Histórias e Artes! Duas coisas que nos movem, nos inspiram!

Hoje vamos conhecer a história da Mirian, do Gabriel, e um pouquinho da arte da Patrícia! Leia, veja que você não está sozinho! E caso ainda tenha medo da magia… pare com isso JÁ! Vamos lá?

conheci - chapéu de bruxa“Oi, me chamo Mirian, tenho 23 anos. Conheci a magia como a maioria das pessoas, por meio de historias de crianças, na infância tudo que sabemos sobre bruxas são os estereótipos dos desenhos animados e livros infantis. A questão é que bruxas sempre me fascinaram e desde meus 7 anos tudo que eu sempre quis era ser bruxa, sonhava com lugares mágicos e me perdia na imaginação me sentia leve e viva.

Venho de uma família ligada a coisas espirituais, minha avó era benzedeira e via espíritos, mas por sempre ser medrosa eu via raramente algum vulto, sempre senti presenças e algumas vezes tinha sonhos premonitórios. Aos poucos fui me esquecendo meio que por medo. Com treze anos passei a entender melhor as coisas e resolvi sair da “fantasia” da infância e comecei a pesquisar Deuses e Deusas das diversas mitologias (grega, nórdica, Inca, Maia…). Foi quando, por meio de um mangá, conheci o xamanismo, me interessei e comecei a pesquisar, fiquei fascinada, no entanto minha mãe é cristã, já sabem como se desenvolveu, né… Nada contra o cristianismo, assim como toda religião os humanos acabaram deturpando as interpretações e simplesmente não é pra mim, mas para agrada-la crismei na igreja católica claro que com a condição de, depois da crisma, eu escolheria meu próprio caminho espiritual.

Fiquei cerca de 3 anos sem rumo, totalmente perdida, com muita informação e pouca maturidade, então entrei na faculdade e conheci a filosofia em sua essência. Meu professor nos apresentou Nietzsche e sua famosa frase “God is dead”, por vários motivos me tornei ateísta por um bom tempo, mas ai as visões e sensações voltaram eu estava em uma região cheia de espiritualismo, a essência e a historia da antiga Vila Rica emanava espiritualidade e diversos tipos de energia e então aquele mangá de muito tempo atrás voltou pra minha Vida, me lembrei de tudo que havia aprendido, mesmo que fosse ficção foi o que atiçou a minha curiosidade e me levou ao meu caminho. Voltei a estudar magia, hoje sou budista, com algumas crenças indígenas, ainda não encontrei meu Deus(a), mas tenho grande afeto por Poseidon, ele sempre esteve presente na minha mente. Acredito em todos os Deuses e em todos as crônicas, e claro que escolhi meu caminho de acordo com o que me preenche, no entanto não significa que só existe um certo, afinal o universo é grande de mais pra existir apenas uma verdade. “

– Mirian

luaVenho de uma família totalmente conservadora e católica, nunca consegui acreditar em um Deus que tratasse sua ‘criação’ como servos/escravos. No começo me julgava ateu porém eu acreditava em divindades então conheci o satanismo e me identifiquei muito pregava muito do que eu acreditava, seguindo essa doutrina eu vivia uma vida de auto piedade e tristeza, sempre que algo de bom acontecia e me deixava feliz vinha um outro acontecimento que me deixava pior até que no começo desse ano tive uma briga(por motivos totalmente vaidosos) muito feia com um amigo muito importante esse foi meio que o estopim para minha ‘mudança’.

No dia 2 de Janeiro para não pensar na briga,  fui falar com uma amiga, confidente minha, que eu encontrei símbolos maçônicos em cidades pelas quais passei, como não entendia muito sobre isso fui pesquisar, encontrei falando sobre satanismo que foi minha pesquisa seguinte que me levou ao luciferianismo, no meio de um texto sobre os últimos temas encontrei a palavra ‘Wicca’, fiquei muito curioso quando descobri o que era eu tive certeza na hora que essa era a religião/doutrina certa pra mim agora acho que talvez seja muito cedo para dizer que sou bruxo (ou não), mas já me julgo um.

Essa certeza me mudou completamente,  eu era muito fofoqueiro e armava muitas intrigas, talvez seja por isso que minha vida era um inferno,  também me irritava facilmente,  agora que me alimento muito melhor, dou valor ao meu corpo, busco harmonia com a natureza e autoconhecimento através de meditações me sinto feliz e não me irrito tão facilmente, sinto que só com uma ajudinha do universo consigo reconquistar meu amigo, tenho fé de sobra só faltava no que acreditar. Essa é minha história.”

– Gabriel

lua
E esse foi o modo que a Patrícia Feitosa achou para homenagear aos deuses: arte!
desenho de patricia feitosa - tributo aos deuses 1
Arte de Patrícia Feitosa: Tributo aos Deuses
owl1 megla

Viu só? Cada um conhece o caminho da magia de um jeito! E você, como foi? Mande um e-mail pra Oficina das Bruxas! O e-mail é: oficinadasbruxas.odb@gmail.com .

Existem muitos bruxos solitários por aí que não entendem o que está acontecendo consigo mesmos, não entendem a situação ou mesmo têm medo – sua história de como tudo aconteceu pode ser o que falta para eles!

Quer ver outras histórias? Tem aqui: Histórias dos Leitores.

PESSOAL ATENÇÃO: aos que finalmente encontraram seu caminho com algum deus ou deusa, envie pra cá também! Como foi essa descoberta? O que você sentiu durante sua caminhada? Não tenha vergonha! Sua história pode ajudar outras pessoas!

Estou esperando o e-mail de vocês, ein!

Beijokas!

3 COMENTÁRIOS

  1. Obrigado Rosea por me dar essa oportunidade de ajudar/inspirar as pessoas e participar dessa majestosa coisa que e seu blog
    Gratidão e Blessed be !♥

  2. Esse foi o dom q os Deuses me deram, sei desenhar desde os 4 anos de idade, aprendi sozinha, minha mãe me conta q desde criança já rabiscava no chão com o dedo ou um pedaço de pau desenhos, e era o q mais gostava de fazer na minha infância e adolescência, então pq não homenagea-los? Logo qndo comecei a cultuar a Deusa Bastet, descobri q o dia consagrado a ela é logo no dia 15 de abril, dia do desenhista, isso tem mto significado para mim. Em breve farei outros e mandarei a vc Rósea, minha singela homenagem, carinho e amor aos Deuses que me abençoaram com mtos dons e habilidades.
    Cada um de nós somos abençoados com diversos dons por eles.
    Eu adoro ler as histórias e tbm as poesias aqui publicadas.
    Obrigada por sempre compartilhar Rósea!
    Gratidão!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.