lua né? Hoje vejo que tudo é possível,principalmente se tratando de magia!
    Este sonho poderia sr tipo um recado, um chamado para algo?
    fiquei bastante confusa na época.

    Um beijo enorme, não me canso de ver teus vídeos e queria muito ir a SP conhecer o santuário, moro no RS e fica um pouco difícil.

  5. Queria fazer uma oferenda em gratidão aos meus guardiões, como saber o q eles gostam?? Ouvi falar q gostam de luz mas quanto a sabores , cores e etc n sei :’/

    • Rosea…
      Tem o grupo de estudos do oficina das bruxas no facebook.
      eu geralmente só comento se alguém pergunta sobre algo que já estudei.
      (Conheci a magia aos 13, estudei até os 18 e me iniciei com 19, estou com 20)
      Um menino dê onze anos me chamou, disse que já estudava magia , que a religião dele é a umbanda mas que ele quer praticar a magia.
      Eu não desencorajei, mas falei que era melhor ele esperar até ser mais velho, porque onze anos é perigoso.
      Ele não me ouviu, falou que já tinha instrumentos magicos, altar e tudo.maia, ou seja, estava praticando sem nem ser iniciado, ou sem qualquer supervisão. Não me ouviu …Eles dificilmente ouvem.
      Ontem a noite ele veio me perguntar se a Deusa Kali o( Do panteão Indu ) era má , eu diane que ela é a Deusa da.morte e como a morte, não é a nem boa nem má …
      Ele disse que tinha visto um ritual, se sacrifício humano a Deusa Kali e ficou apavorado porque gostava.muito da Deusa.
      Eu mandei ele parar dê ver essas coisas … Aí.ele.me.disse que ofereceu a energia dele a Deusa Kali para curar a avó dele, só que Kali é a Deusa da morte e sexualidade não dê cura … Não não estou dizendo que ela não pode curar… É a só que eu não sei.como ajuda l porque não.me identifico com o panteão Indu… Então não sei muito .
      Mas esse garoto tá apavorado porque acha que a avó dele vai morrer, parte disso é porque ele é muito jovem, não me ouviu saiu faZendo rituas e oferendas a torto e a direita e fica lendo.tudo quanto é porcaria e vendo tudo quanto é video na internet.
      Existe .algum risco de ele ter.feito.algo irreversível? como retirar a ofedenda dele?

      • Bem, vc fez sua parte, mas aí a pessoa tem que fazer a dela.
        Não creio sequer que Kali tenha ouvido, afinal, foi feito sem saber quem é ela.
        Se vc não sabe muito do panteão hindu, seja honesta e diga que não sabe.
        E é isso.
        Ou a pessoa pesquisa ou não faz.

  6. Rosea,se no caso eu não creio em nenhum deus/deusa, e creio apenas na força da natureza, que tipo de oferenda posso fazer para “a mãe natureza”? Já que não é algo tão específico quanto pesquisar que o deus x gosta de tal coisa? Você pode me dar algumas dicas de oferendas para a natureza?

  7. Eu posso fazer uma oferenda sem precisar de nada em troca? Tipo, tem uma entidade e eu simplesmente quero agrada-la… Eu já posso estar feliz, talvez agradecer por essa felicidade?

  8. Olá preciso saber se podemos fazer nossas oferendas todos os dias se sentirmos vontade,ou se devem ser feitas uma vez na semana ou só na lua da nossa deusa.É que todas as vezes que vou me comunicar com minha deusa sinto vontade de oferecer sempre algo,uma fruta que seja,mas não sei se podemos fazer isso sempre que sentirmos?Como todas as noites??Podemos??

  9. Nossa adorei este site me impolguei muito com oque eu li sobre o assunto quero aprender mais e mais e agradeço aos criadores do conteúdo por tornar isto publico

  10. Oi Rosea <3 Então eu fiz um ritual para Lilith e queria agradece-lá, já procurei em todos os lugares o que ela gosta e não achei nada, vc poderia me ajudar? Beijos <3

  11. Rosea, mesmo eu não te conhecendo já te sinto como uma amiga conselheira kkk desde pequena eu sinto que sou diferente e sempre brinquei de fazer poções, mas eu não sabia disso. Hoje tenho 20 anos e me dedico a bruxaria há menos de 1ano. Eu gostaria que você me respondesse o seguinte: quero começar a praticar a magia de verdade, já me sinto capaz, só que eu não sei se devo começar por um ritual ou por um feitiço… Você poderia me dizer?

  12. Rosea, tudo bom?

    Minha pergunta é semelhante a da Mandy… rs Depois de fazer a meditação com Afrodite, senti uma vontade ENORME de escrever algo (no caso uma narrativa) e dedicar a ela como oferenda. Também me veio a cabeça aproveitar isso como forma de fazer um pedido, além de presenteá-la… Fico insegura se isso pode ser feito. Se isso, por ser também um pedido, teria que ser a próprio punho… Pois pretendia publicar em um site de “fanfics” e histórias autorais, onde tenho conta. Será que você pode me dar uma luz?

  13. Rósea, eu cultuo a Deusa ( wicca mesmo ), me da dicas do que devo fazer na oferenda? Tipo, o que dou e o que fazer depois de quanto tempo ? Obgd. Bjs

  14. Tenho uma dúvida… ao fazer a oferenda com as coisas que a minha Deusa gostar e colocar em um local apropriado, um exemplo é um bosque, eu deverei voltar lá para recolher o que restou depois de muito tempo ou devo apenas deixar lá? Obrigado!!

    • Depende, Alcyr.
      Por exemplo: comida vc pode deixar lá e depois comer ou dar para alguém comer. Objetos, por exemplo, digamos que vc fez uma estátua de pedra ou desenhou numa pedra alguma coisa e deixou lá no bosque. Pode deixar. Se forem coisas como garrafas, eu recomendo retirar depois, pra não poluir o ambiente.

    • Depende do panteão/divindade que vc está cultuando.
      Se for comida, para gregos, vc pode comer depois.
      Se for uma oferenda de ervas no fogo do caldeirão, pode soprar as cinzas ao vento, pode jogar na terra.
      Depende mesmo de cada divindade…

  15. Que interessante!
    Sou umbandista e adorei seu post. No caso, pra mim, deixo até a lua virar ou sigo alguma orientação mais específica, oferendas de comida sempre são feitas na natureza, em coletividade, na maioria das vezes, com materiais não nocivos ao ambiente! 😉 (Iemanjá chora com barquinhos de isopor…)

  16. Rosea muito obrigado pela ajuda, e a Meiko (a garotinha) agradesce, uma ultima pergunta, precisa ser exatamente na mesa de jantar?! É que em casa ninguem come na mesa, poderia ser na mesinha no meu quarrto aonde eu costumo comer junto ao pc, aonde ate msm ela fica geralmente sentada na cama enquanto estou no computador, eu poderia deixar ali arrumadinho antes de dormir?!, ou precisa realmente ser na mesa da sala?!

  17. Queria fazer uma pergunta, eu tenho um espirito seguidor, é uma criança, garotinha japonesa para ser mais especifico, hoje ela viu varioa docinhos que sobrou de um aniversario infantil, ela pediu 3 docinhos para ela, como eu faço para oferecer esses doces (fazer essa oferenda)?

    • Shio, uma dica que a Peregrina dos Mundos me passou, que é a maneira como ela faz:

      Depois de todos da casa já terem terminado de comer, arrumo a mesa para eles, com um prato do que desejo servir, como se fosse para alguém vivo. Poe os doces no prato e deixa na mesa pra ela, se quiser deixar mais alguma coisinha pode (deixo vinho pros antepassados, no caso de criança pode ser suco, água, etc). Deixa ate de manhã e tira da mesa antes da família tomar o café da manhã. Depois, quem fez a oferenda come o que deixou, para ter a partilha.

      😀

  18. desculpe fazer essa pergunta mas…se eu for oferecer comida a uma entidade, quanto tempo devo deixar a comida lá? Até apodrecer? Realmente fiquei confusa…

  19. Apenas uma curiosidade: a palavra demônio em geral hoje em dia, por causa do cristianismo, se refere a uma entidade maligna. Mas na verdade, essa palavra vem do grego e demônio em grego significava divindade. Ou seja, Perséfone, Hades, Zeus… todos eram “demônios”, ou seja, divindades/deuses. Não existia naquela época, o conceito de demônio cristão, alguém que representasse todo o mal… Os deuses tinham um lado bom e ruim. Como tudo na vida e na natureza. 🙂

    • Complementado: Sempre houve várias religiões anteriores ao cristianismo que acreditavam em algum tipo de espírito mau, demônio, entidade que causa atrocidades, etc.
      Demônios não são exclusividades cristã.
      Só muda mesmo a palavra.
      Só não tenho certeza se demônio em grego era divindade, está mais para conhecimento/espírito, mas não divindade 🙂

    • Não sei onde tu achou essa definição, mas tá errada. O termo Daemon significa espírito e havia a diferenciação entre o Kakodaemon (espírito maligno) e o Apodaemon (espírito benigno). Esse maniqueísmo já existe na Grécia antiga e não é algo exclusivo do cristianismo… além do que, muitas religiões demonizaram coisas demais de outras culturas, vide a própria religião romana que praticamente dizimou a religião Etrusca e em certa época, também tentou dizimar os cristãos.

  20. Acho lindo oferecer doces entre outros. Eu queria uma tabela com deuses e oferendas. Uma vez eu tava lendo uma postagem sua sobre as fadas e vc comentou q é preciso ter cuidado eu queria saber o q oferecer para elas. E feitiços fáceis q n usam muitos ingredientes assim minha família me mata bjss

    • Oi Giovana!
      Não tem como fazer uma tabela rsrs
      O melhor mesmo é estudar sobre cada deus, assim você os conhecerá melhor e saberá o que precisa ou não.
      Sobre feitiços: existem muuuuuitos feitiços na categoria “Feitiços e rituais”, mas não tem como simplificar mais que isso 😉

  21. Muitas/os clientes vem ate a mim detonadas /os: Foram fazer trabalhos espirituais– lhes cobraram várias oferendas. *Por economia, é comum substituir os “itens” que tal entidade gosta.E lógico que será uma grande ofensa. .
    Um ex mais prático: se eu gosto de perfumes legítimos,franceses, alguem me dá um genérico,ou faso,do paraguai.Lógico que me decepcionarei.!*tu sabes que pouquissimas pessoas, ate mesmo famosas,não agem c/ honestidade. Já deves ter ouvido mtas reclamações.
    Vamos agradar uma entidade poderosa,então, desde o ritual inicial,a preparação, é um presente que deve ser carregado de mto amor, c/ o que vai dar prazer, ser bem recebido.é uma troca de enrgias-nós ,que daremos,e de quem irá receber.E a oferenda / presente deve ser dado antes,se for cobrar, tudo bem,nada contra.existem gastos…pq uma pessoa sem segurança,sem proteção, pode cometer um erro c/certas entidades. Então,que faça uma simples simpatia
    *espero ter sido entendida

    • Entendi sim Marinna, e é como penso, justamente por isso no artigo peço para o pessoa pesquisar e estudar o que vai fazer.
      E sempre – SEMPRE – peço para não substituírem nada.
      Mas… você sabe, tem gente que não ouve até tomar na cabeça.
      Beijokas!

  22. Que massa! amei Rosea, mais uma vez de parabéns, estou estudando sobre Horós …e gosto muito de conhecer os deuses, acho que não podemos trabalhar com eles em um feitiço ou ritual, se não os estudamos, os conhecemos e ofertamos a eles nossos presentes de gratidão….
    mais uma vez amei!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.