O jogo não dirá “seu dom é tal”, mas mostrará através de talentos seus e outras características, como os dons podem ser despertados em você, como podem ser trabalhos e mais algumas coisas.

descobrindo-dons

  1. No que você é bom: talentos ou gostos, coisas que você sabe fazer e faz bem.
  2. Arte que pode te ajudar: seja uma dança, uma leitura, uma pintura… algum tipo de arte que pode te ajudar a aflorar a mente e criatividade da melhor forma.
  3. Essência de divindade que pode te ajudar a florar: quando falamos de essência de divindade, estamos falando de, por exemplo: Essência do amor, então estamos falando de deuses e deusas do amor. Essência da força, deuses e deusas que agem mais baseado na força. Não é uma divindade específica, mas uma essência, e então busque divindades que sinta maior aproximação para te ajudar nesse processo dos dons.
  4. Tipos de magias que vão ajudar a aflorar: magia é magia, mas elas podem ser voltadas para algo. Como amor ou intuição. A magia pode se voltar para seu interior, como a meditação, ou qualquer magia, desde que seja para ajudar alguém. Enfim, praticar magia ajuda, e dependendo da carta, um tipo diferente.
  5. Sobre o que meditar para entender melhor: não pense que tudo é obvio. Mesmo que saia um assunto que você acredite que já sabe… Medite. Medite sobre o que esta carta mostrar.
  6. O dom que mais está aflorando no momento, e que precisa de atenção: como vimos, não aparecerá o nome do dom, mas para o que ele é voltado. Preste atenção, pesquise, e fique de olho neste dom.
  7. Com o que deve se preocupar: bem, é o que você deve dar mais atenção no momento.
  8. Com o que não deve se preocupar: o que não adianta ou não deve dar atenção no momento.
  9. Conselho: Eis o que o plano espiritual tem a te dizer.

Esse é um jogo que exige bastante conhecimento das cartas, e principalmente, muita sensibilidade para entender bem sobre as essências das divindades, tipos de magias e o dom que está aflorando.

Obs: as cartas 2, 3 e 4 são de grande importância, tente relacionar as três para ficar mais fácil de entender o dom.

Use com o oráculo que preferir, mas sou suspeita hehe, prefiro o tarot!

Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

COMPARTILHE !
Artigo anteriorPrevisão Oficina das Bruxas de Dezembro/2016
Próximo artigoRitual de Proteção de Sekhmet
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

2 COMENTÁRIOS

  1. Olá, Rosea!
    Adorei esse método! Inclusive já tentei haha Mas me surgiu uma dúvida. Sei que você não interpreta a tiragem de outras pessoas, mas eu só queria uma confirmação, se você não se importar.
    Tenho um tarot celta e foi ele que usei. Na carta dois, a arte que pode te ajudar, saiu a Dama de Triskeles, que tem como principal significado representar uma mulher de cabelos escuros.
    Ao interpretar essa carta com a 3 e a 4 cheguei a conclusão de que essa arte é cultuar minha deusa mãe (Iemanjá), já que ela tem cabelos escuros e na carta 3 apareceu dúvida, que interpretei como sendo a dúvida que tenho em como começar a cultua-lá.
    É uma interpretação válida ou devo refletir melhor sobre o significado da carta?
    Te agradeço e peço desculpas se fui inconveniente.
    Uma ótima semana pra você! Blessed be.

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here