O que é uma bruxa urbana? Bem, eu, como um bruxa urbana, vou te contar um pouco do meu dia a dia e um pouco sobre vários bruxos e bruxas que conheço. Não é só você que vive em um apartamento, sem jardim, sem uma praia, sem o mar, sem uma cachoeira. Não é só você que tem filhos pra buscar na escolinha, não é só você que não tem um mestre ou um amigo para seguir a Arte. E isso não te impede EM NADA de bruxear!

Vamos conhecer a Bruxa Urbana!

Esta sou eu, bobona, dentro da loja Americanas procurando fantasia para o Halloween! É isso aí, não moro em floresta, moro na selva de pedra, SOU BRUXA URBANA! Foto: Danilo Santucci,
Esta sou eu, bobona, dentro da loja Americanas procurando fantasia para o Halloween! É isso aí, não moro em floresta, moro na selva de pedra, SOU BRUXA URBANA! Foto: Danilo Santucci,

Começando do começo: o que é uma bruxa urbana?

Bruxa urbana é aquela pessoa que vive numa cidade, longe das florestas, da natureza. É aquela pessoa que literalmente vive numa cidade como a grande São Paulo, numa cidade “urbanizada demais”, com “gente demais”, com “concreto demais”, “carros demais”. Não são nenhum coitados, pois tem acesso à muitas coisas mais fácil por meio de lojas ou mesmo a internet (cidades do interior também tem internet, mas é sempre mais complicado encontrar as coisas, bem como livros etc).

Vou contar meu dia a dia como bruxa urbana.

Acordo, corro para me arrumar para o trabalho. São cerca de 1h30 para chegar no escritório. Vou lendo algo no ônibus, desde livros de romance até os meus queridos de bruxaria. Onde  trabalho é um local bonito, logo ao lado tem a praia, mas não tenho tempo para passear, afinal, estou lá para trabalhar. Tenho apenas 1 hora de almoço, e por aqui o valor do prato é exorbitante! Enfim, faço o que posso. Às 18h estou livre do trabalho, mas preciso correr parar chegar às 19h na faculdade. Não, não tenho um tempinho para nada. Normalmente às 22h saio da faculdade e lá se vão mais 1h30 para chegar na minha casa. É isso aí, chego em casa lá pelas 00h. Ao invés de ir correndo dormir, sei que se não fizer um esforço nunca terei nada que quero. Pego meus livros e vou ler. Analiso e anoto algo para praticar num fim de semana.

Chega o final de semana. O que faço? Vejo minhas anotações e pratico algo, faço algum feitiço. Não posso passar o final de semana fazendo isso, pois tenho outros deveres como os trabalhos da faculdade. Tenho cursos on-line para fazer. Quero sair, passear também. Isso quando não acontece algum imprevisto! Ah sim, e tenho que escrever os artigos para o blog e ajeitar o página da Oficina das Bruxas no Facebook. Sem contar as consultas de tarot, as ajudas que dou para várias pessoas, como conselhos, indicações de feitiços e muito mais. Não tenho problemas em dar uma ajuda a quem me pede, mas que fique claro que não é só uma ou duas pessoas, são VÁRIAS e isso leva tempo, um bom tempo (estou contando aqui as pessoas no e-mail e no Facebook).

Então eu só faço magia aos finais de semana? Claro que não! Mas como fazer isso quando se trabalha e faz faculdade a semana toda? Ora, quando queremos damos um jeito e não invetamos desculpas. Quantas e quantas vezes houve algum sabbath ou esbbath e eu fiquei até tarde numa quarta-feira? Tudo na vida é assim. Você quer, você dá um jeito. Quando não queremos tudo vira obstáculo. A sua rotina é pesada?  A minha também. A rotina de toda bruxa urbana é.

Tenho amigos e amigas que trabalham até dia de sábado, alguns que trabalham por turno, outros tem filhos… e dão conta! Mas como isso? Eles tem superpoderes? Não, eles tem força de vontade. Separam um tempo para si, mesmo que somente 30 minutinhos.

“Ah Rosea, você não tem filhos, então é fácil pra você falar!”

Se você pensa assim é porque você faz parte da parcela egoísta que acha que o mundo deve girar ao seu redor e coloca seu filho como obstáculo para tudo. Já fui em um coven uma vez a pouco tempo e vi uma família levando os filhos! Já conversei também com várias pessoas e elas me contaram: esperam os filhos dormirem para fazerem seus rituais. Esperam os filhos irem para a creche/escola para botar sua vida mágica em dia. Já vi pessoas sem braço ou perna dando um jeito. Já vi inúmeros tipos de situação. Já vi (e vivo também) a pessoa não ter onde comemorar mesmo tendo uma praia ao lado de cada por causa de bandidos na rua. Simplesmente comemora-se em casa. Pode não ter o mesmo glamour, a mesma beleza… mas me diga: de que adianta sair de casa para fazer magia na rua sendo que você vai estar com medo e parando toda hora com medo de bandidos? Sim, nós também estamos vulneráveis, nós somos humanos acima de qualquer “status”.

Ser bruxa urbana é saber que não vive numa bela floresta da Irlanda ou do Canadá mas ainda assim dá um jeito, usa a força de vontade para transformar a própria vida do jeito que ensina o caminho da bruxaria. Qualquer um pode fazer isso, basta fé e força. Ser bruxa urbana não nos faz menos nem mais que um bruxo que mora coladinho a uma floresta!

À toda bruxa urbana, meus cumprimentos! Sei como é difícil, ainda mais que a maioria é bruxa solitária. À toda bruxa próxima da natureza, peço que valorizem onde moram e propaguem ainda mais a magia.

Oh sim, não existe somente bruxa urbana, existe também bruxo urbano e a rotina é a mesma. Quando falo no texto Bruxa urbana me refiro à pessoas no geral 🙂

Que todos nós sejamos abençoados!

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto e imagens é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros posts? Clique nos seguintes links:

29 COMENTÁRIOS

  1. Parabéns Rosea por toda a sua dedicação, sempre postando novidades no blog,toda semana postar seus videos no canal com seu humor e simplicidade para explicar a arte , sem mimi haha adoro, e sem falar de todas as vezes que te mandei e-mail vc responde,confesso que na primeira vez que mandei pensei, vishi garanto que ela não vai me responder, enfim te desejo muitas energias positivas a você e toda oficina das bruxas e que vocês continuem ajudando toda essa bruxarada,obrigada <3

  2. Rosea, você me dá forças todos os dias e me inspira muito também.
    Eu assim como você sou uma bruxa urbana, mas nas férias vou à casa da minha vó, que é em uma fazenda perto de alguns rios e com algumas florestas.
    Te admiro muito, e obrigada.
    Blessed be

  3. Rosea cifras importa gostaria de fazer 3 perguntas 1) é eu queria saber se eu posso continuar indo à igreja mas fazendo bruxaria? 2) você acredita em Deus? 3) é que eu sou médium e eu queria saber se isso piora ou melhora em alguma coisa.

    • oie!
      Ai ai rs
      1 bruxaria não é religião, então tenha a religião que quiser, mas saiba que a igreja condena a bruxaria. 2 Nele e Nela. 3. O estudo da bruxaria vai te ajudar maior direcionamento com sua mediunidade. 😀

  4. Muitíssimo obrigado Rosea Bellator.
    Ótimo blog!
    Obrigado pela resposta sobre minha pergunta, é sempre bom ter a opinião de alguém mais experiente, creio estar no caminho certo.

  5. Muito bom e Parabéns, afinal a força é a mola que nos move de todas as formas. Força e foco a todos que te seguem! Adorei a foto. Bjocas Bruxescas!

  6. Rósea, leio bastante seu blog e desde já quero agradecer por compartilhar seus conhecimentos conosco, não sou bruxo, conheci o tarot através da minha esposa que admirava as cartas e não era taróloga, apenas gostava.
    Certo dia ela comprou as cartas e eu resolvi dar uma olhada, comecei a estudar e acabei me identificando muito com o tarot depois de te-lo estudado. Comecei a tirar as cartas pra ela mesmo e também pra outras pessoas e sempre deu certo. Eu não conhecia até então, vamos dizer assim, algo realmente concreto sobre o sobrenatural. Com as leituras de tarot é pura magia. Consigo realizar leituras muito proveitosas. É muito interessante…
    Não me considero tarólogo, pois tenho que me aprofundar muito mais ainda nas cartas, mas aprendi muito, e pra terminar, eu tenho um pouco de receio de ser um tarólogo sem conhecer nada sobre magia. Só leio as cartas quando minha esposa pede e pra mim de vez em quAndo….apesar de ora e outra apenas estuda-las.
    Queria me aprofundar mais na magia, mas em minha cidade por ser pequena, não há muita coisa a respeito nem covens de wicanos o que vc me diz sobre isso? Tem problema ler o tarot pras pessoas sem conhecer nada sobre outras magias? Eu leio o tarot sobre uma mesa com pedras, incenso, taça com água,cristais, tudo certo mas isso é tudo que eu sei…mesmo assim consigo leituras muito boas…mas eu querendo me aprofundar mais neste caminho me sinto um pouco perdido, pois não há ninguém pra me ensinar.
    Obg!

    • Rafael, não precisa ficar preocupado.
      Continue seus estudos com o tarot, independente da magia. SE QUISER unir a magia ao tarot, legal, mas não é obrigação, ok?
      Aqui no blog também tem vários estudos sobre o tarot e alguns feitiços que envolvem magia + tarot.
      Quanto a coven… não se preocupe com isso também. É legal ter pessoas que estudam a magia também conosco, mas isso não é obrigatório e não é todo mundo que curte ou consegue se desenvolver.

  7. Achei seu texto muito legal, nós mulheres modernas somos assim mesmo, tbm levanto cedo, levo filho para escola, preparo aulas, pego filho na escola, dou almoço e corra para ministrar aulas até as 11 da noite, faço um curso de terapias alternativas no domingo e leio depois das 23h30… quando finalmente a casa se aquieta. Até o meio do ano ainda fazia pós graduação… mas sinceramente que graça teria a vida sem correria! Adoro ler seus textos! Beijos encantados!

  8. Ótimo post, motivador, eu moro em São Paulo e a rotina nas grandes cidades são estressantes e tudo pode ser motivo para autopiedade. Mas com força de vontade seguimos em frente, procuro utilizar cada mínimo sinal que a natureza proporciona para me reconectar… seja nas nuvens, no vento, plantas em seus vasos e estrelas que surgem de um céu cinzento, afinal a determinação de cada dia é o que pode nos construir enquanto aqueles que lidam com a Arte!

  9. Olá Rosea. Prá começar amei a foto!! Igual a vc e muitas de nós, eu tbém moro na selva de pedra, em apartamento, somos as bruxas modernas, trabalho (vou e volto de metrô, ñ levo 1h30, o trajeto é algo em torno de 30 min), faço facul à noite, leio meus livros “bruxescos”, faço meus rituais na mata, no Alto da Boa Vista (moro na Tijuca) ou quando preciso do elemento água vou até a praia da Barra da Tijuca e… cuido da minha filha! É Rosea… eu tenho uma filha, mesmo tendo uma vida corrida, ñ deixo de ler e praticar a minha amada e doce bruxaria! É só organizar a agenda q tudo se encaixa..
    Grande Sacerdotisa Rosea, bjs e que a Deusa te abençoe sempre, sempre, sempre…
    **************************************************************************************************************

  10. Sei como é isso! Levo tbm 1h30 para chegar ao trabalho, saio da facul as 22:30 e chego em casa somente 1 hora depois. Acordo muito cedo durante a semana. É uma vida corrida e puxada… Eu gosto de pegar o carro e ir atras de lugares que tenha verde. Meditação sempre, livros o tempo todo! Ja cheguei a tirar notas baixas porque ao invés de estudar, fiquei lendo sobre bruxaria. É uma vida corrida e complicada, mas o resultado que temos, vale a pena toda essa correria!

  11. Adorei !! sua força de vontade é contagiante, parabéns
    Moro na cidade e tenho uma vida super corrida (emprego, casa, marido, faculdade, e ainda estamos planejando um bebe), e aprendi que quanto menos tempo se tem, mais tempo se acha, é só ter vontade.
    Bjão e obrigada pelo incentivo. !

  12. Amei!!! rsrs realmente a vida não é fácil pra ninguém! E concordo plenamente com vc, qdo não estamos muito envolvidos, seja la com o que for(bruxaria, pessoas, trabalho, cuidar dos filhos, etc), tudo vira uma justificativa para não o fazer. Claro que muitas vezes a gente tem que fazer menos do que gostaria, seja la na área que for´, pois a final, o dia so tem 24 horas, e pelo menos 4 delas temos que dormir. hehehe
    Vou te contar algo engraçado que fiz. Meu edifício tem um pequeno canteiro na frente, e um dia fui la colocar algo de um feitiço, no meio das plantas. Mas esqueci completamente que à uma semana e pouco atras, haviam instalado câmeras ao redor do prédio, nas entradas elevadores, etc. Que miiiiiiiico! So me lembrei qdo peguei o elevador de volta pra casa.
    E sim, minhas bruxarias faço qdo minha filha ja esta dormindo. Para os rituais, tem que ter mais espaço, então faço na minha sala, e prendo meus 6 gatos na cozinha enqto isso…enfim. Falta providenciar uma planta grande para colocar aqui, e poder enterrar certas coisinhas. rsrsrs
    Rio De Janeiro é violento demais, não da p comemorar nada fora de casa. Agora com as multas para quem joga lixo fora das caçambas, nada de “despachar” feitiços nos parques, ou areia da praia. Enfim, as coisas realmente não são fáceis, mas a gente exercita a criatividade! E acaba tudo dando certo. hehehe
    bj Rosea!!!
    Blessed Be!
    _/_

  13. Nossa, te admiro! Tua rotina é mais puxada que a minha…e a tua dedicação na atualização diária do blog e do grupo me encantam.Parabéns! Eu também trabalho fora, tenho uma filha de 8 anos e trabalho à noite fazendo encomendas de quitutes veganos…É cansativo, mas trabalho de moto, gasto no dia menos de 30 minutos de deslocamento e tenho parques bem pertinho de casa, além do jardim do condomínio com cantar de pássaros logo cedo. Eu já tentava aproveitar nem que fossem 15 minutinhos por dia com um chá, refletindo e energizando,tirando as cartas, mas com tudo o que tenho disponível, posso me dedicar mais e com mais prazer. Beijos, uma ótima semana! Adoro nosso encontro aqui no blog todas as manhãs, teus textos são sempre inspiradores.

  14. Bem, primeiro quero falar da foto, super fashion.
    Segundo, que eu não sou uma bruxa urbana, mas também me encaixo em algumas coisas que descreveu.
    Terceiro, que você consegue ser inspiração até em seus momentos mais difíceis, que dirá nos fáceis.
    Te admiro, querida.
    Só tenho a te agradecer pelo blog, seus ensinamentos e dicas.
    Que a Deusa continue a te dar muita força e fé pra continuar.

DEIXAR RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here