Certamente você já assistiu, se não, assista já! Vamos analisar o filme : Jovens Bruxas!

Você deve estar pensando: mas que bobagem!

Não meus caros, não é bobagem e nem somente para entretenimento, proponho esta análise para reflexão. Vamos começar?

jovens bruxas - the craft

Título Original do Filme: The Craft (Filme no Brasil: Jovens Bruxas), 1996

Sinopse: Uma jovem se muda de São Francisco para Los Angeles para começar uma nova vida. Lá conhece três alunas do colégio onde estuda que se dedicam ao ocultismo e à magia (tanto que têm a fama de bruxas entre seus colegas). Quando as quatro fazem amizade e começam a praticar magia juntas, desencadeiam um poder que foge do controle, gerando trágicas conseqüências (Fonte: Imdb).

Antes de mostrar os pontos, vamos ter em mente que:

  • O filme fala sobre bruxaria sim, wicca pra ser específica, mas não mencionam o nome;
  • Tem sensacionalismo: TEM, mas alguém estudou bastante para escrever o script;
  • Ensina coisas interessantes e verdadeiras;
  • E por último e não menos importante: mostra uma realidade comportamental INCRÍVEL.

Agora peço que tente se lembrar do filme ou assista-o assim que terminar de ler esse artigo. Vamos analisar sem uma ordem específica, ok?

1 – O filme fala sobre um tipo de magia conhecida chamada Glamoury: O que é mentira/exagero: não mudamos literalmente a forma física, como a personagem muda os cabelos, olhos e rosto. O que é verdade/fato: glamoury nos faz atraentes, belos, é como uma ilusão que nos dá maior carisma e auto-confiança. 

filme jovens bruxas - personagens
Para você que não assistiu ou faz tempo que assistiu o filme: estas são as personagens, sendo a Sarah a principal.

2 – O comportamento de Nancy (a bruxa que perde o controle do poder): O que é mentira/exagero: não adianta querer imitá-la, você não vai sair voando e com super poderes capazes de arremessar alguém de uma janela. O que é verdade/fato: sim, ganhamos poderes na bruxaria e isso pode fazer algumas pessoas se sentirem grandes e poderosas esquecendo a família, amigos e causar desgraça na vida dos outros. É o que chamamos de guerra de egos, se você é bruxo já conhece isso (infelizmente).

3 – Quanto ao comportamento zombeteiro, narcisista e os desejos das outras duas (Bonnie e Rochelle) depois de conseguirem o que queria também não é novidade. Acontece muito disso.

4 – Toda vez que elas fazem uma magia, ficam repetindo as palavras – isso é um mantra. O que é mentira/exagero: mantra não te dá os super poderes. O que é verdade/fato: o mantra deve ser repetido, em toda magia é usado, seja em forma de música, em pensamento ou voz alta.

5 – A magia que fazem a personagem Rochelle levitar: bobagem.

6 – No início do filme a personagem Sarah foge de um mendigo que insiste em ir atrás dela para falar algo. Ela e as amigas atravessam a rua e ele é atropelado. Elas conversam e todas confessam que pensaram “Quero que ele seja atropelado”: O que é mentira/exagero: impossível dizer. O que é verdade/fato: a união de pensamentos de pessoas ligadas ou não tem grande poder podendo sim causar uma catástrofe do tipo.

7 – O filme mostra as pessoas ao redor, como os outros alunos, tratando-as mal apenas por terem escolhido esse caminho, ser bruxa. O que é mentira/exagero: nada. O que é verdade/fato: quem decidiu mostrar quem é para os outros sabe o que é isso… piadinhas de mal gosto aqui, gente achando que você vendeu a alma ali, e isso sem contar os deboches, tentativas de conversão ou exorcismo e maus tratos porque você não segue a religião/crença/filosofia da maioria. Isso não acontece somente na bruxaria… infelizmente.

8 – A loja belíssima de esoterismo e aquela vendedora gente boa. O que é mentira/exagero: a parte que ela leva a Sarah para seu altar secreto e acende todas as velas de uma vez e todo aquele poder… puro exagero. O que é verdade/fato: lojas esotéricas e vendedores que são de fato bruxos e nos ajudam com problemas de ataques mágicos e outros problemas  é algo que acontece normalmente. Nem todo vendedor esotérico é charlatão e vende porcarias.

9 – O punhal/adaga que usam apontando no pescoço uma da outra no momento de juramento na floresta chama-se athame e não é usado para machucar.

10 – As palavras que usam no juramento (para abrir o coven) são sobre total amor e confiança uma nas outras: isso é verdade, importante e essencial para as bruxas.

11 – No começo as meninas precisavam de uma quarta pessoa para fazer um círculo. Conhecemos esse círculo como coven. Não é necessário exatamente 4 pessoas para formar um coven, mas o filme até acerta quando separa as personagens em 4 elementos/4 direções (que usamos muito na magia). Dependendo[bb] de como será o círculo, dependendo de como se usará a magia e os fins/objetivos é necessária e até limitada a quantidade de pessoas. Não é exatamente uma mentira ou verdade.

filme jovens bruxas
Com o coven completo, essa é a cena do feitiço que cada uma pede uma coisa – e a principal pede que o rapaz seja louco de amor por ela.

12 – Sim, diversos covens terminam como terminou o coven das personagens: 1 maluco se achando um deus e outros maria-vai-com-as-outras e 1 sendo acusado de qualquer coisa, mas nunca vi nem ouvi/li relatos de mortes ou coisas do tipo.

13 – A magia que Sarah faz para impedir Nancy de causar mal aos outros e a ela mesma – o que é mentira/exagero: Nancy simplesmente sabe (sem ninguém lhe contar e de um dia para o outro) que a magia foi feita e desfaz – uma magia que podemos chamar de “magia branca ou magia de defesa”. O que é verdade/fato: a magia existe e funciona: Pegar uma foto da pessoa, enrolar numa fita branca e citar o mantra”(Nome da pessoa), te impeço de causar o mal aos outros e a si mesmo”.

14 – A vendedora diz: que quando um feitiço é feito um dia ele retorna a quem fez três vezes mais forte – isto é conhecido entre os Wiccanos como Lei Tríplice, ou Lei do Retorno que não precisa ser exatamente 3x. Aqui nem preciso falar muito, basta dizer que é uma verdade/fato pois já diziam os ditados populares “Aqui se faz, aqui se paga” e “Colhemos o que plantamos”.

15 – A vendedora diz também que a magia não é negra nem branca, que a magia vem de dentro! Pura verdade/fato! Como eu já disse várias vezes aqui a magia é energia e vem de nós, vem da natureza. A natureza (nem nós) é do mal ou do bem, portanto a magia será feita baseada na vontade do momento: você deseja o mal ou o bem em seus feitiços?

16 – Mais uma a vez a vendedora! Quando[bb] Sarah pede ajuda com o feitiço de amor que fez para o rapaz da sala de aula  (lembrando que ela pediu que o cara ficasse louco por ela) a vendedora diz: “Isso não é possível. Você consegue encerrar uma comporta depois de aberta?” Eu acredito que há sim como reverter, mas vai dar um trabalhão e não conheço muitas pessoas dispostas a se arriscar… (observação: comporta é uma barragem de água)

17 – O ritual da praia existe, mas não é feito exatamente daquela forma por motivos óbvios (ou seja, para ninguém querer copiar).

18 – Quem é o tal Manon que Nancy adora tanto e invoca para dentro de si? No filme é dito que esta é uma entidade/divindade que representa a natureza, mas nós bruxos sabemos que não há exatamente um nome que damos para a natureza (natureza é natureza, oras!). No máximo representamos a natureza com Gaia ou algum deus do tipo, mas Manon não. E… bom, vimos até aqui que o filme não é aleatório, ou seja, não foi feito sem algum estudo… Temos aqui algumas teorias: Teoria 1 – o que se diz por vários lugares é que é um nome fictício. Foi criado para impedir que as famosas cabecinhas de vento invocassem e resultasse em uma catástrofe – dizem que quem afirmou isso foi uma sacerdotisa que ficou como consultora do filme, seu nome seria Pat Devin e teria até mesmo iniciado uma das atrizes ao término das gravações. Teoria 2 – Manon é um nome bem parecido com Mamon[bb], demônio descrito na bíblia como a avareza, a riqueza, ou literalmente “dinheiro” (bom, a personagem ficou rica e maluca mais do era… quem sabe não era mais ou menos isso que o diretor/roteirista quis dizer?). Teoria 3 – Manon poderia ser Mananan, deus gaélico dos mares, o que explicaria ter aparecido aqueles animais marinhos mortos na praia depois da invocação que as bruxas fazem. Nancy diz ser um presente… e não está de todo errada: se você fosse da era medieval e a comida viesse sem você precisar ir ao mar buscar  (ato perigosíssimo sem os equipamentos de hoje) certamente seria um presente, mas nos dias de hoje seria somente uma demonstração de poder/manifestação de Manon para as bruxas e um desperdício de vidas dos animais.

19 – O que eu acho: Acredito na Teoria 1, não por inocência ou por ser bruxa, mas falando como alguém que gosta de cinema bem feito (para a época é sim bem feito!):  acredito sim que a sacerdotisa que ficou como consultora tentou fazer algo próximo da realidade mas ao mesmo tempo fictício para poder impedir confusões ou coisa pior.

Após o estouro do filme, diversas pessoas tentaram copiar os feitiços e invocações do tal Manon, muitas procuraram saber sobre a bruxaria e até hoje há quem assista e se interesse de verdade ou apenas por curiosidade (falo isso devido não somente ao que podemos ler na internet, mas pelo número de pessoas que me perguntam sobre).

Aí fica a reflexão que eu queria propor: usar a magia e descobrir nossos dons é legal e útil, nos faz evoluir, mas… vale a pena deixar isso “subir pra cabeça” e esquecer a moral, os amigos, a família…?

Agora falando sem analisar? Eu gostei do filme! Assisti no fim de semana[bb] com meu namorado e fiquei falando o que era bobagem e o que era real pra ele! Hahaha! Muto bom rever um filme de quando eu era criança e achava que nada daquilo existia! Assistam, assim como esse existem outros filmes que valem a pena comparar o real com a pura bobagem Hollywoodiana! Boa sessão pipoca pra vocês! Em breve novas análises!

Rosea Bellator

ATENÇÃO: A reprodução parcial ou total deste texto é PROIBIDA e protegida por LEI. Para usar este texto entre em contato com a autora.

Quer ver outros artigos? Clique nos links abaixo:

58 COMENTÁRIOS

  1. Já tinha visto esse post, ai assisti esse filme ontem a noite, é bom mesmo! No filme quando a Sara resolveu sair do circulo a Nancy disse que antigamente quando uma bruxa saia do circulo as outras matavam ela, isso é verdade?

    • Bianca, se faziam ou não de fato, eu não sei e nem temos registro.
      Mas, até faz muito sentido.
      Imagine: Inquisição. Pessoas que acusavam outras injustamente apenas para condenar à morte.
      Se uma pessoa sai do seu círculo secreto… bem, você logo imagina que ela vai te dedurar.
      rs

  2. Rosea! me tire uma dúvida por favor, pois preciso urgente dessa resposta, sobre esse negocio da foto, usando uma fita branca, tem que ser fita de adesivo ou de pano?? e onde colocar após a foto estar toda enrolada com a fita… ? agradeço desde já! amo seu blog e seus videos. <3

  3. No item 10, explica o “pacto de sangue”, misturado ao vinho quando elas bebiam com as irmãs… não existe isso de unir o sangue das manas do coven na wicca, não é? É que eu discordo um pouco disto, não sei bem por quê, mas acho perigoso selar pactos com sangue. E será que o tal Manon não era Cerninnos ou Deus Cornífero? E sobre o Glamour, não seria sem o “y” no final, ou posso falar das duas formas?

    • Dany, isso varia de coven pra coven. 🙂
      Bem, como dito pela própria produção do filme, a divindade foi inventada, mas pode ter se inspirado em Cernunnos, porque não?
      E sim, pode falar das duas formas srsr

  4. Eu acabei de assitir o filme, simplesmente adorei sua analise e pela pouca leitura e estudo Wicca que tenho consegui analisar certos pontos como o realçe da lei tríplice, dos valores e regras de respeito mútuo não só para quem está no coven mas com todas as pessoas. O que mais gostei do filme foi o equilíbrio do verdadeiro e do fictício e dos visuais das jovens bruxas

  5. imagina só , se cristo existiu e sabia como utilizar as leis universais pra realizar milagres ,se a gente chegar a um “nivel ” cristo de conhecimento magico talvez a gente ande sobre as aguas ,afinal somos a imagem e semelhança de uma força maior que não tem limites ,então porque não acreditar que é possivel ? ….. boa analise do filme rosea

  6. estou gostando demais de suas explicações sobre tudo que tenho lido relacionado a bruxas ou wicca, sou leiga nesses assuntos, vi esse filme a cena que me chamou atenção foi uma delas andando sobre as Aguas…imagina se isso é possivel, NUNCA!

    andar sobre as aguas já demais…

  7. Ja vi esse filme centenas de vezes, é ao mesmo tempo engraçado, educativo, e pratico, vai direto ao ponto, o que acredito na questão de levitar, que voce falou que é bobagem, acredito que seja uma coisa dificil de ser conseguida mas não impossivel vemos varios fatos comprovarem isto, como jesus ter andado sobre as aguas com testemunhas oculares deste fato e disse que bastaria a fe para fazer o mesmo, e varios outros casos até de santos da igreja catolica terem conseguido, na verdade seria isso segundo as crenças espiritas numa manifestação espiritual, nas qual o levitador é um medium, um meio e o espirito o eleva atraves de fluidos energeticos, nas primeiras decadas do seculo 1800 houve Os fenômenos de Hydesville, e as Mesas Girantes, mesas que ficavam suspensas no ar sem que ninguem pudesse saber qual força as suspendia, alem de maifestações fisicas até de levitações humanas, ainda os fenomenos de materializações de espriritos que tem até registros fotograficos como no caso do estudo do Sir William Crookes, fora os estudos parapisicologicos sobre a telesinese e poltergisters que com um pouco de pesquisa voce encontra varios e varios casos documentados e ate gravados em video, os que forem buscar alem dos estreitos horizontes das religiões serão recompensados com conhecimentos enriquecedores e até superiores, o universo é vastissimo infinito em possibilidades e a mente é a suprema co-criadora da realidade, assim como é em cima assim é embaixo, assim na terra como no ceu amem.

  8. Esse filme realmente é muito bacana. Fiquei muito interessada no aprendizado da magia e adorei os seus comentários. Espero que possa me ajudar, estou amando o blog.

  9. Concordo! O feitiço que está no filme é quase que identico ao que está no livro, ” o livro da bruxa ou a feiticeira de évora” só que são nescessárias cinco operadores, as palavras do livro são exatamante a seguintes: (não encontrei isso na internet!)

    Para fazer subir um homem ao ar e andar nas alturas 24 minutos sem lhe acontecer mal algum

    Deita-se um homem estendido no chão, depois ponham-se dois homens aos pés e outros dois á cabeceira. Feito isso, digam as palavras seguintes, principando por um e acabando por outros:

    1º pessoa – Aqui cheira a corpo morto
    2º pessoa – pesado como um chumbo
    3º pessoa – Leve como uma pena.
    4º pessoa – Levanta-te na hora de Deus

    No fim de ditas as palavras acima mencionadas, apontai-lhe com os dedos, que ele logo sobe ao ar, tal como um pássaro; no fim de 30 minutos, cai ao chao sem lhe acontecer mal algum.

    Este segredo foi descoberto por Lucifer, o Principe do inferno.

    Este livro é muito antigo provavelmente foi daí que tiraram o roteiro para a magia que está no filme, (se funciona não sei) só repassei a informação como está no livro.

    Há muitos bruxas e bruxos naturais que não acreditam em magias desse nível, mas com o estudo de espiritismo, e paranormalidade, telesinese é real! ademais Jesus andou sobre as águas ou não? e disse a pedro que afundava, homem de pequena fé por que duvidastes? basta abrir a mente e acreditar, tive um amigo que fazia esse tipo de coisa e me mostrou várias coisas que acreditava impossível.

    E no caso das borboletas que aparecem na cena do ritual da floresta, elas aparecem e desaparecem pra mim o tempo todo como do nada, várias vezes entraram no meu quarto e sumiram não sei como, uma vez vi um gato me esperando a noite na porta de casa, tentei segui-lo e chama-lo ele parou na escuridão me olhou como chamais esquecerei e depois sumiu na escuridão, contei pra minha mãe e ela ficou muito assustada e me disse que não havia gatos pretos pela vizinhança.

    São coisas que para muitos são só histórias mas para os verdadeiros magos e bruxas da natureza são muito normais, assisti ao filme quando era adolescente, e foi ele que me inspirou a buscar esse caminho, ja fui feiticiceiro, wicca, espirita, ouço vozes, sinto incorporo e vejo espiritos, hoje em dia só estudo mesmo, estou buscando aprender mais.

  10. adorei relembrar e estudar sobre o que e real ou não nesse filme queria muito poder me comunicar com vc.
    pois ando estudando bastante sobre o assunto e queria conhecer alguem que me auxiliasse nesse grandioso caminho de aprendizado.
    bjuss

  11. Olá Rosea! Admiro bastante o seu trabalho, continue assim! Passei aqui pra complementar uma fala sua sobre o Deus “Manon”. Existe zim um Deus/Deusa chamado(a) ” Mano”. Ele vem de una religião chamada Xamanismo Sami, da área da Escandinávia, na verdade os Samis são algo tipo “índios da Escandinávia”. Dai gerada a religião Sami. O Deus/Deusa Mano, é cultuado(a) como deidade feminina e personificação da Lua. Que tem vários nomes como, Manno, Aske ou Manna.. E é uma deidade pagã! Como diz no filme, não tem bem ou mal, é o que vc atrai. Bjs, espero ter ajudado

  12. Oi queria saber mais, queria conselhos,, Sou espírita…Sou apaixonada pela bruxaria, desde pequena estudo sobre assunto…Me dedico bastante a natureza e acredito no que ela pode fazer por nós…Tenho vontade de entrar para a bruxaria… mas não queria ser uma aprendiz solitária. Queria pedir diretamente sua ajuda.. Seu trabalho é maravilhoso rosea eu te admiro muito, parabéns. Entre em contato comigo.

    • Oi Geovana!
      Entendo como se sente, mas fique tranquila!
      a bruxaria não é uma seita onde se você entrar uma vez estará “amarrada” ssrsrsr
      Eu não posso me comprometer a ensinar ninguém diretamente, alias, não sei como consigo escrever no blog todo dia AHAHAAH
      Mas prometo responder as perguntas, conforme aparecerem, como respondo a todos aqui.
      Se quiser, tenho um e-mail e pode enviar o que quiser lá:
      oficinadasbruxas.odb@gmail.com
      Aconselho que estude esse blog do começo. Há recomendações de livro, dlownload, artigos esclarecendo muitas dúvidas FOCADO SEMPRE em pessoas leigas, iniciantes e solitários.
      Seja bem-vinda!

  13. Adoro esse filme, sempre adorei e realmente tudo o que vc disse fez muito sentido!!!
    Já tinha percebido alguns fatores reais no filme, mas você me mostrou muito mais!!!
    Vou ter que assisti-lo novamente esse final de semana! 😀

  14. Olá Rosea,então,tbm assisti esse filme quando criança e revendo a pouco tempo depois de entender mais sobre magia,uma coisa me deixou intrigada…por que não usar a Deusa ou alguma referencia feminina e sim o “manon” uma figura masculina? o que vc acha .
    Beijos e amo seu blog entro todos os dias para ver os artigos =)

    • Oi Daniela!
      Vejo aí duas possibilidades!
      1 – talvez para não acreditarem que a deusa seja maligna (pense, se já acreditam que podemos levitar, imagine isso!)
      2 – e porque não poder uma figura masculina? A bruxaria não é exclusividade de mulher nem de entidades femininas 😉

  15. amo esse filme….ele é o X por ter despertado meu interesse sobre bruxaria, assisti ele com 12 amos de idade, e ainda lembro das cenas, gosto muito da magia que Sarah faz para impedir Nancy de causar mal aos outros e a ela mesma. simplesmente essa cena, não sai da minha mente…..

    amo esse filme e recomendo, rosea, trazendo sempre bons conteúdos para nós!

  16. Amo este filme. assisti há 12 anos atrás aproximadamente, amei a análise, vou ficar fã do teu trabalho hein? Sou Wiccano de nascimento, coração e prática, considerei o teu trabalho uma ferramenta fabulosa de aprendizado. Valeu!!!
    Ass: CM2.

  17. Oi Querida Rosea 🙂
    Também assisti em fita, eu tinha 12 anos na época e de brincadeira, com minha irmã, prima e amiga, tinhamos nosso círculo, mas sem encantos..era só uma brincadeira. Aos 15, sem querer, encontrei os outros 3 pontos verdadeiros e nos iniciamos numa floresta, quando eu nem lembrava mais do filme…Hoje sou a única que ainda pratica agradecimentos e limpezas, não faço mais feitiços, tenho uma ótima vida e tudo flui com muito amor. As outras seguiram suas vidas, nos vemos quase tda semana para um chá, mas sem falar nisso sabemos o caminho de cada uma fora da magia. Tenho uma dica de filme que adoro, quase com a minha idade e tbm é possível ver online: As Bruxas de Eastwick. Beijos, muita luz e ótima semana!

  18. Gostaria muito de saber o porque que quase nunca citam os homens como bruxos e sim como feiticeiros. Acredito que o mesmo fogo que arde no coração de uma mulher também arde no homem..
    Desde novo tenho uma sintonia muito grande com a grande mãe, e tento conhecer ao máximo a bruxaria, as vezes penso que trago esse sentimento de outras épocas, sera possível ocorrer isso.

    • Bom dia William!

      Meu querido, citamos sim os homens como bruxos, pelo menos aqui no blog cito sim – só você dar uma olhada nos textos rsrss Concordo plenamente que o fogo no coração de ambos é igual.
      Vou te explicar o que EU ACHO porque é citado mais bruxa do que bruxo:
      1 – inquisição: vc não ouvia falar que fulano morreu queimado, só mulheres. Daí nasce o mito que só mulher é bruxa.
      2 – realmente, goste ou não, tem muito mais mulheres! Pelo menos elas perguntam mais, participam mais e estão sempre trocando ideias… então fica mais fácil associar a ideia bruxas a mulheres. Infelizmente os homens se escondem bastante!

      Sobre seus sentimentos, eu não sei dizer se tive outras vidas, mas não é de hoje que escuto relatos como o seu, sobre achar que traz essa vontade de conhecer a bruxaria de outras vidas. Acredito que é bem provável sim! Já chegou a pesquisar sobre “vidas passadas”? Muita gente já me disse que fizeram regressão e viram coisas que explicam como são hoje. Acho que vale o risco.

      Beijokas!

  19. Olá!!
    Acompanho sempre tudo que posta por aqui e ADORO, me ajuda demais! 🙂

    Sobre o filme, foi ele que fez com que eu realmente procurasse a bruxaria/Wicca… Eu já tinha muito interesse, mas não sabia nem por onde começar a busca, após assistir ao filme, procurei sobre ele no google e encontrei um blog (já desativado) q era muito bom, q falava sobre o filme, praticamente isso q vc fez, essa análise e tratava tbm sobre Wicca, e a partir disso comecei a estudar!
    Esse filme marcou minha vida, não só por me colocar de fato no caminho que eu sempre quis, como tbm por ser muito bom!
    Adorei sua análise!
    B.B!
    :*

  20. Já assisti a esse filme umas cinquenta vezes. Dá para perceber que eu adoro! Quanto aos pontos apontados aqui como “mentira/exagero” sou obrigado a dizer que às vezes, só porque nunca vimos julgamos inexistente. Conheço pessoas que já fizeram o de levitação e funciona sim. E já vi coisas acontecerem em rituais que até “o diabo duvida”! O primeiro passo para que o fantástico aconteça é crer que “tudo é possível”! Foi assim que grandes cientistas mudaram o mundo! Por que não crer que com a magia seja diferente?

  21. Adorei!
    Eu já assisti esse filme milhares de vezes, adoro. Principalmente os tópicos que ele aborda, que você mesmo deixou claro aqui. Acho super bacana o pessoal que está estudando a Bruxaria ver esse filme para ficarem cientes do que o ego, a arrogância e a ganância dentro da Bruxaria podem causar a todos nós.

  22. Muito boa a análise. Pelo que eu sei, a teoria 1 é a correta. O roteirista, junto com o diretor e equipe, “criaram” esse Manon justamente pra não haver problemas. É um filme muito bom pra quem sabe assistir filme e captar informações. Sem duvida, esse e Da Magia à Sedução, são filmes que mais se aproximam da magia que vivemos. E claro, como obra de entretenimento, tem que ter efeitos especiais, né? E muito bem aplicados.

  23. Ah, adorei a análise, eu sempre assisto filmes assim como esse, ou então qualquer outro medieval que trata da historia das bruxas e pagãos com meu irmão, exatamente ressaltando pra ele os pontos fictícios, e os reais. Agora ficaria muito grato em ver a análise de as Brumas de Avalon. *——–*
    Otimo texto da autora, Parabéns!

DEIXAR RESPOSTA

Por favor, insira um comentário!
Por favor, insira seu nome.