“Entenda o que é energia como funciona.”

por Peregrina dos Mundos

Este seria o prometido artigo sobre psicometria. No entanto, enquanto o escrevia (sairá logo!), percebi que seria preciso falar um pouco sobre energia. Energia é aquilo que nos move e nos dá força. Aqui, entenderemos energia como uma “força vital” que está em tudo, pessoas, animais, plantas, pedras e até em objetos inanimados que se envolvem com a energia daqueles que o utilizam.

Energia - foto Rosea Bellator

Como já dissemos,  a energia nunca é boa ou má, depende das nossas intenções, ou seja, das informações com que carregamos a energia ao nosso redor. Essas informações não alteram a energia em si, e sim sua frequência de onda. Recebemos energia nos alimentos, na água que bebemos, no ar que respiramos e no contato com a Terra (planeta). Quando nossa energia está equilibrada, nos sentimos bem física e emocionalmente, estamos saudáveis e nosso humor fica mais equilibrado. Existem duas formas da energia de alguém ficar desequilibrada, por excesso de energia (tudo que é excesso, sobra…) ou por falta de energia, como no caso da energia da pessoa ser drenada ou gasta de forma mais intensa, deixando-a enfraquecida. Para trabalhar a psicometria com segurança, precisamos da nossa energia em equilíbrio, nem a mais e nem a menos, e que essa energia esteja em movimento para que não se estagne, causando transtornos.

– Sinais de falta de energia: cansaço excessivo[bb] (maior que o de costume para a pessoa e para a atividade que fez); frio constante / pés e mãos frios (como dissemos nos textos anteriores, sempre que um local esfria de repente, a energia está sendo drenada); emoções paralisadoras (medo, falta de confiança, insegurança, desesperança, tristeza, desânimo até para fazer atividades que gosta, desespero) sem motivos aparentes e que se mantém por semanas; sono excessivo mesmo dormindo o suficiente ou mais; necessidade de alimentos pesados, gordurosos ou com muito açúcar; dores e sintomas físicos que não têm fundo orgânico (ou seja, em exames clínicos e laboratoriais, o paciente parece estar bem); acidentes e quedas frequentes; relacionamentos frios e distanciados sem motivo; o sujeito sente que sua vida não flui mesmo que se esforce, como se a vida estivesse estagnada (isso é uma defesa, a pessoa “retrai” a energia que lhe resta para que não seja perdida ou drenada. No entanto, isso é uma faca de dois gumes, pois ao retrair-se, se defende como pode mas também deixa de movimentar sua energia).

Sinais de excesso de energia: insônia, ou sono agitado, intermitente e com sonhos conturbados; dificuldade de concentração, agitação externa ou interna (maior que o normal da pessoa), podendo chegar a hiperatividade; fala mais alto e mais depressa do que costumava; passa a agir de forma impulsiva e imprudente; ansiedade e irritação; pressão arterial elevada, palpitações cardíacas e alterações de apetite (sempre sem fundo orgânico, procure seu médico antes de chegar a conclusões!); suor excessivo; relações conturbadas e com tendência a entrar em conflito com os outros mais facilmente, mesmo que “sem querer”; mudanças bruscas de humor sem motivo.

Orientações para manter sua energia equilibrada:

– Tempo de sono adequado, de boa qualidade e em horário apropriado (dormir antes da 01 hora da madrugada e acordar no máximo às 10 hs, pois nosso organismo está regulado aos ciclos da terra, dormindo fora desses horários alguns hormônios e substâncias fundamentais, liberados durante o sono, deixam de ser liberados ou são liberados em quantidade inferior à necessária).

– Durante a noite, dormir com o quarto em escuridão completa (também devido a liberações de hormônios, que ficam prejudicadas com a luz).

– Se sentir necessidade, pode cochilar após o almoço por, no máximo, 15 minutos.

– Alimentação equilibrada e o mais natural possível, evitando alimentos prontos, enlatados e embutidos. Dê preferência às frutas e vegetais, ingira doses apropriadas de proteína (carnes, laticínios, ovos, soja, amendoim…), fibras e de energéticos (arroz, batata, massas, pão…).

– Beber muita água. 1 litro para cada 30kg de peso corporal (assim, quem pesa por volta de 60kg deve tomar 2 litros de água por dia).

– Evitar o consumo excessivo de álcool, cigarro[bb] , cafeína e outras substâncias nocivas.

– Fique atento aos seus sonhos, visões e intuições, ou mesmo às “coincidências” do dia a dia. Quanto maior nosso foco nesses fenômenos, mais frequentes e precisos eles serão, pois a mente compreende que está tudo bem em manifestar essas habilidades.

– Permita-se um tempo para meditar e mentalizar harmonia, amor, felicidade… Mesmo que apenas poucos minutos.

– Conviva com a natureza. Mesmo em grandes cidades existem os parques, praias e bosques. Frequente-os, de preferência fora daquele horário em que estão muito cheios e barulhentos. A natureza é algo vivo e que se relaciona muito com a gente quando permitimos. Na natureza há um balanço, um equilíbrio especial, mesmo quando há destruição e catástrofes, tudo tende ao equilíbrio. Permita que a natureza te envolva e aprenda com seus ciclos!

Sorrisos são boas fontes de energia. Foto: Rosea Bellator.
Um sorriso é um ótimo gerador de energia. Foto: Rosea Bellator.

Medindo a energia de pessoas

Antes da parte prática deste artigo, gostaria de ensinar a vocês um método simples para verificar como está a energia de uma pessoa. Observar os sinais de excesso e falta pode dar boas pistas, mas este método costuma ser bem certeiro, pois mede o nosso biorritmo. Fique em um lugar com espaço, para não bater em nada e se machucar caso caia. Levante os braços, deixando as palmas das mãos viradas para dentro (uma palma voltada para a outra). Os braços ficam paralelos, portanto as mãos não se tocam. Feche os olhos e jogue a cabeça para trás. Só isso.

– Se a pessoa pender para frente, a energia está equilibrada, ou não há desequilíbrios dignos de nota.

– Caso penda para os lados ou se nada acontecer, há um leve desequilíbrio, provavelmente causado por estresse, doenças pouco graves ou apenas pelo contato com pessoas, objetos ou lugares com energia mais densa. Siga as orientações acima de equilíbrio de energia, tome um bom banho de purificação (aqui no blog tem alguns) e você ficará melhor.

– Caso a pessoa tenha um impulso para trás, para baixo ou ainda no caso de quedas e desmaios (sim, há este risco, por isso pedi um espaço livre), há um grave bloqueio energético, seja por causas naturais (doenças graves, quadros severos de estresse ou depressão, privação muito prolongada de água, comida ou sono, etc.) ou causas “sobrenaturais” (ataques astrais, influência de seres mal intencionados, etc.). Faça banhos de purificação, siga as orientações acima e faça uma limpeza energética na casa com incenso, infusões de ervas e usando a psicometria.

Exercícios práticos

Gostaria que vocês treinassem os exercícios[bb] que vou ensinar todos os dias, pelo menos por alguns minutos. Poucos minutos de prática todos os dias dão mais resultados do que 3 horas de prática uma vez e depois nunca mais… Essa prática facilitará o trabalho com psicometria, acredito que, quando nos propomos a estudar bruxaria, o estudo de energias e a prática são fundamentais para o nosso bom desenvolvimento.

1-      Feche os olhos e concentre-se. Sinta que seu corpo está preenchido de força vital: sua energia. Concentre-se em diferentes partes do seu corpo, começando nos pés e subindo até a cabeça. Perceba cada parte através da intenção clara em sua mente e da visualização. Como está a energia? Nos seres humanos e nos mamíferos em geral, grande parte da energia vital se concentra na cabeça, coluna vertebral e no tronco (região do sistema nervoso central e das vísceras). Tente movimentá-la. Leve sua energia para suas mãos, para os joelhos, para os pés… Se estiver com alguma dor ou problema de saúde[bb] , concentre a energia no local machucado para auxiliar na cura.

2-      Vamos “pendular” a nossa energia! Fique de pé e concentre-se. Respire fundo e, cada vez que inspirar, veja a energia subir dos pés para a cabeça. Quando expirar, visualize e sinta sua energia descendo para os pés. Pode ser que a energia não suba ou desça completamente na primeira tentativa, mas insista. Quando há bloqueios em alguma área do corpo, isso pode ser indício de algum problema físico ou simbólico (por exemplo, um bloqueio no estômago pode indicar problemas digestivos ou mesmo problemas para “digerir” ideias, emoções, acontecimentos…). Pendule sua energia todos os dias, este é um ótimo jeito de mantê-la em movimento, evitando a estagnação e promovendo saúde.

3-      As palmas das nossas mãos têm chakras[bb] (centros de energia). Elas são um dos nossos principais canais para absorver ou liberar energia. Preste atenção a elas. Visualize um pouco de energia saindo por suas palmas e brinque um pouco com ela. Estique, aperte, molde-a numa bola, sinta a temperatura… Quando terminar o exercício, coloque as mãos no seu abdômen, para que o corpo reabsorva sua energia. Caso esteja bem de saúde e com a energia equilibrada, talvez você queira doar um pouco de energia a outra pessoa, a um espírito, uma planta ou animalzinho. Basta tocá-lo e permitir que a bola de energia vá.

4-      Sente-se ou deite-se confortavelmente. Feche os olhos e concentre-se. Visualize sua energia se expandir até ficar maior que o seu corpo. Se estiver conseguindo, você sentirá como se o seu corpo estivesse “crescendo” ou balançando. Enquanto a energia estiver ampliada, é como se tudo o que a envolvesse fizesse parte de você (pode ser que tenha visões ou intuições sobre elas). O exercício de crescer também é útil sempre que precisar ser notado e se colocar em evidência. Da mesma forma, quando não quiser que o ambiente te afete ou se não quiser ser notado, recolha toda sua energia para dentro de seu corpo.

Para finalizar o assunto, vamos conversar sobre a energia de objetos e de lugares. Os objetos recebem energia de seus donos ou de quem os utiliza. É possível energizá-los tocando-os e deixando que nossa energia os envolva. Sempre coloque intenções claras na energização. Por exemplo, você pode energizar um pingente com informações de proteção, paz, saúde, etc. Objetos de cristal ou pedra são ótimos para isso. Sobre os metais, a prata costuma dar bons resultados nesse processo. Lembre-se que a energização precisa ser renovada de tempos em tempos.

Os lugares também têm suas energias. O que é feito num lugar deixa uma marca. Por exemplo, em locais onde aconteceram crimes e atos de muita violência, a energia do local passa a ser marcada pelo acontecimento, podendo causar mal estar e até perturbações. Da mesma forma, em bibliotecas, por exemplo, a energia costuma favorecer o estudo e a aprendizagem, pois muitas pessoas com essas intenções frequentam o lugar. Onde queremos chegar com isso? Na sua casa. Fique muito atento ao que acontece nela. Evite que brigas e violências aconteçam dentro de casa. Evite ameaças e a discussão de problemas que não são pertinentes a quem vive lá. Mantenha a energia da casa equilibrada. Para isso, além das nossas atitudes, é importante manter o local limpo e arrumado, para que a energia circule sem bloqueios. Garanta também boa luminosidade natural e abra as janelas para a casa arejar. Se possível, tenha plantas e animais (bem cuidados), como foi dito, a natureza tem seu equilíbrio e ajuda a energia a se renovar. A técnica oriental do Feng Shui traz mais dados sobre este assunto e sobre como harmonizar nossos espaços.

Para terminar, lembre-se da ética. Tudo o que fazemos tem consequência, mesmo que aparentemente nossas atitudes não sejam concretas, elas afetam a realidade em que vivemos. Mantenha o equilíbrio e tenha sempre consciência disso.

Peregrina dos Mundos
Contato: peregrinadosmundos@gmail.com

Outros Artigos da Autora:
– Contato com espíritos
– Viagem ao Mundo dos “Mortos” – Falando sobre Espíritos

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

7 COMENTÁRIOS

  1. Oi querida Rosea!!!!Ando me sentindo sem energia pelo que vc comentou, sinto muito frio, mãos e pés gelados, e amo dança circular, e vou todas as quartas -feiras para dançar, mas ultimamente me sinto desanimada, se chover então…aí que não vou mesmo….amo dançar na lua cheia, crescente e nova, mas nem isso estou fazendo mais…o que vc acha que devo fazer? tem algum chazinho ou banho que possa elevar minha energia e me animar novamente?
    beijos
    blessed be
    Dani

  2. Adoro esse blog, Rosea muito grata por essa dedicação e por compartilhar tanto, já aprendi muito com vc e espero sempre aprender ainda mais, bjocas e muita luz.

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here