Conselho das Bruxas: aprenda sobre as palavras: Saber, Ousar, Querer e Calar! Estes são as maiores conselho mágicos que você pode aprender! Venha ver comigo o que cada um deles ensina, o que significam e como usar!

Conselho das Bruxas para Todos: Saber, Ousar, Querer e Calar.
Conselho das Bruxas para Todos: Saber, Ousar, Querer e Calar. Foto: Rosea Bellator.

Vai um conselho mágico aí?

Conselho 1: Saber

Não tem jeito, o primeiro conselho sempre será  SABER[bb]. Esse saber envolve várias coisas, entre elas: conheça a si mesmo e conheça o que você quer (nesta caso, a bruxaria, conheça-a primeiro antes de querer se aprofundar. Veja se é realmente o que você quer). Devemos saber o que fazer, quando fazer, porque fazer e também o que não fazer, quando não fazer e porque não fazer! Entenda o que você quer realizar! Quais seus motivos? (aí voltamos para o “conheça a si mesmo”). Saber ser específico. Afinal, quem não sabe nada sobre algo deve fazer o que primeiro? Buscar o saber!

Conselho 2: Ousar

Olha que curioso: um dos conselhos é OUSAR, porque será? É a ousadia que nos torna tão únicos, é o que nos leva onde poucos foram. Ousar é tentar algo que você ainda não tentou, muitas vezes ousar é fazer coisas que você sequer sonhou! É preciso coragem para enfrentar o que virá, é preciso mudar tudo desde você mesmo até o seu redor, é ser responsável por tudo que fizer! Ouse!

Conselho 3: Querer

Não adianta ter o conhecimento (saber) e saber fazer (ousar) se você não tiver vontade (querer). Quantas pessoas inteligentíssimas e cheias de ideias maravilhosas vemos por aí e … e elas não estão nem aí para nada? Falta o QUERER para elas. Querer também é acreditar: quando queremos algo nós estamos visualizando algo que ainda não temos ou que não podemos ver. Acredite em si mesmo, acredite no seu poder, acredite na força que nos rodeia (seja deus, deus, deuses, universo, ou como preferir chamar). O querer é algo complexo porque ele não se move sozinho! Ninguém simplesmente consegue algo porque quis! Alguém conseguiu o que queria porque quis, acreditou em si mesma, ousou, usou toda sua sabedoria. Consegue perceber?

Conselho 4: Calar

Aí depois de entender tudo isso aprenda a CALAR. Não se cale para uma denúncia, não se cale para acabar com o que lhe incomoda, não se cale na hora de ajudar ou ensinar alguém. Cale-se, torne-se um túmulo, quando for para falar de sua vida, o que você fez ou deixa de fazer, não conte suas alegrias e planos para qualquer um. Não abra a boca para falar de algo que você espera que aconteça de bom com você! Espere acontecer e verão! Aí não terão como invejar-lhe e acabar com tudo. E digo mais: faz parte de um covén? Bico fechado! Não fale do que fazem, como fazem, do que você acha dos membros do grupo, etc. Cada covén tem suas regras, o que é o caos para um é a doce harmonia para o outro. Aliás, procure não falar dos rituais e magias que faz, principalmente para quem não é bruxo! Sempre terá alguém que confiamos e vamos sim conversar sobre tudo o que acabei de dizer para nos calar, mas aprenda que certas coisas vão para o túmulo com você. Calar[bb] na maior parte das vezes é proteger-se.

Achou difícil?

Mas é isso aí pessoal. Falo aqui abertamente de muitos assuntos, porém eu também tenho meus segredos que talvez algum dia passarei para alguém que eu acredite que mereça. Sim, existem algumas coisas que não é todo mundo, abertamente, que deve ficar sabendo. Que tipo de coisas? Bom, somente você, detentor do conhecimento saberá dizer. Acha que todos temos o direito de saber? Pois bem, concordo! Apenas lembre que antes do direito tem o dever: estude, se esforce, mergulhe na magia que um dia terá o direito de saber de muita coisa que hoje parece apenas uma mancha negra. Todo conhecimento (seja qual for a área) se ganha através de esforço, não de um mero “eu quero”.

Quer saber como estudar? Veja neste artigo – é só clicar: A Pressa e A Magia.

E no fim das contas vemos que o mistério é realmente o maior conselho e a maior arma da bruxaria!

Esse texto foi inspirados nas palavras de Eliphas Lévi.

Bons ventos a todos!

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

25 COMENTÁRIOS

  1. Estar. QUERER-paixão, o que me move. Ser-quem e como sou. AMAR-onde estou, o que sou e o que movo. Manifestar-como fala, ou calando. COMPREENDER-e aceitar. TRANSFORMAR-e sentir as ramificações. Vejo esses processos como essenciais no meu crescer, (relacionando com os chakras) e de aprendizado de qualquer magia em mim!

      • Vim de uma cidade longe para trabalhar em um lugar onde não tenho amigos, nem parentes. Conheci uma pessoas que entrou na minha vida e fui me apaixonando por ele. Brigamos várias vezes e voltamos. Tenho sentido forças negativas e venho fazendo orações. Ele é de uma zona rural e é muito ignorante. Estou super magoada e não sei se é certo querer estar novamente com ele. Ele sempre me maltratou muito, e no outro dia liga como se não tivesse feito nada. Mas não sei o que acontece que sempre voltamos e prometemos coisas maravilhosas um para o outro. No outro dia foi como se o ontem não tivesse existido.
        Dói minha carne Rosea, dói meu espírito e eu não sei mais o que fazer.
        Descobri você e notei o quanto é sensata. Espero não estar errando novamente.
        Me perdoe, obrigada. Lúcia Dias

  2. Perfeito!
    Estou lendo Dogma e Ritual de Alta Magia do Eliphas Lévi, e justamente quando chego nesta parte me deparo com seu post me explicando o que não havia entendido por completo. Aproveitar e falar que amo a Oficina. Sério, aprendi muito aqui e espero continuar aprendendo mais e mais. Finalmente encontrei o meu caminho, e agora é só me dedicar e estudar, estudar, estudar e praticar. Só tenho a agradecer.
    Bjokas =D

  3. Parabéns pelas sábias palavras não imagina o quanto me auxiliaram e consequentemente me incentivou a querer aprender cada vez mais!!! Abraços!! Faby.

  4. Olá Rosea. Excelente post esse, aliás, tudo que vc escreve é ótimo. Com relação ao artigo proposto, o Conselho 4 é muitíssimo importante, ñ estou de forma alguma desmerecendo os demais conselhos, pois devemos nos calar sim, penso que na maioria das vezes nós somos os únicos culpados pela nossa queda, pois ñ ficamos de matraca fechada, tiro isso por mim mesma, eu era, repito, ERA uma tagarela e contava meus planos, depois que sofri uma derrocada, NUNCA, repito, NUNCA mais abri a boca. Vida de bruxa ñ é somente magia, mas tbém de bom senso. Obrigada.
    Bjs e que a Deusa te proteja sempre.

  5. Amo ler seus escritos! Sempre passando tão bons fluidos, ideias, conselhos legais.
    Esse ponto do “calar”, é um ponto bom. Calar na hora certa, dar ao silencio a chance da escuta.
    Difícil mesmo é fazer algumas pessoas entenderem, que as vezes é melhor calar do que deixar as palavras sobrarem. Pois sim que sobram.
    Acho q se pode medir a maturidade de alguém por essa questão.

    O querer é mais oscilante né? Em uma etapa da vida queremos muito uma coisa… em outra, já é outra. E qdo se perde tudo, tem que começar a inventar outras coisas para voltar a querer. Se reinventar.
    :o)
    bju Rosea

  6. Realmente inspirador, eu sempre procurei sites envolvidos nesta área mas nunca encontrei nada de jeito. Mas este site mudou por completo a minha vida e gosto da maneira como falas das coisas,profundo e inspirador. Continua assim 🙂

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here