Será que… eu poderia conversar com vocês hoje?

Muitas pessoas me perguntam como conheci a magia, como eu aceitei isso tudo, como lido com as pessoas que não entendem e tudo mais… Bem, vamos lá?

deusa deus morgana as brumas de avalon
Trecho retirado do Livro I: As Brumas de Avalon. Li esses livros pela primeira vez quando ainda nem sabia o que era magia.

Eu nasci numa família pobre, sem muitas instruções, assim como a grande maioria desse Brasilzão.

Não me lembro bem quando meu pai se tornou Testemunha de Jeová, mas sei que minha mãe sempre dizia: Deus está dentro de você, não tem que provar nada pra ninguém. Ela também sempre contava sobre coisas que aconteceram com ela e a família dela. Sonhos, coisas sobrenaturais. Eu não acreditava, mas achava o máximo! Uma “ótima história”.

Cresci como muitas meninas de onde morava, até meu irmão comprar um vídeo game. É, eu, minha irmã e meu irmão ficamos viciados, AHAHAHAAHAHAHAH!

O tempo passou. As ruas ficaram perigosas, minha mãe fazia de tudo para que não saíssemos. Eu entendo e agradeço imensamente por isso. Então acabei ficando num esquema escola-casa-vídeo game-ler-ler-ler-ler-dormir-repita tudo novamente.

Sempre tive gosto pela leitura, dentro ou fora da escola. Lá pros meus 12 (eita, nem lembro mais!), meu irmão apareceu com um jogo chamado Final Fantasy 8. Enlouqueci, AHAHAH! Acabei virando amante de jogos de RPG e foi aí que comecei a procurar literatura em inglês. Na época não tinha Google, notebooks, nada dessas coisas pra facilitar a vida! Hunf! Tá pensando o quê?

Aconteceram muitas coisas nesse tempo. Conheci a mitologia, descobri que não existia só a religião cristã, descobri que o mundo vivia e pensava MUITO diferente do meu mundinho. Lá pros meus 15 eu conheci o jogo Persona 3.

Mas… Mas…Rosea, que doideira é essa? Calma…

Jogando esse jogo eu descobri o Tarot.

No começo eu só fiquei intrigada. Que coisa legal, que interessante! Quem nunca assistiu um filme de kung fu e depois ficou se imaginando lutando igual? Ou quem nunca se pegou cantando como o cantor favorito? Eu tinha 15 anos, adorava ler, adorava mitologia e acabei ficando muito curiosa com esse negócio de Tarot. Será que esse negócio existia?

Eu já estava trabalhando nessa época, numa empresa para menores aprendizes. Caminhando num dos bairros mais comerciais de Santos, eu achei uma loja esotérica… e adivinha o que tinha lá? Um Tarot de Marselha. As figuras eram diferentes das do jogo, mas eram os mesmos nomes e parecia funcionar do mesmo jeito. Curiosa que era (e sou!), comprei sem pensar duas vezes.

Li tudo que podia do folhetinho, consagrei como mandava e comecei o estudo. Treinei jogando para minha irmã. Foi o máximo. Daí em diante não parei mais. Adorei aquele negócio. Comprei outras cartas, com outras figuras, mesmos significados. Aprendi mais, e mais… mas faltava algo.

Enfim, lá pros meus 19-20 anos eu consegui um computador (aleluia!)! Já tinha estudado bastante os livros esotéricos da Biblioteca Municipal, mas ainda não era o bastante. Com a ajuda do nosso amiguinho Google eu conheci blogs, pessoas, e os lindos PDF’s. Eu vi que não estava sozinha e nem era doida!

Passei por um monte de coisas, situações, brigas, desencontros, encontros, experiências mágicas que eu achava ser “coincidências”. Vi algo sobre “magia”. Não botei fé, mas como curiosa, eu li. Li… li… me apaixonei.

Apareceram e foram pessoas, cada uma me ensinando algo. Descobri em minha mãe (uma bruxa que não sabe que é bruxa, HAHA!) o meu maior e grande apoio, juntamente de meu parceiro amado (outro bruxo não assumido HAAHAHAHAH!).

Apareceram os medos e dilemas. Eu nunca tinha cobrado para jogar tarot e achava errado cobrar. Eu não entendia como fazer magia, mas fazia! Eu achava que não tinha que ensinar nada pra ninguém, mas acabei ensinando e aprendendo mais ainda. Continuei os estudos, conversei com todo tipo de pessoas e enfim comecei minha trilha mágica sozinha. Ouvi vozes, vi coisas, passei por “testes”.

Com a ajuda de várias pessoas, foi criada a Bruxaria da Depressão, a princípio apenas um canal para rir. Bobagem, eu sei. Depois descobri o poder da comunicação, descobri como as pessoas levavam aquilo a sério e me pareceu perfeito para trazer estudos. Então a Oficina das Bruxas nasceu. Pessoas foram, pessoas vieram. Algumas ficaram no meu coração, outras não.

Nessa época eu conheci meu parceiro, uma pessoa que me deu toda força e apoio que eu jamais imaginei. Eu nunca pensei em ter alguém comigo, e pelos péssimos exemplos que vemos por aí, também não fazia muita questão. Agradeço imensamente aos Deuses por ele ter aparecido na minha vida.

Daí em diante uma avalanche de informações surgiram, uma avalanche de pessoas apareceram pedindo ajuda. Descobri que a magia estava em tudo, às vezes “muito fantasiada”, às vezes simples, às vezes escancarada. Eu ouvia a magia, estudava e respondia. Elas seguiam seu caminho. Eu ainda tinha medo da coisa toda, enfrentei o dilema do medo, dos deuses, da deusa, do deus. Das religiões. Entendi que o mal está nas pessoas, não num ser específico. Se eu tenho uma faca eu posso usar para cortar alimentos ou machucar pessoas. Entendi que a magia é exatamente assim.

Entendi que somos pessoas, que cada um tem seu caminho, que ninguém pode dizer uma Verdade Incontestável. Descobri que jogar Tarot está além de cobrar ou não. Muitas pessoas eu não cobro, eu sei que não precisa. Outras eu cobro sim. Passei por muita coisa até chegar a isso. Ouvi pessoas, vozes, a Deusa. Entendi que a energia é algo muuuuuuuuuito particular, varia de pessoa para pessoa, que cada um tem sua forma de lidar e aprender. Tem pessoas que valorizam o ser humano simplesmente pelo fato de ele ser um ser vivo, tem outras que só valorizam seu trabalho se for cobrado, tem outras que só valorizam se for popular. É difícil e ainda estou aprendendo sobre isso. Aprendi a diferença entre ser boa e boba! Que tem muita gente sonsa e mentirosa sim! Que tem gente perdida e confusa! Que tem gente com medo aos montes…

Aprendi isso tudo quando resolvi me dar a chance de entender o que era “magia”.

Lembro quando minha mãe me viu jogando e disse que aquilo atrasaria minha vida. Continuei. Respeitei a opinião dela, mas continuei. Com o tempo ela viu que não era nada disso. Ela sabe hoje. Até compra umas velas pra mim e acende incensos em casa. Diz que traz bons ares. Meu pai não fala sobre isso. Entendo que ele tem o caminho e lições dele e acredito que ele sabe o mesmo. Respeitamos um ao outro. Sem piadinhas, sem ofensas.

Acredito ter sido muito abençoada, ainda com tantas pessoas falando mal do meu trabalho, hihihi. Sinceramente, isso não me importa. Cada vez que ajudo alguém num ritual, com o tarot (cobrado ou não), com algumas palavras, com um artigo… cada vez que leio ou escuto “Obrigada, me ajudou muito!”, toda minha caminhada brilha e sinto que vale e que valeu a pena.

Aprendo todo dia, não sou nenhuma mestra. Nunca disse isso, nem peço que digam. Não melhor, nem pior que ninguém.

Criei este blog para dividir minhas experiências, minha jornada, meus pontos de vista.

Aprendi com Sekhmet, hoje aprendo com Athena. Não sei amanhã.

Enfim…

O que eu gostaria de dizer é: cada um tem sua própria trilha, sua própria jornada. Contei só um pedacinho da minha. Sem muitos detalhes, senão lascou-se! HAHAAAHAH! É muita coisa, é muita gente, são muitas experiências!

Cada um aprende o que tem que aprender, basta abrir espaço, acreditar na sua voz interior. Não tenha medo, o que tiver que acontecer, vai acontecer na hora certa. Seja bruxaria, seja Wicca, seja xamanismo, seja budismo, seja lá o que for. Apenas peço respeito. Com você mesmo e com os outros. Somos diferentes. Não tem jeito, ninguém vai pensar igual a ninguém! Semelhante sim, igual não!

Vidas passadas? Virão se tiver que vir. Dons? Virão na hora certa. Amigos? Virá e ficará quem é de verdade. Família? São os que te amam e respeitam. Deuses? Existem sim, e para cada um será uma face diferente.

E é isso. Não acredito em ninguém que imponha uma verdade, que saia no tapa gritando, impondo, falando mal de alguém por pensar diferente. Eu tenho minha crença e cada um tem a sua.

Até a próxima!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

58 COMENTÁRIOS

  1. Meu deus, acabei de zerar Persona 3 e ainda nao to sabendo lidar com o final do jogo. ahhahah
    Mas to me descobrindo agora e já li todo seu artigo de como começar os estudos <3

  2. Oi Rosea, tudo bem?
    Lembro-me até hoje como descobri teu blog. Então lá vai:
    Tenho 10 anos e eu simplesmente só apaixonada pelo sobrenatural. Eu queria criar um grupo com as minhas “amigas” (depois explico pq as aspas) sobre isso. E eu queria uma foto para por no grupo. Joguei no google:Bruxas geeks (o nome do grupo).
    Entre os sites eu vi o seu post de como aprender a ser bruxo. Comecei a ler e me apaixonei!!! Por muita sorte eu moro com uma bruxa não assumida :Minha mãe! Agradeço muito pois ela nunca viu problema, nós trocamos feitiços uma com a outra!
    Vou explicar o pq das aspas na palavra amigas. Eu descobri que elas NUNCA foram minhas amigas! Só uma por mais orgulhosa e violenta que fosse era monha amiga. Mas ela se envolveu nim rolo e se desencamiou. Desculpa o textão só pra dizer: Muito obrigada por existir, por ser bruxa e PRINCIPALMENTE pelo blog. Muito mesmo!

  3. Oi, Raquel.
    Gosto muito da sua humildade, da sua postura.
    Na minha caminhada, eu encontrei pessoas muito falsas, fofoqueiras e que se achavam melhores que as outras, que se achavam donas da verdade. Até hoje não superei as coisas que elas fizeram comigo. Por isso, quando eu entrei no círculo de estudos que vc fez em 2014, eu ficava meio recolhida, não conversava muito, porque eu não queria me aproximar mais das pessoas na internet. Até que eu saí do círculo, pq achei melhor eu seguir sozinha. Só que esses tempos entrei de novo no grupo do Oficina no facebook, pq gosto muito e tem sido legal fazer parte.
    Obrigada pelos seus ensinamentos, pelas suas partilhas e pelo grupo. Vc tem uma postura muito rara.
    Bjos.

  4. Aah, (na minha caveça isso soa bem estranho, mas aqui vai!)

    Bem, acabei de ler esse seu textinho e acredito que, incrível, seria um bom adjetivo para ele. Moça, parabéns pelo seu trabalho, a senhorita parece ser uma pessoa maravilhosa!
    Eu n tenho mto costume de escrever em blogs, mas gostaria de dizer Obrigada por ter me ajudado, pq as vzes eu me sentia sozinha e perdida dentro dessa confusão que é ser de uma religião e ao mesmo tempo achar outras incríveis e maravilhosas. E quando eu li o seu texto foi algo do tipo “vc não é a única!!!”. Então, muito obrigada mesmo!!

  5. Eu gostava de falar com você, por e-mail ou skype, tem? é sobre um assunto especifico. Gostava de saber se me poderia ajudar. Se haveria alguma coisa que me podesse ajudar. Beijos.Obrigada

  6. Eu gostava de saber onde comprar o livro “Um feitiço por dia” e outros também. Estou em portugal e sou Portuguesa,É uma coisa que me desperta curiosidade. Envie-me para o e-mail. Obrigada

    • Analice, não pense em se iniciar.
      Pense primeiro em estudar, praticar, entender como a coisa toda funciona e acreditar na sua magia, nos seus deuses (se houver), e depois faça a iniciação. ok? Essa é minha recomendação 😀

      Beijokas e obrigada!

  7. A gente passa por cada coisa em nossas vidas. As vezes me pego pensando, porquê? Por que tanta maldade, por que tanta mentira, tanta inveja? Por que vi as coisas que vi e senti coisas que ninguém entendia? Por que quando precisei de alguém pra me socorrer tive que me virar sozinha? É tanta coisa .. Até hoje não tenho uma resposta concreta para todas elas e também não posso ficar presa a esse passado. Aliás, ninguém pode. É melhor pensar no que podemos fazer de melhor para nós e pro mundo em que vivemos.

    Bom, depois de TAAAAAANTA coisa ruim, finalmente a vida me recompensou rs Hoje vivo a magia, dentro e fora de mim. A magia está em todos os lugares. Encontrar alguém que te faz feliz é MAGICO. Superar coisas na vida que deram errado é na minha opinião MAGICO. Não é todo mundo que consegue. Independente da opinião dos outros, pra mim, somos seres iluminados, somos seres mágicos. E é mágico fazer parte desse mundo de magia e saber que a vida não é essa tão simples e limitada que nos foi apresentado.

    Faltam me as palavras para agradecer alguém muito especial que apareceu quando eu nem acreditava mais e me puxou daquele abismo e que graças aos Deuses tenho a imensa felicidade de viver ao lado.

    Também agradeço muuuuuuuito a você, que apareceu de uma forma inesperada. Eu não largo esse blog de jeito nenhum rs É completo, é verdadeiro. É aqui que aprendi e aprendo muito até hoje. Não nos abandone XD

    Meus infinitos agradecimentos por compartilhar sua sabedoria conosco.
    Parabéns por esse trabalho lindo. Uma vida linda para você!
    Que os Deuses te abençoem !

    • Poxa, Laine…. chorei aqui rs <3
      Eu que sou grata a todos que passam por aqui e deixam um sorriso, um carinho, e saem felizes com algo que pude ensinar.

      Fico feliz em ver que pensa como eu rs, o passado já foi, agora o que a gente pode fazer é aprender com ele e seguir cada dia melhor, não é?
      Boa jornada, querida!
      Um beijão!

  8. Rosea, estou literalmente engatinhando nesse caminho. Mas agradeço aos Deuses por terem colocado seu blog no meu caminho. Você, além de bruxa, é uma professora maravilhosa. Com sua sinceridade e sensibilidade, nos mostra que é possível encontrar o caminho a seguir. E pensando na frase: “a vida do professor continua nas de seus alunos”, posso dizer que você viverá eternamente! Muito obrigada!

  9. Saudações! Sua jornada valeu (e ainda está valendo) muito a pena! Me impulsionou a continuar neste caminho, e não só a min, mais aposto que a muitos outros! Beijinhos bruxescos!

  10. Muito legal a sua história! Estou passando por uma situação semelhante. Meu pai não aceita minha fé, mas é a que está no meu coração e pretendo me dedicar a ela, embora não tenha muito tempo para leituras no momento. E magia é estudo, sabedoria e responsabilidade. Legal sua história e poder compartilhar com outras pessoas que passam ou já estiveram em situação semelhante. Que todos possam se unir em um grande círculo de amor e amizade mostrando ao mundo a verdadeira religião da DEUSA.

  11. Obrigado, embora não tenha mais certeza de qual é o meu deus. Estou esperando algum trabalho para ter dinheiro para comprar um baralho de tarô. Não sei muito bem como funciona ainda, mas vou aprender. Existe algum livro que possa me ajuda?

  12. Oi. Encontrei seu site por acidente, mas esse post me fez ter coragem de comentar. Sou de uma família de testemunhos de jeovà e por acaso pretendo me desassociar da religião por certos princípios que vão contra o que sou e o que acho certo, tenho 18 anos recém completados e muito medo disso. Sempre me interessei por tudo que não conpreender de todo, magia estando no topo dessa lista. Agora, com toda a tensão de acreditar que deus me odiava e que queria me matar, ler o que você escreveu da-me esperanças de que eu possa aceitar-me um dia. Obrigado.

  13. Sempre passo por aqui para me inspirar. Rosea, obrigada pelas postagens pois conhecimento nunca é demais. Obrigada ainda por dividir seu universo e conhecimento conosco. Abençoada seja sempre!!!! Com carinho Regiane.

  14. Eu admiro voce rosea eu sou cristã mas mesmo assim nao julgo voce nem qualquer outra pessoa todos tem seu caminho acreditam nos deuses que acham correto acreditar, o seu trabalho aqui e lindo voce orienta cada pessoa com muita certeza doque diz eu que agradeço !

  15. Amei…Amei… Amei, acredito em tudo que vc falou e acredito tbm que vc escreveu para mim, amo muito tudo isso mas me sinto perdida. Adoro ler o que vc escreve e dessa fez, tenho certeza que foi para mim a parte em que vc falou que CADA UM TEM SUA PRÓPRIA TRILHA, SUA PRÓPRIA JORNADA. bjs

  16. Nem todo mundo é assim iluminado. Nem todo mundo dispõe da sabedoria de aprender e ajudar com tanta humildade. No meu caminho da magia já vi tanta coisa… Gente fantasiosa, gente mentirosa, gente que se crê superior, gente que expõe dom que não tem, que faz profecia do que não sente e não sabe.
    E aí quando a gente acha que tudo tá indo pro lado errado, a gente encontra esse blog. Encontra ajuda, ensinamentos (sim ninguém nunca vai saber tudo!), encontra sinceridade… E é quando você se sente próxima de uma pessoa que vc fala vez ou outra pelo FB e nada mais!!! Próxima porque bruxa puxa o saco uma da outra? Não,,, Próxima porque você sabe que essa pessoa emana luz e sentimentos verdadeiros.
    Aprecio muuuuito a tua fé na magia, sua sinceridade e simplicidade.
    Beijocas… Blessed be.

  17. Maravilhoso! Me vi em voce com a sua mocidade… Abençoada seja sempre, Rosea Bellator Bruxa linda, é uma honra ter cruzado o seu caminho.

  18. Excelente história! Uma história emocionante! Muito bom, você talvez um dia torne-se uma bruxa histórica, Rosea. Eu sou um espiritista solitário e só acredito e cultuo o Deus, e cultuo a face dos meus melhores amigos; Jeová, Olorum, Apolo, Eros e Tupã!
    Que o Deus e a Deusa te abençoem, Rosea. Tenha paz e luz na vida!

  19. Uma história breve, sei que há de ter muitos detalhes que não necessitam serem apresentados. Para quem encontrou o caminho na magia e ver algo de mágico em tudo assim como eu entende seu depoimento. Vamos em frente! Parabéns

  20. Acredito, Rosea, que antes de reencarnarmos nós escolhemos quais caminhos devemos percorrer em busca de uma melhoramnto nosso e de nosso semelhante. Não interessa em qual religião ou filosofia se caminhe. O importante é o aprendizado. E este, se leva ao longo de todas as encarnações. Dizem (espiritualistas e espíritas) que em algum tempo no futuro não havará mais religiões. Somente o bem e o amor.

  21. É muito interessante ver como voce deixa a sua essencia em tudo o que escreve. É incrível perceber como é mágico o querer saber, o querer descobrir. Afinal, foi assim que te achei. E ultimamente, coisas interessantíssimas acontecem para mim com uma naturalidade incível! O melhor exemplo: quando preciso de alguma orientação, eu penso: sei que a resposta virá. Peço a Deusa que me mostre o que pode ser revelado, peço a Hecate que tire o véu dos meus olhos ou então chamo por Freya e peço para que a magia se faça dentro de mim. E geralmente, algo me cutuca pra dar uma checadinha no círculo de estudos e lá estão, as cartas da Rosea com resposta ás 20.00 hrs! Tiro as minhas cartas, com o meu baralhinho e até hoje, só uma vez o resultado foi diferente. E mais uma vez eu repito: Muito, muito obrigada Rosea e Ana!

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here