“Como conheci a Magia”!

Hoje vamos conhecer a história da Lexie! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

witchs_cauldron

 

Oiii, sou a Lexie Degaiih e sou de Portugal! Desde pequena que sempre tive ligações com um mundo totalmente diferente àqueles que viviam ao meu redor estavam habituados.

Aos seis anos, comecei a ter pesadelos que mais tarde se realizavam, normalmente dentro de 1-3 dias, acontecia exatamente o que eu tinha sonhado, e geralmente não era nada de bom. Também nessa altura comecei a ver pessoas que mais ninguém parecia ver. Tanto isso como a questão dos sonhos foram sustos enormes para os meus pais, uma vez que era apenas uma criança de seis anos. Aos onze anos, a juntar aos sonhos, passei a ter também maus pressentimentos. Uma sensação de aperto no coração e falta de ar e era certinho que nesse mesmo dia iria acontecer algo de mal. Nessa altura já não partilhava praticamente nada com os meus pais em relação a esses assuntos. Sempre acreditei em magia, no entanto, nascendo numa família de gente que temia a magia e tudo o que fosse relacionado a bruxas, a ideia que tinha da mesma não era a mais correta. Tinha medo. Durante uma grande fase da minha vida tive medo da magia e tive pânico dos espíritos, que várias vezes se manifestavam diante mim. As coisas mudaram um bocadinho á quase 2 anos quando numa péssima fase da minha vida, li num livro algo sobre a Wicca e decidi pesquisar. Apaixonei-me de imediato. Acreditava em tanta coisa, era a única religião que realmente me dizia algo, senti-me completamente encaixada em algo como nunca antes tinha sentido, compreendi que a magia não é uma coisa má, as pessoas é que o são e que é uma Arte que está ao alcance de qualquer um mas que não deve ser aprendida por qualquer um, mas sim por aqueles que a saibam utilizar sabiamente. Durante um ano investiguei e pesquisei e informei-me e no final de Maio do ano passado iniciei-me na Wicca e mais tarde comecei a realizar trabalhos simples, ainda sou iniciada, sei que ainda há muito que aprender e que a magia é uma aprendizagem constante, não tenho pressa, tenho toda uma vida para viver calmamente e ir aprendendo as coisas. Agora, não sei se isto tem algo a ver com a minha evolução espiritual ou não mas no que toca a espíritos as coisas foram evoluindo, continuo a conseguir vê-los, mas sinto que muito melhor que antes. Não consigo distinguir um espírito de uma pessoa normal sem ajuda, eu nunca sei quem está vivo e quem já se foi. Tenho 3 maneiras de saber que não estou sozinha: Sinto a presença, fecho os olhos e na minha mente vem-me um rosto ou simplesmente olho e vejo. No que toca a premonições, agora comecei a saber coisas. Não sei como, há coisas que me vêm á mente, de alguma forma, eu sei coisas, e depois bate tudo certo, eu consegui saber algo intimo da vida de um rapaz sem que ele me contasse nada, algo que só ele e a mãe dele sabiam e mais ninguém. A magia mudou-me muito, para melhor, e hoje sinto-me mais forte e feliz.”

– Lexie Degaiih

owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas! O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo tem medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

Beijokas!

Rosea Bellator

COMPARTILHE !
Artigo anteriorA Trilha: O Início do Aprendizado
Próximo artigoSexta-Feira 13
Bruxa natural, sem medo de botar a cara no Sol. Sacerdotisa de Sekhmet, com orgulho. Taróloga pra todas as horas. Escritora sem vergonha, fazer o que, né? Libriana sim, mas com ascendente em Aquário, dá licença!? Aqui a conversa é fluida, sem drama, sem segredos. Bem, segredinhos só na hora de bater o tambor cazamigas! Falou em magia, já to lá! #ÉnóisQueVoa!

6 COMENTÁRIOS

  1. Rosea n sou bruxo. E q as vezes eu tenho “flashs” me assusto pq apareço em um lugar diferente ou pq vejo um animal ou uma pessoa q n esta realmente ali. E depois do susto td some e volta ao normal. Como posso parar? Ou devo me acosrumar. Bjs de luz. Obrigado pelo espaço.

  2. É muito interessante estes relatos, fico impressionada como o paganismo/bruxaria está crescendo, quantas pessoas se identificando com o caminho dos antigos.

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.