Histórias! Grandes movedoras da inspiração!

Hoje vamos conhecer a história do Gabriel! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

conheci - chapéu de bruxaMe chamo na bruxaria de Alberich Morgan e conheço a wicca de 2001, quando por problemas familiares, todos da minha casa saímos das igrejas evangélicas que frequentávamos. Nessa época minha mãe estava muito mal espiritualmente e emocionalmente. Ela havia acabado de ter um AVC isquêmico Transitório por causa de uma notícia muito ruim. Ela andando por aí conheceu no meio da rua uma senhora que se dizia bruxa. Ela tinha seus quase oitenta anos e era um sacerdotisa da arte. Infelizmente não pude conhece-la pois imagine o quanto de segredos ela sabia e guardava, mas por causa dela conheci o lado oculto e junto com ele a wicca. Essa senhora que provavelmente já tenha falecido, queria iniciar minha mãe, falou das bruxas brancas que faziam o bem e deu uma revista para minha mãe  que falava de muita coisa da bruxaria.

Com meus nove aninhos de idade, super inocente, pego esta bendita revista e começo a lê-la. Meus olhos se encantaram com tudo o que vi. Sobre os pais encantados que são a mãe natureza e o grande deus pai fertilizador. Daquele dia em diante senti que queria entrar mais e mais no oculto da magia. Esta mesma revista vinha junto com um tarô, eu mesmo recortei e comecei a estudar , mas minha mãe rasgou e jogou tudo no lixo porque ela havia entrado na igreja mais uma vez.

Um ano se passou e eu continuava lendo coisas da wicca, anotando feitiços, buscando conhecer coisas sobre rituais e métodos para eu mesmo fazer os meus rituais baseados com meus conhecimentos. Meu medo por cristo me matar fulminado por um raio já não existia mais então montei vários livros que depois vim a conhecer como o nome de Book of Shadows(livro das sombras), que é um livro que anotamos várias coisas na nossa vida mágica, como feitiços, rituais, ervas, sobre sonhos, procedimentos mágicos, selos  e muito mais. Já sabia sobre o tal de “um ano e um dia” para os iniciados, pois queria entrar no sacerdócio, e como todo bruxo wiccaniano (wiccano), aquela linda dúvida me apareceu: Auto-iniciado ou iniciado em covén?, e sinceramente até hoje não achei essa resposta.

Como já havia estudado a wicca por mais de um ano, decidi tentar meu primeiro ritual de invocação da presença ou influência dos deuses. Eu já  havia comprado bastante coisas referente a velas e incensos e etc já que minha mãe não permitia ter meu altar e nem falar dos deuses mas senti dentro de mim que não precisava de muita coisa. Eram 18:00 da noite de algum dia em 2002, kkkkk,entrei no meu quarto e fechei minha porta na esperança de um ritual bem alucinado pois como criança esperava bastante efeitos visuais.

Entrei no meu quarto, acendi um incenso de sal grosso(amo de paixão), acendi uma vela negra para ambos, deus e deusa com a mesma vela. Com uma faca que usava ritualmente(não refiro ao athame), cravei deus e deusa na vela e acendi-a. Senti uma coisa diferente no ar, não habitual de minhas orações. Não tracei circulo mágico, me sentia não preparado espiritualmente para isso mas visualizei um de luz para me proteger. Fechei os olhos e respirei fundo várias vezes até meu corpo encontrar-se totalmente relaxado.

Fiz uma oração que não me lembro as palavras mas sei que fiz de coração pois me emocionei demais, meus olhos ficaram marejados de lágrimas. Estava numa fase difícil que chamo de “noite escura da alma”. Momento que várias provas aparecem no caminho dos filhos da grande arte. Provas na família e fora dela. Ali fazendo aquela prece de coração,senti uma presença muito forte. Parecia que vinha em chamas pois aqueceu todo meu quarto. Abri os olhos para entender o que aconteceu  ali e para minha surpresa, a coisa mais surpreendente no meu caminho da bruxaria eu vi ali. Revelando para vocês e para você Rosea (amo) de primeira mão. Abri meus olhos e vi como que fisicamente dois seres esplendorosos.

Uma mulher muito linda morena que estava completamente nua mas sua nudez era encoberta por seus cabelos longos e negros, o outro, um homem moreno forte e viril de cabelos longos com quase seus 2 metros de altura, possuía chifres enormes e patas de bote, simplesmente assustador. Eu paralisei com esta visão e fiquei vendo os dois na minha frente por mais ou menos 30 minutos. Ambos me olhavam com bastante amor e carinho. Mesmo eu me tremendo de medo podia sentir o amor dos dois. Com o passar do tempo ambos foram sumindo pouco a pouco e ouvi uma voz na minha cabeça, uma voz feminina dizer: ” Estamos sempre aqui”. Não quero ser especial mas ali pude senti que deus e deusa de alguma maneira se mostraram para mim e fico super feliz por isso. Desde 2001 para cá venho estudando e estou quase pensando em entrar no sacerdócio, talvez nesses 15 anos de bruxaria eu tenha aprendido alguma coisa.

Agradeço aos deuses que numa fase bem difícil recentemente que até pensei em largar tudo da bruxaria para poder tentar viver em paz enquanto morar com minha mãe mas mais uma vez não consegui essa façanha de me afastar da bruxaria(já tentei inúmeras vezes mas sempre volto para os braços da mãe), dessa vez reencontrei a minha chama do meu altar interno achando esse site maravilhoso chamado oficina das bruxas. Agradeço a Você Rosea Bellator e espero que minha história possa servir de exemplo ou animar mais gente.Um viver doce e suave aqui e agora em nome dos deuses )O(  . “
 .
– Gabriel
owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas! O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo têm medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Quer ver outras histórias? Tem aqui: Histórias dos Leitores.

PESSOAL, ATENÇÃO: aos que finalmente encontraram seu caminho com algum deus ou deusa, envie pra cá também! Como foi essa descoberta? O que você sentiu durante sua caminhada? Não tenha vergonha! Sua história pode ajudar outras pessoas!

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

Beijokas!

COMPARTILHE !
Artigo anteriorVídeo: Falando Sobre Cristais
Próximo artigoRitual de Loki para Remover Ilusões
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

3 COMENTÁRIOS

  1. Acho muito fofo a inocência infantil proporcionar tudo isso. Realmente crianças tem canais mais abertos, e eu costumava dividir o que ia aprendendo com a minha sobrinha, e ficar observando o que ela via a mais que eu!
    Tivemos ótimas experiências, e eu fico muito feliz que o Gabriel tenha vindo nos contar um pouco da sua!

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here