A visão e opinião pessoal de uma bruxa e espírita sobre o espiritismo”

por Marisa Mastrange

Nota: Porque estamos falando de espiritismo em um espaço sobre bruxaria? Simples: muitos bruxos e bruxas são espíritas, médiuns e pedem por esse tipo de informação. Então apenas agradeço por esta alma caridosa ter me enviado este texto descomplicado para atender essas pessoas.

espiritismo - imagem de rosea bellator

Vamos entender o que é O Espiritismo?

Tenho visto muitas duvidas sobre obsessores, reencarnação, mediunidade, espíritos e coisas do tipo entre os bruxos. Sou espírita há muitos anos e frequentei os principais cursos designados pela Federação Espírita (entidades representativas do espiritismo) por isso eu gostaria muito de compartilhar um pouco do que aprendi e quem sabe até ajudar a tirar a duvida de algumas pessoas.

Gostaria , porém,  de deixar alguns pontos bem claro:

  1. Tenho algum conhecimento, mas não sei todas as respostas (ninguém sabe);
  2. Não sou dona da razão (afinal ninguém é);
  3. Não falo por todos os espíritas[bb] (cada um tem a sua interpretação e visão do espiritismo);
  4. Todos os meus textos, apesar das pesquisas em livros espíritas, estão carregados com minha visão e interpretação particular, portanto você se interessou pelo assunto estude e tenha sua própria visão e nunca acredite em tudo que outra pessoa escrever (todo mundo erra, inclusive eu );
  5. Os espíritas costumam usar uma linguagem bem mais respeitosa do que a minha, sempre pregando o amor e a caridade.

Começarei pelo lado chato da coisa, tentando resumir a base da Doutrina Espírita, para que haja melhor compreensão em outros textos, quando citarei os assuntos mais interessantes como reencarnação, obsessão, mediunidade e outros.

Espírita

É todo aquele que segue a Doutrina Espírita codificada por Allan Kardec[bb].

Kardecismo, este termo tão usado não é correto, mas geralmente usado para se diferenciar de outras religiões como Umbanda, Candomblé etc..

Todas outras religiões que acreditam em reencarnação, espírito, e não seguem a codificação Espírita são denominadas de Espiritualista.

Princípios básicos da Doutrina Espírita

São eles:

  • A existência de Deus;
  • A imortalidade;
  • A comunicabilidade do espírito;
  • A reencarnação;
  • A evolução universal infinita.

O Espiritismo não acredita em sobrenatural, milagre, superstições, anjos, demônios e inferno (logo entrarei mais a fundo neste assunto).

O Espiritismo acredita que todas manifestações possam ser explicadas pela ciência, se não hoje, um dia será.

Um exemplo:

O espiritismo não acredita que Jesus tenha ressuscitado.

Pois não concorda que Deus possa ir contra sua própria Lei Imutável, a partir da hora que houve a morte total do corpo físico, não existe a possibilidade deste voltar a vida. Portanto acredita-se que Jesus reapareceu após o terceiro dia em Perispírito visível e até tangível (o Livro dos Médiuns explica este tipo de manifestações e como é possível).

A Doutrina Espírita é composta por um tripé:

Filosofia – Ciência – Religião

Deus

Deus é a inteligência suprema, causa primaria de todas a s coisas, supremo e soberana inteligência, eterno, imutável, imaterial, onipotente, soberanamente justo e bom, infinitamente perfeito e único.

Pois bem você deve estar pensando agora “Como é este cara?”.

Errado! Você tem que tentar compreender “O que” é Deus.

Conseguiu?  Não? … (nem eu hahahahaha!).

Não se preocupe pela Doutrina Espírita, apenas espíritos elevados de Jesus pra cima (sim existe espíritos muito mais elevados que Jesus) é que conseguem compreender “O que “ é Deus.

Quanto a nós pobres mortais, mesmo que um Messias viesse a Terra nos explicar “O que “ é Deus, seria o mesmo que você tentar explicar física quântica ao seu cachorro, não vai entender nada…

Jesus

Jesus na visão espírita foi o enviado de Deus, a representação do Pai.  Diretor do orbe terreno. Acompanhou todo processo de formação da terra, o principio da vida neste planeta.

Aí você me pergunta:

– Então esse Jesus “É o Cara”?

Sim ele “É o Cara”, pois foi criado assim como eu e você , como um princípio inteligente. Passou pelo reino mineral, vegetal, animal e hominal, reencarnou milhões e milhões de vezes, e trabalhou muito para chegar onde está, a única diferença é que Jesus é um espírito bilhões de anos mais velho que eu e você.

Allan Kardec

Hippolyte Léon Denizard Rvail (1804 a 1869), conhecido como Allan Kardec, foi um estudioso, livre pensador e codificador da Doutrina Espírita.

O grande material estudado por ele, mais centenas de questões proposta às entidades, deram origem ao primeiro livro da codificação: “O Livro dos Espíritos”.

Observemos que Allan Kardec não era médium e sim um estudioso, todas suas obras foram através de estudo e perguntas bem elaboradas a espíritos iluminados, com o cuidado de trabalhar com médiuns voluntários, sérios e idôneos.

Principais obras da Codificação Espírita:

O Livro dos Espíritos, O Livro dos Médiuns, O Evangelho segundo o Espiritismo, O Céu e o Inferno, A Gênese.

Curiosidade: Adotou o pseudônimo em homenagem a uma existência que ele tivera nas Galias no primeiro século antes de Cristo, onde fora um sacerdote Druida denominado Allan Kardec.

o espírito - espiritismo

Espírito

O espírito é definido pela doutrina como o principio inteligente do universo, individualizado com moralidade própria. Não tem forma definida. O espírito é distinto de Deus, seu criador, e da matéria a qual se une para que possa se manifestar.

Deus que nunca para de criar, nos criou a todos como “principio inteligente”, passamos pelo reino mineral, vegetal, animal para enfim chegarmos ao reino hominal. Esta trajetória até o reino hominal onde enfim conquistamos a razão, raciocínio, lucidez e o livre arbítrio levam em media um bilhão e meio de anos.

É muito tempo? Sim é muito tempo…

Eu já fui uma ameba? Sim você já foi uma ameba… Mas sinta-se feliz, existem indivíduos que chegaram ao reino hominal e continuam sendo uma ameba…

Perispírito

Função: quando encarnados é o intermediário entre o espírito e o corpo físico. No espírito desencarnado corresponde ao seu envoltório, possuindo em sua estrutura eletromagnética órgãos e sistemas celulares à semelhança do corpo físico.

Forma: corresponde a aparência do corpo físico. Ao desencarnarmos, na maioria das vezes conservamos a mesma aparência, entretanto muitos espíritos assumem uma aparência de encarnações anteriores.

Densidade: rarefeito nos espíritos já evoluídos, e pastosa ou opaca nos espíritos ainda imperfeitos.

Pode respirar aliviado… a parte chata e maçante acabou (hehehehehe)

Nos próximos dias estarei falando sobre reencarnação (sim preciso falar sobre isso primeiro, mas o assunto é muito interessante) e depois vamos entrar no assunto obsessores.

Um grande beijo a todos!

Marisa Mastrange
E-mail: marisaemastrange@ig.com.br

*********************************

Não sou espírita, nem estudo o espiritismo, mas acho uma bonita filosofia (assim como muitas pessoas, eu não vejo o espiritismo como uma religião). Mais uma vez, agradeço à Marisa pelo texto (e pelos próximos!). Não lembro como nos conhecemos. Ela é daquelas pessoas que quando você percebe já está lá ao seu lado. Aparece e dá conselhos, depois some, e aí aparece de novo com algo bom a dizer. Hahá! Vai ver já somos amigas de outras vidas, porque não?

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

28 COMENTÁRIOS

  1. Oi!! Eu estou montando um grimório pela internet (apostila) e queria saber se autoriza uso desse texto. É grimório pessoal (claro). Enfim, me ajudou bastante, mas ainda gostaria de saber no que a wicca se converge e se diverge do espiritismo… se tiver como enviar a resposta da duvida junto com o texto – caso autorize – no meu email, ficarei muito grata!
    .Blessed be,

  2. Rosea, sou sensitivo e médium. Porém eu não vejo nada, não ouço nada, e nunca tenho certesa desse meu contato com o espiritual.
    Mas existem vários sinais que me mostram que isso faz parte de mim. Esses sinais me mostram que minha intuição é muito forte.
    As minhas quedas de energia não possuem um gatilho definido, ou seja, tem dia que estou bem emocionalmente, e tem dia que não estou. Então eu nunca consigo definir ao certo o que eu devo fazer e o que eu não devo fazer. Você tem como falar mais sobre sensibilidade espiritual? E essas sensações mal definidas?

  3. Olá Rósea.Bom,eu sou “Kardecista” desde que nasci,afinal,a minha mãe, vó, tio,enfim,também são, então sempre frequentei.Eu acredito e gosto muito,talvez por amar ciências e acreditar que tudo deve ter uma explicação. Pra mim,o espiritismo é uma mistura de ciências e religião, sendo esse o motivo por essa será minha religião e não outra. Não gosto de fé cega.Mas hoje eu li um livro sobre bruxaria e wicca e me interessei MT,porém, sou espírita… Creio que não tenha problema eu praticar bruxaria, mas você saberia me dizer se tem algum problema ou não? Quanto a ser wicca,eu não quero ser,pois já tenho religião. Mas eu sou mente aberta,aceito todas as verdades e adoro as “MITOlogias”… Enfim,se você puder me ajudar… Quero muito ler esse livro (vou comprar) e praticar bruxaria,mas será que aos olhos do espiritismo isso é errado?

  4. Salazar 07/03/2015 at13:42
    Sou espírita, adorei o texto, logo na introdução tive a felicidade de notar a sua simplicidade de não se achar a sabichona em espiritismo.
    Obrigado pelos simples mas profundos esclarecimentos, foi muito confortador.

  5. Adorei o texto da Marisa Mastrange…claro, objetivo e bem sintetizado. Mostra que é conhecedora da Doutrina Espírita em sua forma mais pura, ou seja seu conhecimento provém das Obras que a compõem, e, o texto está leve e divertido. Parabéns…eu sabia que você sabia! #sentindoseorgulhosa

  6. Parabéns ao blog, e parabéns a Marisa que é muito inteligente por sinal. O texto está ótimo, claro e objetivo. Tenho certeza que as próximas publicações serão tão boas quanto esta. Abraços a todos.

  7. Depois de ler Evangelho Segundo o Espiritismo, bem antes de conhecer a bruxaria, nunca mais me deixei levar pela fé cega… Tudo tem uma explicação e temos que aperfeiçoar as práticas, evoluir! Amei o texto, acredito que é bem por aí!

  8. eu frequentei cursos da doutrina mas confesso que eram maçantes e por isso não continuei …gosto de ler em casa, no meu tempo e frequentar as sessões, as palestras, que depois pesquiso mais por minha conta…mas ela explicou muito bem…e bem didática…e é disso que precisamos..ensinamentos em nossa “linguagem”…em uma conversa informal muitas vezes esses e outros assuntos se tornam mais interessantes…Parabéns Marisa!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.