Histórias! Grandes movedoras da inspiração!

Hoje vamos conhecer a história da Samanta! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

conheci - chapéu de bruxa

Olá, meu nome é Samanta e tenho 29 anos.  Gostaria de compartilhar um pouco da minha historia com os leitores e demonstrar minha gratidão para essa professora e orientadora linda Rosea.

Minha família inteira é batista, então cresci dentro da igreja, acreditando na bíblia e com toda aquela política de isso pode e isso não pode, um pouco reprimida, embora  meus pais não fossem radicais, o fato era que a nossa crença era a certa e qualquer outra era errada e do diabo. Aos 10 anos eu me batizei e tudo o mais, sempre vivendo na igreja. Mas algum tempo depois, aos 12 anos minha curiosidade e talvez, minha verdadeira natureza começou a chamar e eu adorava assistir series de bruxa, fantasia, conto de fadas, assistir documentários sobre o Egito e seus deuses, sobre os celtas, etruscos, deuses, mitologia, religiões em geral e aos 15 anos comecei a praticar magia, mesmo sem saber muita coisa, eu já cultuava a Deusa, os elementos, já gostava de sentir o vento, tomar banho de chuva, sentir o cheiro de terra molhada, sentir a natureza  e conforme fui lendo e estudando fui percebendo a naturalidade que aquilo sempre foi pra mim.  

Acho que tudo isso fazia parte do meu chamado, mas por crescer num meio tão fechado e de medo, era difícil entender e continuar. Fui julgada pela minha família quando descobriram que eu estava praticando e estudando bruxaria, mas não culpo eles, afinal, eles acreditam que estão certos e querem meu bem, na visão deles. Enfim, sempre fui a ovelha negra da família a que nunca seguiu muito bem todas as proibições da igreja. E no fundo, nunca deixei de olhar a Lua o Sol as estrelas e agradecer, pedir,  fazer pequenos ‘feiticinhos que não parecem feitiços’ (rs), nunca deixei totalmente de lado essa parte de mim. Mas reprimir isso não me fez bem.

 A um ano e meio retomei meus estudos, me entreguei ao meu chamado e tenho buscado novamente meu caminho e estou muito feliz, aprendendo mais sobre mim mesma, me amando mais, me valorizando mais, voltando ao meu equilíbrio natural (sim eu estava desequilibrada em muitos sentidos da minha vida). Mas ainda tenho alguns medos e receios que preciso esquecer e superar para continuar evoluindo. O blogue do Oficina foi uma bênção, um cantinho especial de estudos, aprendizagem e descobertas e orientações, até mesmo os contos que você escreve no Historias de Circulo Esquecido,  sou muito grata a você Rosea por me ajudar  tanto indiretamente como diretamente nas leituras de tarot e nos e-mails e conselhos respondidos com tanto carinho e atenção. E agora com a Ordem da Lótus e Apoia.se fica melhor ainda. É muito bom encontrar pessoas dispostas a ajudar com o coração aberto. Sejam verdadeiros e busquem o que realmente te complete e te faça feliz!

Abençoada seja! Gratidão! Beijos

– Samanta

owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas! O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo têm medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Quer ver outras histórias? Tem aqui: Histórias dos Leitores.

PESSOAL, ATENÇÃO: aos que finalmente encontraram seu caminho com algum deus ou deusa, envie pra cá também! Como foi essa descoberta? O que você sentiu durante sua caminhada? Não tenha vergonha! Sua história pode ajudar outras pessoas!

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

Beijokas!

COMPARTILHE !
Artigo anteriorFeitiço de Cura com o Elemento Fogo
Próximo artigoRitual para combater a Depressão com Saraswati
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

1 COMENTÁRIO

  1. Me sinto como a Samanta, sei que vim a este mundo para ser feliz e para fazer algo maior que apenas viver e auxiliar algumas pessoas que me pedem. Mas como ela fui criada dentro dos princípios da religião católica fervorosa. E é difícil de se desvenciliar. Tenho lido suas postagens e já dei um pequeno passo que é entender que os elementos são parte de nós e nós parte deles. isso já me ajuda a diminuir minha angústia quando entro em contato com eles. penso que aos poucos irei entender melhor e usar a magia a meu favor. Preciso muito me encontrar.

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here