Os cantos podem ser recitados em rituais, feitiços ou em cultos. Hoje vamos ver cantos às deusas e forças da noite. Exemplo: vou fazer um ritual para Nut, posso usar esses cantos. Vou fazer um feitiço com a ajuda das forças da noite, posso usar esses cantos.

Fiquem à vontade para cantá-los ou apenas recitar no ritmo que desejar e tornar seus ritos mais profundos. Peço apenas que não repita-os de forma vazia, apenas da boca pra fora esperando “recompensa” porque isso não vai acontecer, mas que saiba o que diz, em cada verso. Use todos ou apenas um deles, faça como preferir.

Viva às deusas e forças da Noite!

William-Adolphe_Bouguereau_(1825-1905)_-_La_Nuit_(1883) - Cantos às Deusas & Forças da Noite

William-Adolphe  Bouguereau – La Nuit (1883)

Canto I

Noite, tu que és tão esperada pelos amantes
Tu que é tão misteriosa
E tão perfumada!
Coberta de Estrelas
Espalha teus véus sobre nossas almas
Mostra o que é a magia
Nos permita sentir no âmago
O poder Interior
Noite, tu que és tão bela
Não nos deixe dormir sem sonhos
Venha trazer o trono da Lua
Que nos guia na tua escuridão
Seja Bem-Vinda!

Canto II

Nut, deusa formosa da Noite Antiga
Aquela do corpo estrelado
do Manto Sagrado
Senhora de Grande Reino Escuro
Que governa os sonhos de multidões
Que dá aconchego ao amor
Também mantenedora dos Segredos
Da Vida e da Morte
Nut, mostre-me minha estrela
Minha sina
Mostre-me o caminho, a saída
Sustenta minha vontade
Proteja minha magia
Ajude-me a caminhar
Eu agradeço!

Canto III

Acordem, Antigas Irmãs Sacerdotisas!
Acorde Poder Infinito da Noite!
Hoje é dia de Magia!
Saúdo todas as Graças
Saúdo toda alma abençoada
Ergo o véu dos Mistérios
Convido meus Ancestrais
Que o Caldeirão seja aceso
Que seu fogo nos dê energia!
Aproveitemos e oremos
Pois a Noite começa agora
Que se iniciem os ritos e festivais!

Canto IV

Vestida de Negro
Ornada por pequenos pontos de Luz
Nyx vem voando logo após o por do Sol
Venha, deusa fabulosa
Seduza-nos com teus encantos!
Faça brotar desejo no Amor quando teus véus nos cobrirem
Faça os sonhos crescerem quando vermos teus brilhos
Nyx, Senhora da Noite, tão bela que és!
Quantos Guerreiros fantasiaram a teus pés?
Quantos poetas perderam o norte?
Tu sabes o que nos reserva a sorte?
Bela deusa, tão serena!
És Grandiosa, misteriosa e plena!
Eu te peço, seja meu zênite
Nem que seja somente esta noite!

Canto V

Abençoada seja a tua energia
Protegidos sejam os mistérios Antigos
Celebro teu trabalho de renovar o ciclo
O Ciclo infinito da Vida e da Morte
Aquela que todos necessitam
Eu te convido, Noite!
Venha para minha morada
Encha-nos de Sonhos
Nutra nossa alma com sono perfeito
E se assim tiver que ser
Que venham as visões proféticas
Sejam nos teus vastos véus
Sejam nos sonhos mais profundos
Que o corpo sinta
Que a alma reaja
Que a mente não sossegue
Tu que tens tantos nomes
Lar de tantas deusas
Testemunha de tantos andarilhos
Cede à mim um espacinho também
Despeço-me agora
Vou viajar no teu mar escuro
Encontrar com meu segundo Mundo
Inconsciente
Rumo ao novo dia
Até o próximo encontro, espero
Enquanto vou cuidando da magia com esmero

Desejo uma noite mágica a todos! Até a próxima!

Rosea Bellator
Email: oficinadasbruxas.odb@gmail.com

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links: