“É isso, quero me dedicar!”.

Dedicar-se à que?

Quando falamos em magia vêm à nossa mente nomes como: bruxaria, wicca, xamanismo, espiritismo, umbanda, ou seja, qualquer religião, caminho mágico, ordens iniciáticas, etc. Quando falamos em dedicação não estamos falando somente de bruxaria (que é o foco deste blog) ou da religião wicca. Pois bem, entendido isso, vamos falar sobre dedicação, o caminho antes da iniciação?

A dedicação é uma opção sua. É um caminho isolado, mesmo que se tenha algum amigo dedicando-se também. É uma fase que costuma ser tensa, difícil... mas vale a pena cada aprendizado. Foto: Rosea Bellator.
A dedicação é uma opção sua. É um caminho isolado, mesmo que se tenha algum amigo dedicando-se também. É uma fase que costuma ser tensa, difícil… mas vale a pena cada aprendizado. Foto: Rosea Bellator.

Para que existe o tempo da Dedicação? Porque vem antes da Iniciação? Calma, vamos ver essas questões, uma a uma.

Quem se dedica é porque tem algum tipo de expectativa. Vamos ver alguns exemplos:

Maria adora os animais. Ela decidiu que queria ser veterinária, mas ela não pode simplesmente sair por aí cuidado dos animais sem os devidos conhecimentos, certo? Maria começou a dedicar sua vida para conseguir alcançar esse sonho: tornar-se veterinária. Qual o primeiro passo? Passar no vestibular. O vestibular será o primeira o teste de Maria. Se não passar terá que refazer o teste até conseguir, se é que ser veterinária é mesmo seu sonho, ela deve persistir. Se ela passar no vestibular[bb], ela entra na faculdade e ainda não estará tudo certo. Não MESMO. Agora a Maria vai enfrentar anos e anos de estudos, provas, noites acordada em claro estudando, vai ter que deixar de ir pra baladinha todo final de semana para estudar TAMBÉM. Vai ter que economizar aqui e ali para comprar livros. Vai ter que aprender a fazer escolhas difíceis como decidir passar o feriado com o namorado ou com a família. Haverá tempos que sequer vai conseguir sair nos feriados devido à provas que foi mal e precisa repor. Sem dizer que vai ter que trabalhar também, afinal, ela precisa pagar a faculdade! E a Maria vai deixar de se cuidar? Ir no médico, comprar comida saudável (pois comidinhas como McDonalds não vão ajudar muito a Maria com sua rotina pesada), namorar…? Não, vai deixar de fazer isso, mas ela vai precisar racionar o tempo dela MUITO BEM para poder conciliar tudo. Digamos que a Maria leve 7 anos para se formar. Como você acha que foram esses anos? Fáceis? Não, não foi.

Esse processo do exemplo – passar no vestibular, enfrentar a faculdade para s formar – é muitíssimo parecido com a dedicação. Aliás, esse processo É UMA DEDICAÇÃO, só que não para o caminho mágico[bb].

O Caminho da Dedicação é isso. É a fase que passamos por tantos e tantos testes. É a fase que ganhamos muito conhecimento em relação ao que decidimos ser lá na frente, seja bruxo, veterinário, seja lá o que for que você decidiu.

Repare que é difícil, mas que vale a pena também.

Isso é necessário.

No caminho da magia não poderia ser diferente. Sim, o caminho da dedicação pode levar anos. Sim, é difícil e transformador, não é á toa que chamam por aí de “Noite Escura”. Sim, a dedicação exige MUITO DE VOCÊ. Sim, a dedicação não é para pessoas que desistem no primeiro obstáculo. Devem aprender a lidar com as dificuldades ou nada terão em suas vidas (é, tudo na vida é assim, tem que ter força e persistência). No caminho da dedicação você vai aos poucos perceber sua maior habilidade. Ninguém será mestre em todas as artes, pode saber um pouco aqui e ali, pode se tornar especialista em algo, mas nunca mestre em tudo. Veja os médicos: eles começam todos na mesma área que é a Medicina. Com o tempo de estudo, cada estudante vai se direcionando para a área que sentiu maior afinidade: uns se tornam cardiologistas, outros urologistas, outros vão para a neurologia e assim por diante.

Nos caminhos mágicos não há um tempo exato para a iniciação, pois cada pessoa tem seu ritmo. Comentarei sobre a Wicca, pois tenho alguns conhecidos que me contaram suas histórias. 

Pedro se iniciou depois de 5 anos se dedicando. Ele queria se iniciar com um ano e um dia (que normalmente é a regra geral), porém quando terminou esse tempo ele sentiu que não havia aprendido muita coisa, que não havia conhecimento e sabedoria sobre muitas situações. Ele mesmo decidiu continuar na dedicação.

Ana passou por algo parecido. Para entrar no coven que havia sido convidada, ela devia estudar por um ano e um dia. Ela estudou esse tempo e assim entrou no coven. Não, ela ainda não era uma Sacerdotisa. Para tal devia ter muito mais tempo de conhecimento e sabedoria. Ela não almejava ser sacerdotisa, queria apenas fazer parte do coven e assim estudar com outras pessoas. Passaram-se 7 anos. A sacerdotisa que tinha no coven se tornara-se Alta Sacerdotisa, e então Ana ficou como a nova Sacerdotisa. Havia outras pessoas no coven que poderiam tomar essa “vaga”, porém a nova Alta Sacerdotisa escolhera Ana por sua dedicação, por seu tempo de experiência e desenvoltura no coven. Lembrando sempre que este é apenas um exemplo, o tempo de dedicação/iniciação, tornar-se sacerdote/sacerdotisa varia em cada coven, tradição ou ordem.

“Ok, entendi o que é a Dedicação, mas, Rosea, e a Iniciação?”

Mais uma vez dependerá do seu coven, tradição ou ordem. Cada um tem suas próprias regras. Se você é um praticante da magia solitário, o “termo iniciação” muda para “apresentação aos deuses/universo/natureza”, e você fará isso quando sentir que deve, vai depender da sua fé, do conhecimento que obteve. Dá uma lida aqui: Iniciação e Auto-Iniciação, o que é isso?

“Após feito isso, terei grandes poderes, como levitar, mudar o rumo da tempestade e incendiar a algo com a mente?” NÃO.

A nossa vida em si já é cheia de iniciações.

Quer alguns exemplos?

Sabe a Maria, que estudou para ser veterinária? Quando ela terminou a faculdade e foi aprovada, ela passou no teste da dedicação e foi iniciada, passou pelo ritual de passagem onde era estudante e se tornou veterinária. A partir do dia que se formou sua vida mudou, apareceram ainda mais responsabilidades, novos desafios, novos medos. Mas claro que não acabou por ali! Um dia ela sentirá necessidade de ter mais estudos e terá outras especialidades e formações, ou seja, novas dedicações e iniciações em sua vida. Se um dia resolver ter filhos… bem, ela passará pelotempo da gestação e enfim se tornará mãe, sim, outra iniciação da vida, um ritual de passagem onde deixará de ser donzela para ser mãe. Quando ela se tornar uma senhora de 50 anos passará por outra iniciação da vida: a menopausa, em seguida desses anos virá a velhice… sim, outro ritual de passagem, onde passará de mulher adulta para anciã.

Fácil? Complexo?

Essa é a vida. No caminho mágico, no trabalho, nos estudos, na vida familiar. Estamos sempre passando por novos rituais de passagem, sempre que fazemos uma escolha passamos pelo período da dedicação… e nos iniciamos – ou seja, como diriam por aí: são várias as fases da vida. Essa tão esperada iniciação não te dará poderes imediatos, isso é uma grande fantasia. Quando se torna sacerdote, quando se torna mãe, pai, avó, quando se torna um profissional seja lá de que área for, não adquirimos todos os conhecimentos de uma só vez! Essa é a fase que possuímos uma “chave”, ou seja, acabamos de adquirir um conhecimento que nos permitirá chegar a outros!

Então é só isso por hoje. Outro dia falaremos mais desses rituais de passagem da vida, como a adolescência, maternidade/paternidade e velhice. Apenas peço que não se esqueçam: Iniciar por se iniciar não significa nada se não houver o estudo, se não houver significado, se não houver dedicação.

Até mais!

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

8 COMENTÁRIOS

  1. Dedicar- se ao caminho mágico exige muito tempo, força de vontade, paciência, dinheiro (para ter acesso á livros que com exceção de um ou outro, não são baratos), enfim, muito de nós… É um “investimento”, que se feito de uma maneira bem feita, pode trazer-nos ” lucro”, o que é esperado, ou algo maior. Estou neste caminho, estou nesta dedicação, mas a magia é tão abrangente, nossa, parece que nunca irá acabar, infinita! Sabe, estou vendo tantas estradas á minha frente, me vejo ás vezes em uma encruzilhada, e ela possuindo tantos caminhos tão distintos mas igualmente atrativos, me deixa em tamanha indecisão, estagnado, á ponto de enlouquecer, rs…
    Sei que a vida ainda me presenteará com muitas “encruzilhadas”, mas para chegar até às outras, até o futuro, preciso tomar uma decisão, que caminho escolher, por onde começar?
    Rosea, pode me dar uma luz irmã? Kk… Sou ” solitário “, então um coven não é uma opção. Gostaria de um grupo de estudos, de ouvir opiniões, de dividir minhas idéias, de se ter alguém mais experiente que tire algumas muitas dúvidas kk (acho que por isso deixei a palavra ” solitário” em aspas). Poderia de coração me indicar um local, onde eu poderia ” somar”? :D…
    Poderia fazer parte, da ordem? São muitas dúvidas, olha, eu tenho um e-mail, se não for pedir muito, pode me enviar uma resposta por lá?
    -lucas_souza95@live.com

    **Levo na brincadeira, mas não se engane Irmã, preciso mesmo de um auxílio**

    Agradecido de verdade, e aguardando…

    Lucas

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here