Histórias! Grandes movedoras da inspiração!

Hoje vamos conhecer a história da Bruna! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

conheci - chapéu de bruxaOlá Rosea e todos os leitores.

Tava com receio de contar minha história e não ser lá muito interessante, mas criei coragem rsrsrs vou tentar resumir.

Fui criada em familia católica, fiz catequese, 1ª comunhão, crismei, tudo como manda o figurino, não me importava muito por ser bem novinha, na adolescência que foi ficando vamos dizer “chato” ir na missa.

Mas olha que curioso, eu morava em uma chácara em SP então tive muito contato com a natureza, minhas brincadeiras iam além de bonecas, lembro bem de um episódio da minha vida que eu havia achado vários vidros de remédio em um lixão que ficava lá perto, que eu os esvaziei e comecei a amassar folhas, misturar com água e colocar nesses vidros, eu passava em plantas quebradas, árvores com pedaços cortados, falava que tinha uma farmácia e curava as plantinhas (Sério!!!)

Além disso, eu como uma escorpiana que tem atração pelo mistério, ao chegar na minha adolescência eu sempre era diferente em alguns detalhes, ia na feira comprar aqueles cacarecos de pulseiras e colares e lembro me muito bem que uma das coisas que comprei foi um colar com pingente de Ankh, não sabia o significado, comprei pq era “daora” rsrsr. Lembro que comprei um pentagrama lindo (do qual tenho até hoje nos meus 29 anos)

Aos 15, conheci uma amiga com vários livros de Wicca, pegava emprestado e os lia, me achava a bruxona HAUHEUHSAUHEUHA adolescente já viu né, comecei a comprar imagens de bruxas, porta incenso de magos, velas aromáticas, ganhei um cristal da minha mãe, tava tudo encaminhando, desde nova o chamado cutucava em mim, mesmo eu leiga no assunto ainda.

Porém passei momentos horríveis na minha família, que incluiu o divórcio dos meus pais, fiquei com meu pai e ele ficou muito doente devido a isso, se apegou com religião e chamou um homem para ir rezar lá em casa, quase fui exorcizada quando o cara viu esse monte de coisa no meu quarto, minha orelha até queimou do tanto que me criticou, depois de muita pressão do meu pai tive que desfazer das minhas coisas, desfazer mesmo, de jogar fora no lixo as coisas mais lindas que eu tinha.

E isso ficou morto, adormecido em mim e toquei a vida. Em 2013 mais ou menos me envolvi com pesquisas de técnicas de meditação, energias cósmicas, mecânica quântica, budismo, hinduísmo, alienígenas (QUE? ALIENÍGENAS?) é ué, escorpiana esqueceu? aheuhsuahea e isso foi aflorando devagar novamente.

Em julho de 2015 conheci um instituto que praticava rituais Xamânicos e resolvi participar, foi a coisa mais incrível e maravilhosa que experimentei, meu coração pulsou mais forte, pude sentir a força da natureza e desde então entrei de cabeça, nisso eu fiz amizade com uma fiscal do instituto, hoje somos muito amigas, ela me ensinou várias coisas, sobre xamanismo, sobre curandeiras, sobre bruxaria natural e depois de participar de um ritual do Sagrado Feminino em Agosto do ano passado senti o chamado da Deusa, da natureza, do meu envolvimento com ela, senti a bruxa dentro de mim e isso tem me feito uma pessoa imensamente feliz.

Cada dia aprendo um pouquinho mais, agradeço por te-la aqui, tenho evoluído muito com as suas postagens e praticando magias simples de prosperidade, amor e muita mas muuuuuuita gratidão.

Quero que o xamanismo e a bruxaria natural andem juntos comigo, sinto que posso conciliá-los com respeito, harmonia e muito amorzinho.

Espero que todos deixem a magia fluir dentro de cada um que vem aqui, deixem o amor trasbordar, sintam o chamado e pratiquem, lembrando sempre de agradecer. <3 “

– Bruna

owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas com sua história! Se você for daqueles que gosta de escrever poesias e fazer artes em homenagem a magia, pode mandar seus escritos também! Vamos encher a internet de magia!

O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo têm medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Quer ver outras histórias? Tem aqui: Histórias dos Leitores.

PESSOAL, ATENÇÃO: aos que finalmente encontraram seu caminho com algum deus ou deusa, envie pra cá também! Como foi essa descoberta? O que você sentiu durante sua caminhada? Não tenha vergonha! Sua história pode ajudar outras pessoas!

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

Beijokas!

COMPARTILHE !
Artigo anteriorLivro: O Caldeirão da Magia Amazônica
Próximo artigoVenha, Julho! Venha em Paz!
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

7 COMENTÁRIOS

  1. Rosea, já li algumas coisas sobre o Xamanismo e achei muito interessante, agora lendo essa história fiquei mais intrigada ainda.
    Xamanismo e bruxaria tem coisas similares? Podem caminhar juntas assim como a leitora disse que quer fazer?

    Gratidão!

  2. Se eu mandar minha história será que vai ser publicada?
    Assim, tá mais para um livro porque é longaaaaa que só
    Mas mando eheheeee
    Adorei essa história.
    Depois conto a minha e vai ver como é parecida em certos pontos.
    Bjs

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.