A Meditação com os Quatro Elementos é indicada para pessoas que precisam de energia. Alguém que esteja exausto, mentalmente esgotado, ou que esteja triste por algum acontecimento, serve para quem esteja depressivo e precise de forças. É uma meditação simples, apenas se entregue…

4-elementos

 

Você só vai precisar de uma representação dos quatro elementos ao seu redor:

  • para o fogo: vela acesa, janela aberta se estiver bem sol
  • para a água: pote de barro ou vidro com água
  • para terra: um cristal ou uma planta ou uma fruta ou um potinho com terra
  • para o ar: incenso ou uma pena ou um sino

Sente-se no chão, numa posição que consiga ficar pelos próximos 20-40 minutos. Não recomendo que seja menos de 20 minutos.

Se quiser, coloque alguma música que seja apenas sons da natureza.

Assim que estiver tudo arrumado e você sentado no centro dos quatro elementos, feche os olhos e concentre-se.

Comece primeiro libertando sua mente de pensamentos e imagens. Será um desafio para aqueles que não estão acostumados a deixar a mente aquietar-se.

Visualize os quatro elementos ao seu redor em sua forma original: não apenas uma vela, mas uma chama. Não apenas um potinho com água, mas o mar. Não apenas um cristal ou uma plantinha, mas uma montanha. Não apenas um incenso ou um sino, mas uma tempestade.

Absorva a energia que se elevar para si. Pode fazer isso com um mantra como o OM, pode fazer isso apenas com a visualização.

Após absorver a energia, visualize a si mesmo agradecendo aos elementos e libere novamente a mente de pensamentos e imagens. Apenas o escuro…

Enquanto estiver assim, estará, digamos assim “digerindo” as energias que absorveu. Para que elas entrem em seu corpo adequadamente.

Fique assim até sentir que não há mais energia a se absorver.

Abra os olhos. Está feito.

A vela pode ser apagada. O incenso deve terminar de queimar. Se usou uma fruta, coma. Se usou cristal, guarde para usar em outra coisa, mas não esqueça de energiza-lo novamente. Se usou uma plantinha, dê um pouco de água para ela e ponha no sol. A água do pote de ser jogada fora. Se usou sino ou pena, apenas guarde. Se usou um potinho com terra, use a terra no que quiser depois.

Faça esse exercício quando quiser, sem restrição de luas, dia ou horário.

Por hoje é só! Beijokas!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com
Loja: http://lojaoficinadasbruxas.com/
E-mail da Loja: lojaoficinadasbruxas@gmail.com
Youtube: Canal Oficina das Bruxas

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

COMPARTILHE !
Artigo anteriorHistória do Leitor #28
Próximo artigoVídeo: Entrando em Contato com as Salamandras
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

19 COMENTÁRIOS

  1. Olá Rosea, tudo bem?
    Hoje fiz um forno a lenha, pequeno, pra mim usar como “caldeirao” quando precisar queimar algo,( mas tarde fazerem um caldeirao tbm) w como fogão para fazer poções e etc, fiz um pentagrama e “presenteei” os elementares, posso mesmo oferecer uma só oferenda pra vários?

  2. Rosea, para esta meditação eu devo colocar cada elemento em seu “ponto cardeal” certo, como no pentagrama, por exemplo, fogo no sul, terra no norte (acho que é isso mesmo se não estou enganada), etc, ou posso por em qualquer direção?

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.