Enfim, dia 21 de março vem chegando!

Que venha a passagem da natureza! Seja a passagem para o Outono, também conhecido como Mabon (Roda Sul), seja a passagem de Primavera, também conhecida como Ostara (Roda Norte), celebre a natureza e a energia que torna a girar!

Pois é, o mundo é redondo, é gigante, o Sol acaba  iluminando e  movimentando nossas estações de um jeito diferente,  por isso essas diferenças. Porém, vida é vida, celebre a vida em todas as suas formas!

A seguir, vamos ver algumas sugestões do que fazer nesses sabbaths!

Para quem vai comemorar a Passagem de Outono (Mabon)

Sabbath voltado para o resgate das forças internas, proteção, compreensão de que tudo um dia envelhece assim como as folhas caem das árvores

Artigos recomendados: Comemorações das Bruxas: Sabbaths (Pt.8) – Mabon, Feitiços e Meditação para a Passagem de Outono, Meditação de Outono – Trabalhando a Terra.

Banho

Num paninho seco e limpo, de qualquer cor, coloque algumas folhas de guiné, arruda, alguns cravos da índia e um pouquinho de manjericão. Amarre o saquinho com uma fitinha branca. Coloque 2 litros de água para ferver. Assim que começar, desligue o fogo e coloque o saquinho que você fez. Abafe. Aguarde 30 minutos ou mais, se quiser o banho mais morno.

Remova o saquinho e reserve. Tome seu banho higiênico primeiro. Depois, use o banho mágico, do pescoço para baixo. Visualize seu corpo ser limpo de todas as influências do medo, do pessimismo, da maldade… Em seguida,assim que terminar o banho, visualize seus chacras, sua energia limpa. Estão brilhando suavemente…

Volte para o saquinho. Coloque-o ao lado de uma vela branca e algum cristal verde ou vermelho. Peça proteção – seja aos seus deuses ou ao universo, você quem decide. Agradeça por mais essa passagem. Está feito.

Depois que a vela terminar de queimar, pode enterrar o saquinho, jogar os restos da vela no lixo e usar a pedra ou cristal normalmente.

Feitiço

Escreva o nome de cada pessoa que desejar ajudar (e o seu também) em uma vela roxa. Uma vela para cada pessoa. Uma dica: use palito de dente, da base para o pavio. Feito isso, faça um círculo com essas velas ao redor de uma vela branca, folhas de louro ou ramos de alecrim e uma ametista. Acenda todas as velas, não importa a ordem, mas deixe a branca por último. Diga, enquanto visualiza:

“O outono vem e traz a maturidade, traz a sabedoria. O outono vem e desmancha o ego, desmancha as guerras. Que (diga os nomes de cada pessoa, incluindo o seu) seja maduro, sábio. Que se dispa de todo ego cego, que seja limpo de todo ódio”.

Repita quantas vezes quiser, mas no mínimo de 3x.

Sugestão de Celebração

Comece reorganizando seu altar, deixando somente imagens e símbolos referentes à proteção, meditação, sabedoria e também o que tiver referente à ancestralidade, à maturidade. Velas brancas, laranjas, e lilás são bem vindas. Deixe uma imagem para representar o Ser, o Eu, o Universo como um todo, englobando toda vida. Prepare alguma música, se quiser pode dançar também. Comidas caseiras e bebidas naturais ou vinho são bem-vindas em qualquer celebração.

Converse com os deuses, com seus guardiões, com a natureza e o universo. Com quem você cultua. Escolha algo que realmente deseja que aconteça, tente não pedir muito, assim você foca em algo, evitando diluir a energia em muitas direções.

Medite e permita-se sentir a energia que você mesmo convidou para sua vida. Absorva essa manifestação.

Pode colocar fogo no caldeirão e queimar algumas ervas, como guiné (conexão e proteção astral), anis estrelado (intuição), casca de jurema (sabedoria, ancestralidade, intuição) entre outras, e celebrar. Ou pode também fazer uma fogueira, com o mesmo intuito, também queimando ervas.

Honre e celebre a sabedoria, a maturidade, que sim, vem com a velhice, com o passar da idade, quando o fogo da juventude vai caindo e a mente clareia. Você pode ter apenas 15 anos, mas a cada ano que passa, o outono passará em sua vida como na de todos, trazendo maturidade.  Celebre os seus ancestrais e agradeça por toda sabedoria, pela proteção.

Viva o Outono! Viva à passagem do Tempo, ao Amadurecimento!

Para quem vai comemorar a Passagem de Ostara (Primavera)

Sabbath voltado para a renovação da terra, para a paixão, o florescer da vida e dos corações

Artigos recomendados: Ritual de Ostara: É Hora de Florescer, Feitiços com Flores para Ostara, Comemorações das Bruxas: Sabbaths (Pt.4) – Ostara, Feitiços de Primavera: Proteção, Prosperidade, Amor e “Despertar”, Meditação da Primavera

Banho

Num paninho seco e limpo, de qualquer cor, coloque pétalas de flores, quantas quiser, mas tente ter pelo menos 3 tipos de flores diferentes. Amarre o saquinho com uma fitinha branca ou verde. Coloque 2 litros de água para ferver. Assim que começar, desligue o fogo e coloque o saquinho que você fez. Abafe. Aguarde 30 minutos ou mais, se quiser o banho mais morno.

Remova o saquinho e reserve. Tome seu banho higiênico primeiro. Depois, use o banho mágico, do pescoço para baixo. Visualize seu corpo ser coberto de flores e todo tipo de plantas, que cresce… cresce… até virar uma enorme árvore de raiz poderosa e firme! Levante os braços e diga “Eu Sou! Eu Uno! Eu Amo!”.

Volte para o saquinho. Coloque-o ao lado de uma vela rosa ou amarela e algum cristal translúcido. Peça amor e prosperidade geral, e depois foque em uma coisa que você esteja realmente precisando que prospere com amor.

Depois que a vela terminar de queimar, pode enterrar o saquinho, jogar os restos da vela no lixo e usar a pedra ou cristal normalmente.

Feitiço

Num vaso com apenas terra preta, coloque uma vela lilás sobre a terra. Assim que acender, coloque as mãos sobre a chama da vela e visualize essa terra ser fertilizada com grande poder da primavera que está chegando. Aproveite e visualize como se você plantasse nessa terra algo que gostaria que crescesse, como um amor, prosperidade em alguma coisa, enfim, mas escolha uma coisa só.

Fique aí o máximo que puder… e quando terminar a visualização, apenas saia e deixe a vela terminar de queimar. Quando terminar, jogue os restos da cera no lixo e no lugar da vela, plante sementes de flores. Cubra e regue. Com carinho. Com delicadeza. Cante, visualize, celebre. Agradeça à primavera que chega com força, renovando o espírito e a terra. Está feito.

Cuide sempre dessa plantinha. Refaça, se quiser, na próxima entrada de primavera.

Sugestão de Celebração

Comece reorganizando seu altar, deixando somente imagens e símbolos referentes à fertilidade, à terra, às flores, a vida que nasce, à cura e à paixão. Velas brancas, verdes e rosas são bem vindas. Deixe uma imagem para representar o Ser, o Eu, o Universo como um todo, englobando toda vida. Prepare alguma música, se quiser pode dançar também. Comidas caseiras e bebidas naturais ou vinho são bem-vindas em qualquer celebração.

Converse com os deuses, com seus guardiões, com a natureza e o universo. Com quem você cultua. Escolha algo que realmente deseja que aconteça, tente não pedir muito, assim você foca em algo, evitando diluir a energia em muitas direções.

Medite e permita-se sentir a energia que você mesmo convidou para sua vida. Absorva essa manifestação.

Pode colocar fogo no caldeirão e queimar algumas ervas, como pétalas de rosas (amor), canela (amor, paixão, sucesso), pétalas de margarida (alegria), manjericão (proteção e amor), entre outras, e celebrar. Ou pode também fazer uma fogueira, com o mesmo intuito, também queimando ervas.

Honre e celebre  o nascimento, tudo que floreia. Celebre a paixão, que revela carinho e amor. Celebre a terra fértil, celebre a vida que está dando continuidade a mais um ciclo. Tente não esquecer que não é só os seres humanos que precisam se renovar e evoluir. Todos os seres vivos, incluindo os seres astrais, todos nós buscamos a renovação e a evolução. Conecte-se com toda a teia da vida, deixe o ego e permita que sua energia sinta o todo.

Viva a Primavera! Viva o florescer da terra!

E é isso pessoal. O que vale é a celebração, é a unificação com a natureza, é o alinhamento das energias com seu guardião astral, com seus deuses, com o universo! Celebre! Sem preguiça, ein!

Que assim seja!

Autor: Rosea Bellator
E-mail: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

Atenção: A reprodução parcial ou total deste texto é proibida e protegida pela lei do direito autoral nº 9610 de 19 de fevereiro de 1998. Proíbe a reprodução ou divulgação com fins comerciais ou não, em qualquer meio de comunicação, inclusive na internet, sem prévia consulta e aprovação do autor. 

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

8 COMENTÁRIOS

  1. Oi amiga , esse será meu primeiro Mabon e sei que será especial para mim pois é tudo o que venho buscando ultimamente : sabedoria e maturidade . Acreditar que as mudanças são bem vindas mesmo as que parecem difíceis a principio . São muitas as lições que nós as bruxas devemos aprender ….. as vezes parecem provações …. mais tenhamos fé na Deusa e em nós mesmas . Obrigada amiga por sempre dividir sua sabedoria conosco .

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.